Polícia Civil apreende dois fuzis e uma espingarda em Alexandria

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deram continuidade, nesta  sexta-feira (21),  à Operação “Senhor das Armas”, desta vez, na zona rural da cidade de Alexandria.

Na ação, foi detido Keivilan Magnus Taveira Bento, conhecido como “Vaqueiro”, 36 anos. Em posse do suspeito, foram apreendidos: um fuzil M16 calibre 5.56, um fuzil de repetição calibre 7.62, além de uma espingarda de fabricação artesanal calibre 12 e 288 munições calibre 5.56.

O suspeito, que já responde judicialmente por crime de homicídio, na cidade de São Paulo,  relatou às equipes policiais que o armamento encontrado pertence a Kleber Lucas Paz de Oliveira, conhecido como “Klebinho” ou “Primo”.

Kleber Lucas é suspeito por assaltos a banco e encontra-se foragido da Justiça. Em desfavor dele, existem dois mandados de prisão em aberto, decorrentes de investigações realizadas pela DEICOR.

Keivilan Magnus foi conduzido à DEICOR, para autuação em flagrante, e, em seguida, foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

As investigações foram realizadas com apoio da DEPATRI/PCPE, SERES/PE e da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró – SEOPI/MJSP). A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, ou do número da DEICOR: (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796 (Whatsapp).

Operação “Senhor das Armas”

A operação tem como objetivo desarticular uma organização criminosa especializada em comércio ilegal de armas de fogo de grosso calibre, que estava planejando uma ação criminosa contra um estabelecimento prisional aqui no Estado.


Governo federal edita 4 decretos que ampliam acesso a armas e munições

Decreto do Presidente Bolsonaro foram publicados

O governo federal alterou quatro normas de 2019 que flexibilizam os limites para compra de armamento e munição por agentes de segurança e grupos de Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CACs).

O decreto amplia de quatro para seis o número máximo de armas que cada cidadão pode ter. As mudanças foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União.

Segundo o governo, “a medida desburocratiza procedimentos, aumenta clareza sobre regulamentação, reduz discricionariedade de autoridades e dá garantia de contraditório e ampla defesa”. Os decretos regulamentam a Lei nº 10.826/2003, mais conhecida como Estatuto do Desarmamento.

As alterações incluem, de acordo com texto divulgado pela Secretaria-Geral da Presidência da República:

Decreto nº 9.845

Aumento, de quatro para seis, do número máximo de armas de uso permitido para pessoas com Certificado de Registro de Arma de Fogo;

Decreto nº 9.846

Possibilidade de substituir o laudo de capacidade técnica – exigido pela legislação para colecionadores, atiradores e caçadores (CACs) – por um “atestado de habitualidade” emitido por clubes ou entidades de tiro;

Permissão para que atiradores e caçadores registrados comprem até 60 e 30 armas, respectivamente, sem necessidade de autorização expressa do Exército;

Elevação, de 1 mil para 2 mil, da quantidade de recargas de cartucho de calibre restrito que podem ser adquiridos por “desportistas” por ano;

Decreto nº 9.847

Definição de parâmetros para a análise do pedido de concessão de porte de armas, cabendo à autoridade pública levar em consideração as circunstâncias do caso, sobretudo aquelas que demonstrem risco à vida ou integridade física do requerente;

Decreto nº 10.030

Dispensa da necessidade de registro junto ao Exército dos comerciantes de armas de pressão (como armas de chumbinho).

Exame


PF apreende armas, munições e dinheiro na Operação Falsos Heróis

Escopeta de calibre 12, munições e pistolas apreendidas pela Polícia Federal

A Polícia Federal, com apoio da Receita Federal do Brasil e da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI), deflagrou na manhã desta terça-feira (27), em Mossoró/RN, a Operação Falsos Heróis, que investiga as atividades de organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros e produtos falsificados.

Cerca de 165 policiais federais estão cumprindo 26 mandados de busca e apreensão e 8 mandados de prisão preventiva nos estados do Rio Grande do Norte (Areia Branca, Tibau e Mossoró), Pará (Belém e Ananindeua) e São Paulo (capital), além de ter sido determinado o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão com relação a outros nove investigados, bem como o sequestro judicial de 22 contas bancárias.

