Aluno que atirou contra colegas em Goiânia é transferido para unidade provisória

O estudante do colégio Goyases, em Goiânia, que abriu fogo contra colegas de classe na última sexta-feira (20) foi encaminhado nesta segunda-feira (23) da Delegacia Estadual de Apuração de Atos Infracionais, a Depai, para um centro de internação provisória.

No final de semana a juíza plantonista Mônica Cézar Moreno Senhorello acatou o pedido do Ministério Público de Goiás que solicitava a internação provisória do aluno. O adolescente deve permanecer internado por 45 dias.

As aulas no colégio Goyases ainda não foram retomadas, mas alunos foram até o local nesta segunda para prestar uma homenagem às vitimas.

Ainda nesta segunda, o pai do autor do crime, que é Policial Militar, prestou depoimento na Depai. Ele contou nunca ter ensinado o filho a atirar. Os pais do atirador também foram até o colégio retirar o material que ele abandonou no local após fazer os disparos.