Polícia Civil prendeu quase 1.200 suspeitos por vários crimes em 2017

Polícia Civil, mesmo com dificuldades, conseguiu fazer trabalho acontecer no RN

As equipes da Polícia Civil, que atuam na Grande Natal e no interior do Estado, conseguiram prender 1.184 pessoas, entre homens e mulheres que são suspeitos pela prática de diversos crimes, cometidos em 2017. Os suspeitos foram detidos em cumprimento a mandados de prisões e também mediante prisões em flagrante. As pessoas detidas são suspeitas pela prática de crimes como homicídio, estupro, associação criminosa, estelionato, tráfico de drogas, roubos, furtos, receptação de veículos, posse e porte ilegal de arma de fogo, roubos a bancos e caixas eletrônicos. Na Grande Natal, foram presas 664 pessoas e no interior do Estado, 520 suspeitos foram detidos.

Além das prisões, a Polícia Civil deflagrou 70 operações policiais, as quais resultaram em prisões, apreensões de armas, munições, drogas e de materiais ilícitos frutos de crimes. A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) realizou a deflagração de 13 Operações Policiais que conseguiram prender suspeitos envolvidos com crimes como os de roubos a bancos e caixas eletrônicos.

Durante os 12 meses de trabalho, mais de uma tonelada de drogas foi apreendida. A Delegacia Especializada em Narcóticos de Mossoró apreendeu 1.152,5 kg de drogas, já a DENARC/Natal apreendeu 249 comprimidos de ecstasy, 57 micropontos de LSD, 10.317 quilos de skank, 10.876 quilos de cocaína, 35.349 quilos de crack e 98.853 quilos de maconha.

O trabalho investigativo das equipes da Polícia Civil resultou na remessa de 13.288 inquéritos policiais à Justiça, os quais foram finalizados em todas as unidades da Polícia Civil do Estado. As delegacias de Polícia Civil que são vinculadas à Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) remeteram ao Poder Judiciário um quantitativo de quase 5.956 mil inquéritos policiais que foram finalizados em suas unidades. As unidades policiais que são vinculadas a Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN) remeteram à Justiça um total de 7.332 inquéritos policiais. Durante o ano, quase 900 operadores de segurança foram capacitados pela Academia de Polícia Civil, durante a realização de 26 cursos.

Avanços estruturais – Durante o ano de 2017, algumas unidades da Polícia Civil foram reformadas e outras mudaram de local de funcionamento. No dia 14 de setembro, a Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), passou a funcionar em um novo prédio, localizado à Avenida Capitão Mor Gouveia nº 545, Bairro Bom Pastor. O espaço é fruto de um convênio com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). No dia 28 de dezembro, foi inaugurado o novo prédio onde funcionará a Delegacia Municipal de Ceará Mirim.

As 10ª e 15ª Delegacias de Natal começaram a funcionar em prédios comerciais: A sede da 10ª. Delegacia de Polícia Civil passou a funcionar, desde o dia 16 de março na sala 25 do Shopping Seaway, que fica localizado à avenida Roberto Freire, nas proximidades da UnP. A da 15ª Delegacia de Polícia passou a funcionar, desde o dia 28 de junho, no Ponta Negra Center, localizado na Rua Palestina, 99, Ponta Negra. A unidade foi totalmente remodelada para um atendimento confortável e digno para a população, inclusive com atenção aos requisitos de acessibilidade.

Foram reformados os prédios da 4ª Delegacia de Polícia de Natal, onde foram construídas quatro salas novas; da Delegacia Especializada de Assistência ao Turista e Proteção ao Meio Ambiente (Deatur/Deprema) e o térreo 14ª Delegacia de Polícia de Natal. Além das reformas, está em processo de finalização a nova sede da Delegacia de Marcelino Vieira. Além das reformas finalizadas, encontra-se em processo de reforma a Delegacia de Parnamirim.