As diversas diligências realizadas no curso da investigação permitiram identificar a existência de uma organização criminosa bem estruturada, cujo modus operandi consiste no transporte naval de produtos contrabandeados (cigarros, vestuário e equipamentos eletrônicos falsificados) com origem no Suriname, os quais são internalizados de forma clandestina em pontos da costa dos municípios potiguares de Areia Branca, Porto do Mangue e Macau, sendo posteriormente transportados para diversos estados, principalmente São Paulo, onde são comercializados em locais notadamente conhecidos por esta prática.

Somente entre os anos de 2018 e 2019, a Orcrim movimentou cerca de 185 milhões de reais, revelando a alta lucratividade da empreitada criminosa.

Dentre os investigados, constam empresários, policiais civis do Rio Grande do Norte, além de um secretário municipal da cidade de Areia Branca/RN.

Os crimes imputados são os de contrabando qualificado (art. 334-A, §3º, CP) e organização criminosa armada (art. 2º, § 2º, e § 4º, incisos II e V, da Lei 12.850/2013), cujas penas, somadas, podem ultrapassar a 23 (vinte e três) anos de prisão.

*O nome “Falsos Heróis” faz referência ao batismo das embarcações utilizadas para o transporte de mercadorias contrabandeadas (Ex: Thor, Hulk e Capitão América), bem como ao envolvimento de policiais civis que atuavam principalmente fornecendo segurança às operações logísticas de transbordo e transporte dos produtos contrabandeados.


PRF prende quatro homens com armas e drogas na BR 304 em Lages/RN

A Polícia Rodoviária Federal prendeu, na noite desta quinta-feira (16), durante uma fiscalização em conjunto com o DER, na unidade operacional da BR 304, em Lajes/RN, quatro homens e apreendeu armas, munições e drogas.

Um equipe da PRF fazia fiscalização a veículos de passageiros, quando abordou um Voyage que seguia com as quatro pessoas. Os policiais desconfiaram do nervosismo dos ocupantes e ordenou que todos desembarcassem do veículo.

Nesse momento foram visualizadas as armas no assoalho do banco traseiro. De imediato foi dada voz de prisão a todos. No interior do carro foram encontrados uma espingarda calibre 12 com sete munições, uma pistola calibre 40 com numeração raspada e dois carregadores, além de 74 munições.

Foram encontrados ainda aproximadamente 50g de cocaína, 80g de maconha, dois coletes balísticos, um deles com o símbolo da Polícia Militar do RN, além da quantia de R$ 2.351,00 em espécie.

No decorrer da fiscalização, foi confirmado que os homens, com idades entre 21 e 41 anos, seguiam da cidade de Campo Grande/RN para Natal, em um veículo de aplicativo. O motorista do veículo conhece todos os ocupantes e reside na capital potiguar. Ele já responde pelo crime de roubo. Os demais são de Campo Grande, Caraúbas e de uma cidade paraibana.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Plantão da Zona Sul em Natal.


Polícia Civil apreende adolescente com armas de fogo em Parelhas

Armas apreendidas na zona rural de Parelhas

Policiais civis da Delegacia Municipal de Parelhas apreenderam nesta quinta-feira (13), um adolescente de 15 anos durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão, no Sítio Algodão.

Durante as diligências, foram encontradas com o adolescente, quatro armas de fogo do tipo espingarda. Em desfavor dele, foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC).

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.


PRF prende homem com armas, veículo e objetos roubados

Armas apreendidas pela PRF

Em São José de Mipibu/RN, no km 125 da BR 101, por volta das 14h deste domingo (29), foi recuperada uma camioneta Pajero Sport que fora roubada minutos antes em Arêz/RN.

Após receber denúncia através da central de emergência 191, informando que três homens haviam acabado de fazer um arrastão em um comércio na cidade de Arez, inclusive fazendo o dono de refém, policiais rodoviários federais saíram em diligências, deparando-se com o veículo em sentido contrário.

Durante a abordagem houve troca de tiros e dois homens conseguiram fugir. O condutor, porém, foi preso.

Com ele, foram apreendidos três revólveres calibre 38 e 18 munições, além de diversos produtos subtraídos do comerciante.

Ocorrência encaminhada a delegacia de flagrantes, em Natal.

Homem preso pela PRF ao lado do carro recuperado

Grupo invade Fórum na PB, rende juiz e vigilante e rouba mais de 60 armas

Armas roubadas foram recuperadas pela Polícia

Quatro bandidos invadiram o Fórum de Alagoa Grande, na Paraíba, para roubar as armas de fogo do local, no fim da noite desta segunda-feira (25). Durante a ação, um juíz e o vigilante do prédio foram rendidos pelos criminosos. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos levaram 61 armas de fogo, além de quatro coletes balísticos. As vítimas não ficaram feridas.

