Justiça Eleitoral disponibiliza aplicativo que exibe a totalização de votos durante a eleição

Aplicativo fornece todas as informações dos candidatos e dos resultados apurados na votação
Aplicativo fornece todas as informações dos candidatos e dos resultados apurados na votação

A Justiça Eleitoral disponibilizou neste sábado (29) o aplicativo “Resultados”, uma ferramenta que permite aos cidadãos acompanharem o andamento do processo de totalização das Eleições 2018. A aplicação é uma versão atualizada do “Apuração 2014”, desenvolvida para o pleito daquele ano, que se tornou o aplicativo mais baixado do Tribunal Superior Eleitoral.

Com o novo app é possível acompanhar a contagem de votos de todo o Brasil e visualizá-la a partir de consulta nominal, que apresenta o quantitativo de votos totalizados para cada candidato com a indicação dos eleitos ou dos que foram para o segundo turno.

Continue lendo



TRE-RN já recebeu 221 denúncias de crimes eleitorais pelo aplicativo pardal

Compra de votos pode ser denunciada pelo aplicativo pardal

No Rio Grande do Norte, até às 15hs30min, desta quarta-feira (19), de acordo com informações extraídas do Aplicativo Pardal, foram processadas 221 denúncias pela plataforma o que representa 3,1% em comparação com o total do país. As cidades de Natal e Mossoró aparecem como os municípios com maior número de queixas. Dentre as denúncias registradas no âmbito estadual, 57% estão relacionadas à propaganda eleitoral irregular.

No ranking do Nordeste, o estado figura na quinta colocação. Como primeiro colocado está Pernambuco, com 866 notícias de práticas eleitorais irregulares, o que corresponde a 12,3% dos números; os estados da Bahia, Paraíba e Maranhão aparecem na seqüência. No Brasil, o estado de São Paulo é o campeão de denúncias; o maior colégio eleitoral do país concentra o montante de 936 queixas de possíveis ilícitos eleitorais, o equivalente a 13,3% do acumulado.



Justiça Eleitoral usa aplicativo pardal para o recebimento de denúncias

Em todo o país, a Justiça Eleitoral acumula uma parcial de 7.024 denúncias de irregularidades eleitorais, conforme dados coletados nesta quarta-feira (19), às 15h30. Esse número se refere os registros do aplicativo Pardal, lançado para todo o país no dia 23 de agosto, após o início da campanha eleitoral. Com exceção dos cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, a ferramenta pode ser utilizada para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como às relativas à propaganda eleitoral nas ruas, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. O aplicativo está disponível para uso gratuito, em smartphones e tablets e poderá ser baixado nas lojas virtuais Apple Store e Play Store.

Continue lendo



Aplicativo Pardal permite a eleitor fiscalizar e denunciar infrações na campanha eleitoral

Eleitores podem usar aplicativo para fazer denúncias

A versão 2018 do aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets, já está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. Disponibilizada nesta quinta-feira (23), a ferramenta possibilita aos eleitores denunciarem infrações durante as campanhas eleitorais, atuando como fiscais da eleição e importantes atores no combate à corrupção eleitoral.

O Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal tem uma interface web, que será disponibilizada nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.

Continue lendo



ELEIÇÕES 2018: e-Título pode ser baixado a qualquer momento até o dia da votação

E-Titulo é um aplicativo para smartphone

Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem ficar despreocupados, pois o aplicativo e-Título substitui o documento na hora de votar. Basta baixar o aplicativo, disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets.

O aplicativo apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais.

O aplicativo foi atualizado esta semana e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

De acordo com o TSE, é importante preencher os dados pessoais exatamente como eles estão registrados no Cadastro Eleitoral, pois, na hora de preencher os dados no aplicativo, se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro. Se o eleitor já tiver realizado o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais) junto à Justiça Eleitoral, a versão do e-Título virá acompanhada da foto do eleitor, o que facilitará a identificação na hora do voto.

Caso o eleitor ainda não tenha feito o recadastramento biométrico, a versão do e-Título será baixada sem a foto. Nesse caso, o eleitor está obrigado a levar outro documento oficial com foto para se identificar ao mesário durante a votação.



Aplicativo substitui título de eleitor em papel

A partir de agora o cidadão brasileiro vai poder dispensar o uso do título de eleitor em papel, caso baixe o aplicativo chamado e-título no celular ou tablet. A novidade é uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, foi abraçada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e vai ser adotada em todo o país.

Todas as informações que constam no título de papel vão constar no aplicativo. Para aqueles que já fizeram o cadastramento biométrico, será preciso levar só o celular para votar. É o que explica o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes.

Continue lendo



Caicó inova e serviços da prefeitura poderão ser solicitados por aplicativo de celular

A prefeitura de Caicó terá mais uma ferramenta de contato direto com a população. Um aplicativo para dispositivos móveis, como celulares e tablets. O sistema vai funcionar como uma espécie de ouvidoria, onde o cidadão poderá manter uma comunicação com os diversos setores da administração e será possível fazer solicitações de serviços e sugestões.

O prefeito Batata Araújo explicou que o aplicativo “terá o objetivo de aproximar o cidadão da gestão municipal, sendo uma ferramenta de fácil utilização, que trará mais praticidade aos caicoenses”.

O App foi desenvolvido pela empresa caicoense Viggo Sistemas e está nos ajustes finais para, nas próximas semanas estar, disponível para ser baixado nos sistemas Android e IOS. O aplicativo também gerará relatórios sobre os principais serviços solicitados e o tempo de resolução.



Estudantes já podem baixar o aplicativo do Enem

Estudantes já podem baixar o aplicativo do Enem

ABr – O aplicativo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está disponível a partir de hoje (17) para download. Para garantir a segurança na utilização da ferramenta, o app deve ser baixado direto da loja de aplicativos do seu celular – Google Play e App Store – e o usuário deve confirmar se o nome do desenvolvedor é o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Disponibilizado pela primeira vez no ano passado, desta vez o aplicativo terá uma seção de notícias e acesso liberado ao público geral, permitindo que pais, professores e jornalistas acompanhem as áreas que não exigem login do participante. Outra novidade é a liberação dos espelhos de redação no app.

O aplicativo disponibiliza informações tanto antes do exame, com dados da situação da inscrição, cronograma, locais de provas e o Cartão de Confirmação, quanto após o exame, com o gabarito, o resultado individual e o espelho da redação.