Delegados da PF que investigavam morte de Teori Zavascki são mortos em Florianópolis

Morte dos delegados aconteceu dentro uma casa de festas – (Foto: Júlio Ettore/RBS TV e Nelson Jr./SCO/STF)

Do G1 – Dois delegados da Polícia Federal (PF) foram mortos a tiros em Florianópolis na madrugada desta quarta-feira (31) em uma casa noturna. Uma terceira pessoa também foi baleada. De acordo com a PF, as vítimas trabalhavam no estado do Rio de Janeiro.

Adriano Antonio Soares era delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis e investigou o acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Já Elias Escobar atuava em Niterói.

Em nota, a Polícia Federal lamentou a morte dos policiais e esclareceu que o inquérito que apura o acidente envolvendo a morte de Teori encontra-se em Brasília, presidido por outro delegado, e apenas foi registrado em Angra dos Reis, local do fato.



ITEP registra cinco mortes violentas no final de semana em Parelhas

Parelhas registrou cindo mortes violentas no final de semana

O Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP registrou no final de semana, 5 mortes violentas na cidade de Parelhas/RN. As duas primeiras ocorreram na madrugada de sábado (04), quando o policial militar, José Borges Neto, foi assassinado dentro de sua casa. Na fuga da casa da vítima, o acusado, Nailson dos Santos Alves, morreu em troca de tiros com uma guarnição da PM que chegava para atender a ocorrência. Os dois corpos foram removidos do loca para serem necropsiados.

Por volta das 00h15min, deste domingo (05), o jovem Mackson Douglas do Nascimento, de 20 anos, que residia no Sítio Algodão, na Zona Rural de Parelhas, foi assassinado com disparos de arma de fogo. O crime se deu no Bairro Maria Terceira. Ele foi levado ao local, de moto, por um homem ainda não identificado. A Polícia Civil investiga o caso.

Por volta das 05hs da manhã também deste domingo, dois corpos foram encontrados na Rua Zacarias Albino Ribeiro, no Bairro Ivan Bezerra. Um deles foi identificado como João Paulo Silva, de 25 anos, natural de Parelhas, residente no Bairro Cruz do Monte. O outro, era Wellington Lima de Azevedo “Nenem”, de 22 anos.

Relatos de testemunhas dão conta que às vitimas estavam em uma moto Titan de cor vermelha e que foram ouvidos disparos de arma de fogo no local.

Os corpos foram recolhidos por peritos do ITEP para a realização de necropsia.