RIO SÃO FRANCISCO: Dom Mariano Manzana defende interligação de barragens

Dom Mariano Manzana - Bispo da Diocese de Mossoró - Foto: Sidney Silva
Dom Mariano Manzana – Bispo da Diocese de Mossoró – Foto: Sidney Silva

O bispo da Diocese de Mossoró, Dom Mariano Manzana, está acompanhando toda a “Caravana das Águas”. Em entrevista ao repórter Sidney Silva, ele disse seu ponto de vista acerca das interligação de bacias como forma de amenizar os problemas hídricos enfrentados no Rio Grande do Norte.

“Nós queremos destacar o quanto é importante essa obra do São Francisco é importante. Só não vê, quem é cego. Se nós estamos com os reservatórios abaixo do 20% e estamos abeira de um ano seco, dá para perceber que coligar as bacias é sabedoria que Deus deu ao homem. Nós somos como o pobre que se queixa e está sentado em cima de um cofre de ouro”, comentou.

Sobre o início da caravana, dom Mariano Manzana disse que o final da transposição pelo eixo norte é na Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves.

“Nós começamos essa caravana, do final, que é a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves em Itajá, aonde deverá chegar a água, e num momento que é muito importante para o nosso estado onde os grandes reservatórios estão todos abaixo de 20% de sua capacidade. Se no ano que vem, não tivermos chuva, teremos um ano muito, muito difícil, por isso também esperamos e cobramos a transposição”, disse.