Justiça absolve acarienses presos acusados abusar de mulher

Decisão da Justiça absolveu os rapazes acusados do crime de abuso sexual

O juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, absolveu nesta quarta-feira (28), os quatro acarienses que foram presos no dia 31 de agosto deste ano acusados de manter suposta relação sexual forçada com uma mulher.

O magistrado mandou soltá-los imediatamente, revogando as prisões cautelares.

JULGO IMPROCEDENTE em sua totalidade a denúncia, pelo que ABSOLVO os réus pela suposta prática da conduta delitiva. Por consequência lógica, revogo as prisões cautelares outrora decretadas“, disse o magistrado na decião.

O advogado Ariolan Fernandes, que fez a defesa de 3 dos 4 acarienses, disse que com isso, está se fazendo justiça. “Nós lutamos para provar desde o primeiro momento que entramos nesses caso, a inocência dos meus clientes. Estava claro que eles não cometeram crime algum e agora a Justiça foi feita“, disse.

Os supostos fatos teriam ocorrido ao final de uma “festinha” que teve início na noite do dia 30 de agosto. A mulher que fez a denúncia e os rapazes, estavam no mesmo evento. Em um lugar afastado, ela teria sido forçada à prática sexual. Logo após, amigos teriam impedido. Mais tarde, ao comunicar a mãe, ambas procuraram a Polícia. Os rapazes foram encontrados e presos.


Acarienses acusados de estupro coletivo de mulher foram autuados e seguem presos

Oitiva dos acusados aconteceu na Delegacia de Caicó

Os quatro rapazes da cidade de Acari/RN, presos na madrugada desta segunda-feira (31) foram ouvidos e autuados por crime estupro pelo delegado Bruno Barcelos. Nesta terça-feira (01), eles devem ser encaminhados para a Penitenciária Estadual do Seridó, aonde ficam à disposição da Justiça.

Os quatro foram presos pela Polícia Militar que recebeu a denúncia do cometimento do crime.

A vítima, uma mulher de 19 anos, contou que estava na companhia dos rapazes em uma festa que acontecia numa casa. Eles preferiram se afastar do local quando estes lhe a agarraram e a teria estuprado. Essa informação foi repassada ao Blog Sidney Silva pelo comandante da PM em Acari, Sargento José Emerson.

A ocorrência foi encaminhada para Caicó. A mulher foi levada ao ITEP para exames que poderão comprovar as denúncias.

Na Delegacia, todos foram ouvidos. Inclusive, os acusados afirmaram que tudo o que aconteceu, foi com o consentimento.

O advogado Ariolan Fernandes, que defende três dos quatro presos, disse que na verdade o que aconteceu foi que, “a denunciante foi flagrada na companhia dos meus clientes pela pessoa com quem mantém um relacionamento e por causa disso, inventou essa história absurda“.