Servidores da saúde em greve farão um novo “apagão” nesta segunda-feira (15)

Servidores da Saúde farão nova paralisação na segunda-feira – (Foto: José Aldenir/Agora RN)

Os servidores que trabalham Sesap do Rio Grande do Norte farão um novo apagão na próxima segunda-feira (15). A iniciativa foi aprovada por unanimidade em assembleia do dia 10, que também aprovou a continuidade da greve. O apagão na saúde terá início às 6h, em frente ao hospital Walfredo Gurgel. Assim como o apagão que ocorreu na última segunda (9), os servidores irão reduzir o atendimento e apenas casos de urgência e emergência serão encaminhados à unidade. Uma equipe de servidores fará a triagem dos pacientes que chegarem no hospital para encaminhá-los à outras unidades de saúde.

A ideia do novo apagão é protestar contra a proposta de negociação do governo do Estado que em audiência com o Sindsaúde-RN, no dia 9, se comprometeu em pagar os salários de dezembro e adiantar o de janeiro na próxima semana, no entanto, deixa de fora os servidores inativos (aposentados e pensionistas). “Queremos sim receber os nossos salários, mas entendemos que o governo não pode excluir os aposentados que tanto fizeram por esse Estado. O tratamento deve ser o mesmo para ativos e inativos, os aposentados fizeram história na saúde do RN e devem ser valorizados”, disse Manoel Egídio, coordenador-geral do Sindsaúde-RN.

Os servidores da saúde de Pau dos Ferros também irão realizar um apagão no hospital Regional. O apagão está previsto para iniciar às 7h e encerra às 10h da manhã.

A greve da saúde que completa dois meses hoje, reivindica o pagamentos do salários em dia, o pagamento do 13º e um calendário de pagamento para 2018. Além disso, se opõe ao pacote de ajuste fiscal enviado pelo governo Robinson Faria (PSD), enviado à Assembleia Legislativa em caréter de urgência.

Na terça-feira (16), entidades sindicais estão convocando uma Greve Geral no RN contra o atraso de salários e o pacote de ajuste fiscal do governo. Nesse mesmo dia, será iniciada a discussão das Mensagens na Assembleia Legislativa.



Vereador Rangel diz que depoimento da Cosern foi importante para esclarecer apagão em Caicó

Seis pessoas foram ouvidas na manhã desta quarta-feira (29) pela Comissão Especial de Investigação da Cosip, na Câmara de Vereadores de Caicó – o ex-prefeito Roberto Germano, os ex-secretários José Teixeira e  Jorge Araújo, Tochywky Ferreira (eletricista efetivo do município), Lúcio Maximino (assistente administrativo efetivo do município) e Givanildo da Silva representando a Cosern.

De acordo com o presidente da CEI, José Rangel, um dos depoimentos bastante esperados era o da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), já que trouxe dados riquíssimos para esclarecer alguns pontos, entre eles a questão dos cortes que ocorrerão em vários prédios públicos do município. A Comissão solicitou ainda informações da Cosern de todo o período que tenha vigorado a Cosip no município.

O próximo passo agora é a análise do recurso na gestão do prefeito Bibi, onde se necessário serão ouvidas pessoas que trabalharam no período da gestão, para só assim a relatoria fechar os entendimentos com os dados para o relatório final da CEI.

“O que deixa o trabalho da CEI é a questão de arquivos do município. Nós estamos buscando todos os recursos para que o relatório final não tenha uma margem de erros. Nós estamos colhendo todos os dados e analisando a aplicabilidade destes recursos para apresentarmos a população caicoense”, disse Rangel.