Pesquisa aponta nova doença atribuída ao Zika

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma doença congênita, rara e que afeta gravemente o sistema nervoso central. Assim é a artrogripose, uma má-formação que pode ser causada pelo Zika vírus.  É o que diz uma nova pesquisa brasileira, publicada este mês.

Segundo o Jornal da Band, a artrogripose causa rigidez das articulações e pode provocar fraqueza muscular. Os membros ficam deformados, impedindo os movimentos.

Para chegar a esta descoberta, os pesquisadores conseguiram fazer algo inédito: o sequenciamento genético do Zika vírus; eles ainda relacionaram, pela primeira vez, a infecção à artrogripose.

Já são quatro casos em crianças no Brasil, sendo que duas delas nem nasceram ainda. Os casos foram descobertos na Paraíba, onde também houve a comprovação de que o vírus pode ser transmitido para o feto.

Após anunciar quatro mortes por microcefalia relacionada ao vírus, o Ministério da Saúde divulgou um pacote de diretrizes para acompanhar e reabilitar crianças de 0 a 3 anos, nascidas com a doença.