Equipe da Caern iniciou estudo da adutora Boqueirão/Jardim do Seridó

Prefeito Amazam recebeu gerente da Caern no Seridó para tratar sobre o projeto da adutora Boqueirão/Jardim do Seridó

Nesta quinta-feira, 01 de junho, o prefeito municipal de Jardim do Seridó, Amazan, recebeu a visita de uma equipe técnica da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), que iniciaram o estudo da área para elaboração do projeto da adutora que levará água do açude Boqueirão em Parelhas para Jardim do Seridó.

Participaram do encontro a Diretora Regional da Caern, Rosy Gurgel, Diretor de Operações Dr. João Azevedo, Engenheiro Dr. Eudes e Gerente do Escritório Local em Jardim do Seridó José Vital.


Governador Robinson autoriza contratação de serviços emergenciais para Barragem Passagem das Traíras

Após conversa com o prefeito de Jardim do Seridó, Amazan (PSD), na última terça-feira (10), em Natal, sobre a situação preocupante em que se encontra a estrutura física da Barragem Passagem das Traíras, o Governador Robinson Faria, como prometido ao gestor jardinense, autorizou o Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Mairton França, a contratar serviços emergenciais para corrigir os principais problemas da Barragem.

Como prometido, o governador esteve reunido recentemente com o secretário Mairton, para autorizar o orçamento financeiro e realizar os reparos necessários na parede da Barragem Passagem das Traíras que abastece Jardim do Seridó. Após a reunião com o Governador, o secretário me ligou dando a boa notícia”, disse Amazan.


Prefeitura suspende contrato de prédio público onde funciona Hotel em Jardim do Seridó

O prefeito de Jardim do Seridó Amazan, autorizou a Procuradoria Jurídica do Município a estudar o contrato do prédio onde funciona o Hotel, e o corpo de procuradores entendeu que o contrato firmado na gestão anterior é lesivo ao patrimônio municipal, uma vez que o comodatário faz uso comercial do espaço sem nenhuma retorno financeiro para o município.

Diante de tal constatação, baixou um decreto anulando o contrato firmado com o senhor Antônio Serafim de Lima Filho, e o mesmo terá no prazo de quinze dias, após receber a notificação, para a desocupação do prédio público municipal.

O que mais chamou atenção, é que o contrato firmado não obedeceu às regras do edital de licitação onde se previa um aluguel de três mil e quinhentos reais em favor do município e que tal contrato firmado no inicio de março de 2016 só foi publicado no diário oficial no dia 21 de novembro de 2016, após o período eleitoral”, disse o prefeito.