Revista Nature divulga estudo do Instituto do Cérebro da UFRN sobre depressão

A pesquisa sobre o uso da Ayahuasca no tratamento da depressão, realizada pelo Instituto do Cérebro (ICe) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foi abordada na revista científica Nature, nessa segunda-feira, 6.

O periódico fez um panorama dos estudos atuais que analisam o uso terapêutico da Ayahuasca, bebida psicodélica utilizada em cerimônias religiosas, como um possível tratamento para a depressão. O professor do ICe, Dráulio Barros de Araújo, foi citado como um dos cientistas brasileiros e estrangeiros que atuam nessa linha.

Conforme a Nature, o neurocientista da UFRN iniciou o projeto de pesquisa em janeiro de 2014, com previsão de conclusão no final deste ano, e já tratou 46 pacientes com um estudo controlado por placebo de Ayahuasca e depressão.

Ainda segundo a revista, trabalhos nessa área fazem parte de um “renascimento” no estudo dos potenciais terapêuticos benefícios das drogas psicodélicas ou recreativas, já que há meio século esse tipo de pesquisa foi amplamente proibido ou restrito no mundo.

Leia o texto publicado no link a seguir: http://www.nature.com/news/ayahuasca-psychedelic-tested-for-depression-1.17252.