Polícia prende suspeito de participação em homicídio que desencadeou Operação Clowns

Policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar com informações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deram cumprimento na sexta-feira (23), a um mandado de prisão em desfavor de Luiz Renan da Silva Oliveira, vulgo “Chocolate”, um dos suspeitos pelo homicídio de Weider Batista Caetano, no dia 11 de Julho, no bairro de Neópolis.

Além de Luiz Renan, outras duas pessoas têm envolvimento direto no crime: Erick Rafael da Silva, o “Rafinha”, preso pela Polícia Civil no dia 05 de Novembro, e Ranieri Pablo, conhecido como “Pequeno”, que foi assassinado uma semana após a morte de Weider, em uma “vingança”. Na ocasião, câmeras de segurança flagraram a ação dos criminosos, que forçaram Ranieri a entrar em um carro, sendo executado em seguida. Os dois homicídios desencadearam a operação Clowns, deflagrada pela DHPP no mês de Setembro.

Com o homicídio de Weider Batista elucidado, a Polícia Civil segue as investigações acerca da morte de Ranieri Pablo. Para tanto, divulga vídeo do momento do sequestro da vítima, no intuito de identificar dois suspeitos da ação, até então conhecidos somente como “Pepeu da Portelinha” (Desde do Fox preto com camisa vermelha e boné branco) e “Joalisson” (suspeito com tatuagem na perna esquerda, que deixa o local do crime sem capacete como carona em uma moto). As informações podem ser repassadas de forma anônima por meio do disque-denúncia 181, ou pelo WhatsApp da DHPP, no (84) 98108-5970.

Confira vídeo com imagens do momento do crime para identificação dos suspeitos: