Polícia prende grupo que praticava estelionato em lojas do comércio de Caicó

Presos confirmaram a prática dos crimes em Caicó

Na manhã desta quarta-feira (11), policiais civis de Caicó, prenderam quatro pernambucanos que estavam aplicando golpes em estabelecimentos comerciais. Eles foram identificados como Maria de Fátima do Nascimento dos Santos, de 57 anos, Anna Karolina Pereira do Nascimento, de 21 anos, Alexandro da Silva Pacheco, de 38 anos e Ana Carolina Gomes de Barros, de 28 anos.

O delegado Leonardo Germano, titilar da Delegacia Municipal, disse que a Delegacia foi acionada por lojistas que desconfiaram de indivíduos que buscavam abrir crediários e efetuar compras, utilizando-se de documentos possivelmente falsos. Uma equipe de investigadores passou a realizar diligências e avistou os suspeitos, os quais entravam em correspondentes bancários e lojas para consumar os golpes.

Inicialmente, os investigadores promoveram a abordagem de duas mulheres e com elas foram encontrados diversos documentos falsos, comprovantes de movimentações bancárias, cartões de crédito e aparelhos eletrônicos. As das foram detidas em flagrante. As diligências continuaram e um casal (Alexandro e Ana Carolina) que estava em um veículo Honda City, nas imediações aonde houve a abordagem foi identificado como sendo integrantes do mesmo grupo. Com eles foi encontrada uma televisão que tinha sido compra mediante apresentação de documentação falsa. Eles também foram presos em flagrante. Os quatro confessaram a prática do crime“, contou.

Algumas das vítimas, lojistas e empresários da cidade de Caicó, foram ouvidos e reconheceram os estelionatários. Os objetos foram devolvidos.

Os presos responderão pelos crimes de estelionato, associação criminosa e uso de documento falso, em continuidade delitiva.

Outros crimes

Outros indícios ainda apontam para a prática de crimes contra a Previdência Social, o que será apurado e compartilhado com a Polícia Federal.

Há fundadas suspeitas que apontam para atuação da quadrilha há pelo menos, 45 dias na cidade de Caicó, além da prática de crime nas cidades de Recife, Maceió, João Pessoa, Natal e Currais Novos“, relata o delegado.