Sesed divulga que 26 presos foram mortos em Alcaçuz; ITEP diz que todos foram decapitados

Durante a entrevista coletiva realizada na noite deste domingo (15), na Escola de Governo no Centro Administrativo em Natal, o Secretário de Segurança Caio Bezerra, anunciou que na verdade foram 26 os presos assassinados dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

Os corpos foram retirados de dentro da unidade na parte da tarde e encaminhados para a sede do ITEP no Bairro da Ribeira em Natal. Ao chegar, eles foram colocados dentro de um caminhão com câmara fria e levados para o Quartal Geral da Polícia Militar por medida de segurança.

Nesta segunda-feira (16), terá início o trabalho de identificação e necropsia dos corpos, que de acordo com Marcos Brandão, diretor do ITEP, deve durar cerca de 30 dias.

Os peritos atuarão para identificar os corpos através da arcada dentária, DNA e outros métodos.

Entre os corpos, dois estão parcialmente carbonizados, muitos com perfurações em várias partes do corpo e todos estão decapitados.

No interior de Alcaçuz, foram encontradas armas de fogo caseiras e uma granada não letal que não foi usada. O secretário Walber Virgolino, disse que os presos tiraram o pino, mas, ela não foi detonada.