ANA pede suspensão da Adutora Sertão Central para realizar reparo em comportas

Por solicitação da Agência Nacional de Águas (ANA), nos dias 15 e 16 de maio, quarta e quinta-feira, respectivamente, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realiza parada no abastecimento da Adutora Sertão Central Cabugi.

A parada será necessária para que a ANA realize um reparo nas comportas que alimentam o rio Piranhas-Açu e o Canal do Pataxó. Serão afetadas as cidades que recebem água pela adutora: Angicos, Fernando Pedrosa, Lajes, Pedro Avelino, Comunidade de Santana do Matos, Jardim de Angicos, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo. O sistema será religado na sexta-feira (17).


ANA embarga barragem em Ubajara/CE

A Agência Nacional de Águas (ANA) realizou na última quarta-feira, (13), o embargo provisório da barragem Granjeiro, em Ubajara (CE), cujo empreendedor é a Agroserra Companhia Agroindustrial Serra da Ibiapaba. A penalidade tem como objetivo fazer com que a empresa adote medidas imediatas de segurança para minimizar os riscos de rompimento da estrutura, tendo em vista a existência de 15 famílias que vivem no vale a jusante (abaixo) e podem ser atingidas pelo rompimento da estrutura.

Barragem foi interditada pela Agência Nacional de Águas

Medidas de contenção da erosão já foram concluídas e agora está em andamento escavação de canal ao lado da barragem para liberação controlada de água e redução do armazenamento. Por precaução, a ANA recomendou a evacuação da população residente no vale a jusante, o que foi executado pela Defesa Civil estadual na noite de sábado, (16). Segundo a Defesa Civil, 520 famílias ou cerca de 2 mil pessoas foram retiradas da área ainda no sábado.

Enquanto houver o embargo provisório, a empresa não poderá operar a barragem Granjeiro, no leito do riacho Jaburu, até que seja garantida a segurança da estrutura e sejam atendidas todas as exigências cobradas pela ANA, que é o órgão responsável pela fiscalização da segurança deste empreendimento segundo a Lei nº 12.334/2010, que estabeleceu a Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB).


Passagem das Traíras: Semarh agenda visita técnica nesta terça-feira (29)

Secretário, João Maria Cavalcanti, faz visita à Barragem Passagem das Traíras

O Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, agendou para amanhã (29), às 9hs, uma visita às instalações da Barragem Passagem da Traíras, em São José do Seridó. Acompanhado de uma equipe de técnicos da Semarh, ele vai verificar a situação atual da infraestrutura do reservatório.

Continue lendo


Relatório da ANA aponta que 45 barragens do país têm problemas graves de estrutura

A Agência Nacional de Águas (ANA) publicou nesta segunda-feira (19) um relatório que aponta 45 barragens com riscos à população. No levantamento do ano passado, esse número chegava a 25. A maioria das barragens classificadas como vulneráveis está no Nordeste, especialmente na Bahia e em Alagoas, e mais da metade são de responsabilidade do poder público. Nove já eram consideradas de risco no relatório de 2017.

Os problemas citados vão desde rachaduras, infiltrações e buracos, até falta de documentação que comprove a segurança do reservatório. A Bahia tem o maior número de barragens com pouca ou nenhuma manutenção, levando em conta empreendimentos públicos e privados. Alagoas, também no Nordeste do país, é o segundo estado com mais barragens com problemas. No total, são seis em situação de risco.

O relatório da ANA é o segundo feito pela agência reguladora desde o maior desastre ambiental já registrado no país, em novembro de 2015. O rompimento da barragem da mineradora Samarco liberou rejeitos de mineração no ambiente, deixando 19 mortes e comunidades destruídas, como a de Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG).


Determinações na ANA preveem Estudo Técnico e Plano de Contingência

Autoridades se reuniram em Caicó para discutir sobre melhorias para a Barragem

No relatório apresentado pela Agência Nacional de Águas – ANA sobre a Barragem Passagem das Traíras, localizada na região do Seridó, estão presentes algumas determinações da própria agência. As determinações começaram em dezembro de 2016 e foram encaminhadas ao empreendedor do reservatório, que é a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos do RN – Semarh.

Determinações – Dez 2016 – Elaborar um estudo técnico para avaliar a situação de estabilidade da barragem e situação das anomalias existentes e indicação do nível máximo operacional permitido, bem como as medidas adotadas para a garantia da segurança da barragem.

Na ausência de estudo – Manter rebaixado o nível de operação do reservatório, mesmo no período das chuvas, por meio da abertura total das duas válvulas de descarga existentes de 500 mm. Elaborar e apresentar um Plano de Contingência em articulação com as Defesas Civis do Estado e de Caicó-RN.

Determinações – março de 2017 – Estabeleceu – 185m – a cota máxima de operação do reservatório – volume de 3 hm³ – garante o atendimento aos respectivos usos prioritários – abastecimento público da cidade de Jardim do Seridó, consumo humano e dessedentação animal no entorno – durante o período de estiagem subsequente. Outorga – 150 m3/h – Volume anual de 1.314.000 m3

Que sejam garantidas a integridade dos dispositivos de controle (registros e válvulas da descarga de fundo e da tomada d’água), bem como a presença constante de pessoal dedicado à operação e ao monitoramento do reservatório.


“As ações na Barragem das Traíras são feitas para minimizar os riscos”, diz ANA

Flávia Gomes, superintendente de fiscalização da ANA

A declaração é da Superintendente de Fiscalização da Agência Nacional de Águas – ANA, Flávia Gomes de Barros. Ela destacou que ações determinadas pela agência tem o objetivo de diminuir os riscos que o reservatório cheio proporcionam para a população da região do Seridó. Além disso, desde 2016 a ANA determinou que seja feito um estudo técnico para avaliar a situação de estabilidade da barragem seridoense.

Continue lendo


Relatório da ANA aponta que Barragem Passagem das Traíras está em nível de alerta

Barragem tem sinal de alerta emitido pela ANA

A Agência Nacional de Águas – ANA apresentou na manhã da última sexta-feira (27) o relatório que mostra as anomalias na Barragem Passagem das Traíras, reservatório que fica na região do Seridó. A apresentação foi feita pela Superintendente de Fiscalização da ANA, Flavia Gomes de Barros, durante reunião que foi coordenada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, em Caicó.

Continue lendo


Comitê pede mudanças na liberação de água em Curemas e na barragem Armando Ribeiro

Comitê pede que ANA muda quantidade água liberada em barragens

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu encaminhou à Agência Nacional de Águas – ANA ofícios nos solicitando mudanças na liberação de água do açude Curemas/PB e da barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Os documentos foram encaminhados nesta quarta-feira (25), em virtude das diferentes situações vivenciadas na bacia.

No caso do açude Curemas/PB, o CBH-PPA pediu aumento da liberação de água para 1000 litros por segundo, em virtude do baixo nível de água na captação da CAGEPA, em Pombal/PB, fato que pode vir a ocasionar um colapso d’água na região. Já no caso da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o comitê solicitou a redução na liberação de água do reservatório, atualmente igual a 3,5 metros cúbicos por segundo, passando a operar com 2,0 metros cúbicos por segundo.

Continue lendo