Samu de Caicó está sem médicos depois da substituição de empresa terceirizada

Samu está parado por falta de médico em Caicó

Marcos Dantas informa em seu Blog que o Governo do RN mudou a empresa responsável pela formação de equipe médica do SAMU/RN. Agora quem responde é a Reelecun Serviços Eireli, que de acordo com informações do Blog do BG não apresentou quantitativo de médicos capacitados para o serviço de urgência e emergência, o que pode levar a paralisação do serviço em todo o Estado.

Até esta terça-feira, 12, os médicos que atuavam no SAMU eram da Cooperativa Médica do RN (Coopmed) e o contrato encerra às 7h desta quarta-feira, 13.

Em Caicó, os efeitos já estão sendo sentidos. Tanto que nesta quarta (13) o SAMU local encontra-se sem médicos plantonistas, ou seja, se qualquer paciente de Caicó ou de municípios pactuados necessitar de um atendimento de UTI Móvel, o SAMU está sem médico.

Segundo documento obtido pelo Blog do BG, a Comissão de Avaliação de Currículos formada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) apontou que foram encaminhados 40 médicos para atuar no SAMU, mas apenas 21 se enquadravam nos requisitos técnicos necessários para atuar no serviço de urgência.

Alguns médicos indicados não tinham comprovação documental de experiência ou foram formados em menos de um ano, conforme divulgado em ata.