Continue lendo

RN regulamenta isenção de ICMS para compra de armas como instrumento de trabalho

Armas podem ser adquiridas com a isenção do ICMS

Em decreto publicado nesta sexta-feira (31), o Governo do Estado do Rio Grande do Norte regulamentou a Lei Estadual nº 10.180, que concede isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em operações de aquisição de armas de fogo destinadas para Polícia Militar, Polícia Civil, Agente Penitenciário e Guarda Municipal.

O decreto atesta a isenção apenas aos profissionais que usam a arma de fogo como instrumento de trabalho, no âmbito estadual, limitada a uma arma por beneficiário, sendo regulamentada pelos requisitos obrigatórios e os limites da legislação para aquisição do porte de armas.


PRF realiza prisões e apreende três armas na BR 226 em Santa Cruz

Armas apreendidas pela PRF

Na noite desta quinta-feira (11), no Km 113 da BR 226, em Santa Cruz/RN, a Polícia Rodoviária Federal, apreendeu três armas, em duas ocorrências diferentes, porém no mesmo local e com o mesmo tipo de veículo.

A primeira delas ocorreu por volta das 20h20, quando os policiais abordaram um veículo L200 cor prata, conduzida por um homem de 62 anos. Dentro do veículo foi encontrada uma pistola .380 e 12 munições. O condutor não possuía registro, nem porte para a arma.

Na outra ocorrência, dessa vez com uma L200 cor preta, já no final da noite, foram encontrados uma pistola .380, com 28 munições e dois carregadores e um revólver .38, com seis munições. O condutor informou ser o proprietário das armas, porém não possuía porte, nem o registro para o revólver.

As duas ocorrências foram encaminhadas para a Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal.


Conheça novas regras para posse de arma no país

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (15) decreto que flexibiliza as regras para a posse de arma de fogo no país, que já entrou em vigor. O decreto mudou algumas regras, como o prazo de renovação passou para dez anos.

Veja abaixo alguns pontos do novo decreto:

O que muda com o decreto?

O decreto trata da posse de armas, ou seja, o cidadão poder ter uma arma em casa. Com o decreto, poderá adquirir uma arma quem morar em cidade ou estado onde a taxa de homicídios seja superior a 10 para cada 100 mil habitantes, morar em áreas rurais, for dono de estabelecimentos comerciais ou industriais, militares, for agente público que exerce funções da área de segurança pública, administração penitenciária, integrantes do sistema socioeducativo lotados nas unidades de internação, da Agência Brasileira de Inteligência e no exercício do poder de polícia administrativa e correcional em caráter permanente ou for colecionador, atirador e caçador, devidamente registrado no Exército. Antes, a necessidade de ter uma arma era avaliada e ficava a cargo de um delegado da Polícia Federal, que poderia aceitar, ou não, o argumento.

Continue lendo


Com apoio do MPRN, PM recupera armas e colete levados de empresa de vigilância

Após um telefonema ao Disque Denúncia 127 do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) recuperaram duas armas e um colete balístico que furam levados de uma empresa de vigilância em Natal. A ação foi realizada na manhã desta terça-feira (9). Munições também foram apreendidas. Uma pessoa foi presa.

Segundo a assessoria de comunicação da PM, as armas encontradas (uma pistola e um revólver) estavam dentro de uma casa no bairro das Quintas, na Zona Oeste da cidade. Contudo, ainda se investiga se o material foi furtado ou roubado da empresa.

A operação, ainda de acordo com a Polícia Militar, contou com o apoio do 127 do Disque Denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Rio Grande do Norte.


Dupla é presa com seis armas de fogo em operação no Sertão da PB

Armas apreendidas pela Polícia

Duas pessoas foram presas e pelo menos seis armas de fogo foram apreendidas durante uma operação deflagrada na cidade Paulista, no Sertão paraibano. As armas foram encontradas depois de uma investigação conjunta entre a Polícia Civil da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Segundo a investigação policial, a suspeita é de que essas armas estavam sendo fornecidas para a prática de crimes de roubo e homicídios em cidades da Paraíba e do Rio Grande do Norte, que formam divisa na região do Sertão do estado. A operação foi nessa quinta-feira (27).

