PF investigará incêndio no Museu Nacional

A Polícia Federal ficará responsável pelas investigações do incêndio que destruiu parte do Museu Nacional no Rio de Janeiro. Ainda não há previsão para o início das investigações, nem para a avaliação da perícia com relação as condições da estrutura.

O departamento de Repressão a Crimes contra o Patrimônio, da PF, é o que tomará conta das investigações para saber se foi um acidente ou se o fogo foi criminoso. Na manhã desta segunda o corpo de bombeiros já tinha controlado o fogo e terminou de pequenos focos das chamas que permaneciam.

Autoridades e órgãos do governo lamentaram o ocorrido.

O presidente Michel Temer usou a conta pessoal no twitter para se manifestar. Temer classificou como incalculável a perda do acervo do Museu. O presidente afirmou que era um dia triste para todos os brasileiros.

Em sua conta no Facebook, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella classificou o acontecimento como trágico. Crivella falou que é um dever nacional a reconstrução do museu, com a recomposição de cada detalhe.

O governador do Rio de Janeiro, Fernando Pezão, seguiu o mesmo tom de lamento. Pezão afirma que todos perdem com o acidente.

O ministério da Cultura soltou uma nota no site do órgão lamentando profundamente o ocorrido. A pasta destaca que as causas e responsabilidades devem ser rigorosamente apuradas. O texto ainda destaca que o Museu Nacional é instituição científica e de museologia mais antigo do país. O órgão também revelou que desde o ano passado apoiava a elaboração de um projeto que revitalizaria o prédio. Mais de R$ 21 milhões, conseguidos através do BNDES financiariam esse projeto. O ministério também destacou que fará todo o esforço para apoiar o processo de reconstrução.

Também através de nota, o ministério da Educação lamentou o incêndio e destacou que não medirá esforços para a recuperação do patrimônio.

O incêndio que destruiu parte do Museu Nacional começou por volta das sete e meia da noite deste domingo. Boa parte do acervo de mais de 20 milhões de itens foi atingido pelas chamas. O museu completou 200 anos em 2018. Ainda não há informações sobre a causa do incêndio. Não há registro de feridos com o ocorrido.