Senadores fazem exigências para reconduzir Temer ao comando do PMDB

Eunício e Renan querem presidência do Senado e liderança de bancada em troca de apoio a Temer - Foto: Divulgação Jornal do Brasil
Eunício e Renan querem presidência do Senado e liderança de bancada em troca de apoio a Temer – Foto: Divulgação Jornal do Brasil

Caciques do PMDB já consideram não lançar candidatura alternativa à de Michel Temer, atual presidente nacional do partido, e apoiar o vice-presidente da República para se reeleger na eleição de março.

Há, porém, uma lista de exigências colocadas na mesa sobretudo por senadores peemedebistas. De acordo com o jornal “Folha de S.Paulo” desta terça-feira (19), o senador Romero Jucá (RR) deve ser designado para a primeira vice-presidência do partido.

O Jorna do Brasil destacou que os pedidos a Temer incluem, ainda, o apoio à eleição de Eunício Oliveira (CE) para a presidência do Senado em 2017, quando Renan, após dois mandatos, deixará o posto e ficará impedido de se reeleger. Renan, então, pelo acordo, se tornaria o líder da bancada do PMDB no Senado.

Como Valdir Raupp é o atual primeiro vice-presidente e não foi contemplado na cúpula do comando do partido, a ele seria destinada a presidência da Fundação Ulysses Guimarães, hoje sob o comando de Moreira Franco.

O impasse, que só deve ser decidido às vésperas da convenção do partido, é se Temer renunciaria ao cargo, como quer o grupo de Renan Calheiros, ou se apenas se licenciaria, deixando Jucá no comando da sigla interinamente, como quer o próprio Temer.