Entre as armas apreendidas estavam uma espingarda calibre 12, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38, além de outras três espingardas. Também foram apreendidas munições e uma faca. Os suspeitos e as armas foram levados para a delegacia de Polícia Civil, em Catolé do Rocha, no Sertão.


Polícia Civil prende dois e recupera parte de armas roubadas

Armas apreendidas na ação pela Polícia

Uma equipe de Policiais Civis da Divisão de Polícia de Oeste (DIVPOE) com o apoio da Força Tática da Polícia Militar, prenderam na sexta-feira (19), Jefferson Batista de Souza Moraes (19 anos), Francisco Rebouças Tertuliano (35 anos) e apreenderam dois menores. A ação ocorreu no Bairro Santo Antônio (em Mossoró) e com eles foram apreendidas duas pistolas, duas espingardas do tipo doze, dois revólveres, além de munições e 500 gramas de maconha. As armas encontradas são parte do material roubado de uma empresa de vigilância da cidade, crime que aconteceu em abril do ano passado.

Os dois menores apreendidos responderão por crimes análogos à receptação e tráfico de drogas, e foram devolvidos às suas famílias. Já Jefferson Batista (que também é acusado de ter participação em um latrocínio no ano passado) responderá por receptação e tráfico de drogas, enquanto Francisco Rebouças, que praticou o furto do armamento, responderá também por furto qualificado.

Os dois homens foram autuados em flagrante e estão à disposição da justiça.


Orgãos do Judiciário destroem 100 mil armas consideradas desnecessárias

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Exército Brasileiro se uniram em um ato de paz. Em um acordo firmado entre ambos, 100 mil armas consideradas desnecessárias aos processos judiciais foram destruídas, recentemente.

A última operação para destruir o armamento desnecessário aconteceu no Rio de Janeiro, no dia 20 de dezembro. Cerca de 2 mil armas que estavam nos fóruns de Justiça foram totalmente destruídas. A ação integra a Operação Vulcão. A ministra Cármen Lúcia acompanhou pessoalmente o processo de destruição das armas. Antes, em 8 de dezembro, foram 3,8 mil armas destruídas, em Brasília.

Pelo acordo, o CNJ em parceria com os tribunais de todo o país promoveram a retirada das armas. Estes, enviam toda a munição e armas de fogo apreendidas ao Exército. Já o Exército, indica as unidades responsáveis pelo recebimento das armas recolhidas pelo Poder Judiciário e, em seguida, toma medidas para destruir ou doar todo o material.

A Resolução 134 do CNJ determina que os tribunais encaminhem, pelo menos duas vezes por ano, as armas de fogo e munições apreendidas para o Comando do Exército Brasileiro a fim de serem destruídas ou doadas, após um laudo pericial. A justificativa é que manter o grande número de armas em depósitos judiciais compromete a segurança dos prédios públicos do Judiciário.


Homem é preso em São José de Mipibu com armas e munições

Armas e munições apreendidas pela PRF

A Polícia Rodoviária Federal prendeu um motorista no início da noite de terça-feira (15) em São José de Mipibu. Ele portava duas armas de fogo, carregadores e muitas munições.

O flagrante ocorreu quando uma equipe da PRF fiscaliza no km 108 da BR-101. Era aproximadamente 18h30 quando foi dada ordem de parada ao motorista de uma Fiat Strada Adventure que passava. Os policiais descobriram no interior do veículo uma pistola Taurus calibre .380 com dois carregadores, um revólver de calibre 38, três carregadores para pistola calibre .40. Também foram encontradas muita munição com ele: eram 122 de calibre .40, de uso restrito, 34 de calibre.380 e 4 de calibre 38.

O motorista, um homem de 57 anos, foi preso e levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil em Natal, onde foi registrado o crime de porte ilegal de arma de fogo, tipificados nos artigos 14 e 16 da lei 10.826/2003, que tem pena máxima prevista de seis anos de reclusão.


Polícia Civil de Santana do Matos prende dupla com duas espingardas

Polícia Civil de Santana do Matos prende dupla com duas espingardas

Policiais civis da Santana do Matos prenderam em flagrante, nesta sexta-feira (21), Cícero Farias e Francisco Gilmar da Silva, os quais estavam em posse de duas espingardas no centro do município de Santana do Matos.

A polícia apreendeu com Cícero, uma espingarda calibre 28 contendo nove munições deflagradas e 28 munições intactas.

