Polícia Civil prende homem acusado de matar o próprio tio

Armas apreendidas pela Polícia Civil com suspeito de homicídio

 

Uma equipe de policiais civis de Caicó cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de CÉLIO BEZERRA DOS SANTOS, conhecido como “BOLA”. Ele é acusado de assassinar o próprio tio, GERÔNCIO JOSUÉ DE ARAÚJO, à tiros de espingarda. O fato ocorreu no dia 23 de outubro de 2017, no sítio Montanhas, zona rural da cidade de Caicó.

De acordo com as investigações coordenadas pelo delegado Leonardo Germano, a motivação do crime foi uma disputa por terras entre familiares. No dia do crime, BOLA teria chegado no sítio embriagado e, mesmo diante de várias pessoas da família, armou-se com uma espingarda e seguiu até o imóvel em que a vítima residia. Alguns familiares ainda tentaram impedi-lo de praticar o ato, mas, o acusado foi até a casa de GERÔNCIO e ceifou-lhe a vida com dois disparos de arma de fogo.

Apesar de o fato ter sido presenciado por pessoas da família, as testemunhas fizeram uso da “lei do silêncio” devido a ameaças que o acusado proferiu contra qualquer um que falasse algo para a Polícia, porém, com o avanço das investigações, a verdade veio à tona e a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do acusado, dando cumprimento ao mandado na tarde desta quinta-feira. O investigado não ofereceu resistência à prisão, mas negou a prática do crime.

Os policiais também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência do investigado e apreenderam três armas de fogo: um revólver calibre .38 e duas espingarda, uma calibre .28 e outra calibre .36, além de munições e artefatos explosivos. A polícia investigará agora se uma dessas armas foi a utilizada no crime, bem como se houve a participação de mais alguém da família no fato criminoso.

O acusado será interrogado e em seguida encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.