Réu acusado de matar homem a facadas em bar na zona norte de Caicó será julgado nesta terça (10)

Nesta terça-feira (10), o Fórum Municipal Amaro Cavalcante, volta a sediar sessão do júri popular. Desta vez, senta no banco dos réus, Francisco Damião Lopes, que é acusado de assassinar no dia 22 de julho de 2007, por volta das 15h30min com facadas, a pessoa de Amaro Firmino Sobrinho.

Na defesa do réu, vai atuar, o advogado, Anesiano Ramos e o representante do Ministério Público, Geraldo Rufino de Araújo Júnior, na acusação.

Consta nos autos do processo que o que crime aconteceu no Bar da ‘Galega’, localizado na Rua Rui Mariz, Bairro Boa Passagem. O denunciado agiu imbuído de fútil motivação e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Na época, se apurou que Francisco Damião, estava bebendo no bar quando então visualizou a vítima deitada, totalmente embriagada na calçada do local, ocasião em que se dirigiu até ela e desferiu quatro cutiladas de faca peixeira no tórax e abdômem.

Durante a audiência de instrução, ouvida como testemunha, Francisca Rosilda Tavares, proprietária do bar aonde aconteceu o crime, afirmou que a vítima estava no seu estabelecimento no dia do fato desde às 09hs, tendo consumido apenas uma “dose de cana”. Relatou, também, que a vítima estava sentada em uma cadeira na calçada quando o acusado chegou dizendo “se vire que eu não quero matar homem pelas costas não” e saiu “furando” a vítima sem que esta tivesse alguma reação.

O réu confessou, em juízo, a autoria do crime, alegando estar sofrendo ameaças por parte da vítima. Ainda afirma que não reconhece que a vítima estava deitada na calçada embriagada, afirmando que houve, inclusive, luta corporal antes do crime.