Foi apreendido com Francisco, uma espingarda calibre 32 com seis munições deflagradas e vinte três munições intactas. Cícero e Francisco foram presos em flagrante, enquanto estavam trafegando em uma motocicleta, e autuados pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, sendo encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.


Polícia Militar apreende vasto arsenal no litoral Sul

Polícia apreende armas e coletes em cassa na praia de búzios

Equipes do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) apreenderam, nesta quinta-feira (13), um vasto arsenal que estava escondido em uma residência em Búzios, litoral Sul do Rio Grande do Norte.

Os militares faziam uma ronda na região, quando chegaram até a casa. No local, havia um carro estacionado com registro de roubo e que tinha sido tomado de assalto nessa quarta (12), em Natal.

Ao entrarem no espaço, os policiais se depararam com o arsenal. Foram apreendidos quatro fuzis, espingarda calibre 12, uma pistola israelense, vasta munição calibre 9 milímetros e ponto 40, granadas, dinamite, coletes, rádio comunicador, máscara de gás e drogas.

Todo o material foi encaminhado para a Divisão Especial de Combate ao Crime Organizado (Deicor).

Coletes balísticos foram apreendidos em ação da Polícia


Final de semana com prisões, armas, munições e dois adolescentes apreendidos

O Comandante do 6º BPM concedeu entrevista na RÁDIO CAICÓ nesta segunda-feira (22). Ele falou sobre às ações realizadas pela PM que conseguiram tirar de circulação duas armas de fogo e várias munições, além de três pessoas presas e dois menores apreendidos.

Assista:


Polícia prende suspeito por fabricar armas para o “Sindicato do RN”

Material apreendido no Passo da Pátria em Natal

Uma equipe de policiais militares da Força Tática da 3a Companhia do 1o. BPM e da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), com apoio do Batalhão de Choque, prendeu em flagrante, nesta terça-feira (16), Maycon Pontes de Souza, suspeito por ser um dos armeiros da facção criminosa Sindicato do RN. Ele foi detido em uma casa no Paço da Pátria, zona leste de Natal, após a Polícia ter recebido denúncias anônimas de que no local haviam várias armas, munições e drogas. Após ter sido detido pelos policiais militares, Maycon foi conduzido para a Delegacia de Plantão Zona Sul, onde foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Na casa de Maycon, os policiais apreenderam quatro espingardas (sendo uma de fabricação caseira), um revólver calibre 38, munições (9 milímetros, calibres 380 e 44), um colete balístico e vários equipamentos e instrumentos que podem ser usados para fabricar armas, além de tabletes de maconha e porções de crack, embalagens para acondicionar drogas. Também foram apreendidos no local três furadeiras, um torno mecânico manual, duas maletas com ferramentas e parafusos, barras de ferro, três balanças de precisão, um aparelho GPS, um celular, um tablet, vários cartões microSD, uma quantia de R$ 527,00, sete placas de veículos, três rádios comunicadores, 20 cartuchos deflagrados, um tambor contendo várias bijuterias e acessórios femininos.


Arsenal é flagrado em loja de caça no Seridó da Paraíba durante operação da Polícia

Material foi apreendido pela polícia depois de denúncia

Do G1/PB – Um comerciante de 54 anos foi preso em flagrante suspeito de vender munições e equipamentos para armas de fogo em uma loja na cidade de Picuí, no Seridó paraibano. A ação ocorreu em meio a uma operação. O suspeito vendia os produtos ilegais em uma loja de material de pesca, caça e couros. No local, os policiais encontraram munições de vários calibres, entre eles 380, 38, 12 e materiais para fazer munições artesanais. Na casa do suspeito, os policiais encontraram mais munições.

A operação foi deflagrada depois de uma investigação com base em uma denúncia anônima feita ao disque denúncia 197 da Polícia Civil. Segundo a ligação anônima, um homem estaria vendendo ilegalmente munições e materiais como espoleta, pólvora e cartuchos vazios em um estabelecimento comercial dele que vende materiais de caça, pesca e couro.

De acordo com a pessoa que denunciou, para não levantar suspeitas, o comerciante guardava o material no estoque da loja entre os produtos legais. A partir dessa informação, os policiais iniciaram as investigações e encontraram a loja do suspeito, localizado na avenida principal da cidade. O material estava embaixo do balcão na entrada da loja e no estoque guardado em caixas de papelão.

Continue lendo