Please enter banners and links.


Assembleia Legislativa vai debater a “extinção do BNB e os prejuízos para o RN”

A Assembleia Legislativa, por propositura do deputado Francisco do PT, vai debater durante audiência pública na próxima terça-feira (20), a “extinção do Banco do Nordeste (BNB) e os prejuízos para o Rio Grande do Norte e o Nordeste”. O parlamentar destaca que o BNB é o maior agente de crédito rural do Nordeste. Somente de janeiro a novembro de 2018, o Banco aplicou no setor o montante de R$ 25,7 bilhões.

O Banco do Nordeste tem, desde sua origem, o objetivo de combater, através do crédito produtivo orientado, os enormes impactos das secas na região, e acelerar o desenvolvimento regional, minimizando assim as diferenças socioeconômicas entre o nordeste brasileiro e o restante do país”, disse Francisco do PT.

Ainda de acordo com o parlamentar, o agronegócio da região movimenta comércios locais nas zonas rurais e a extinção ou fusão do BNB com outro banco colocaria em risco o sustento de milhares de famílias nordestinas. Sua atuação atingiu patamares muito mais elevados a partir do ano de 2003, com forte expansão do número de agências, de funcionários e de aplicação de recursos próprios e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), atendendo a todos os setores da economia em sua área de atuação, com destaque para forte ênfase na Agricultura Familiar, que produz cerca de 70% dos nossos alimentos, e nos micro e pequenos empreendimentos que geram 7 de cada 10 empregos no Brasil.

A audiência pública será realizada no auditório da Casa, às 15h30.



Operação “Canastra”: decretada prisão preventiva de ex-servidora da Assembleia Legislativa

Depois de um extenso debate, a Câmara Criminal do TJRN, por maioria de votos, decidiu pela decretação da prisão preventiva da ex-chefe do gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, posteriormente exonerada, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, que foi investigada pelo Ministério Público do Estado por supostamente comandar um esquema de desvio de dinheiro dentro do órgão, usando servidores fantasmas. A acusada, também primeira-dama do município de Espírito Santo/RN, foi o principal alvo da Operação Canastra Real, deflagrada pelo MP no dia 17 de setembro de 2016.

A investigação apurou um esquema, cujo início se deu em 2015, que desviou mais de R$ 2 milhões em recursos públicos na Assembleia Legislativa do estado e se utilizava de servidores fantasmas, os quais também foram exonerados recentemente. Ao todo, oito pessoas foram presas e o marido dela, o prefeito Fernando Luiz Teixeira de Carvalho de Esperíto Santo, também foi preso, mas por porte ilegal de arma de fogo. A operação cumpriu seis mandados de prisão e 23 de busca e apreensão nas cidades de Natal, Espírito Santo, Ipanguaçu e Pedro Velho.

*Veja mais detalhes aqui



Operação do MPRN investiga desvio de R$ 2,4 milhões da Assembleia Legislativa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (17) a operação Canastra Real. O objetivo é apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas na Assembleia Legislativa. Ao todo, foram cumpridos 6 mandados de prisão e outros 23, de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo as investigações, o esquema fraudulento foi iniciado em 2015 e tem como principal integrante a chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho. Para o MPRN, Ana Augusta ocupa posição de controle ao indicar pessoas para ocupar cargos na Casa. Para isso, a chefe de Gabinete forneceu o próprio endereço residencial para constar nos assentos funcionais e nos cadastros bancários dos servidores fantasmas por ela indicados.

Continue lendo



Assembleia Legislativa também divulga nota de pesar pela morte de Maurílio Pinto

O Rio Grande do Norte deu adeus ao seu xerife Maurílio Pinto de Medeiros, neste sábado 19 de maio, por volta da 21h30, na Casa de Saúde São Lucas. Foram 47 anos de dedicados a Polícia Civil, sempre liderando e sendo um símbolo da Segurança Pública do RN.

A Assembleia Legislativa publica moção de pesar ao delegado. Sempre solícito, Maurílio Pinto de Medeiros teve sua trajetória de vida marcada com êxito no seu trabalho de investigar e elucidar crimes diversos, desde assassinatos a sequestros. Tinha uma rotina de combatente voraz contra os criminosos. Trabalhava sábado, domingo, feriado e – sua maior característica – atendia todos que o procuravam em seu gabinete.

Maurílio Pinto nos 47 anos de atividade, por 21 anos foi chefe de Polícia Civil, subsecretário e secretário adjunto da Segurança Pública do Estado, se aposentou em 2011, quanto estava à frente da Delegacia de Capturas/Polinter.

Aos familiares e amigos, a Assembleia Legislativa, em nome do presidente Ezequiel Ferreira de Souza e dos 23 deputados estaduais, expressa os mais sinceros votos de pesar, que a paz de Cristo os conforte e Deus receba o irmão Maurílio Pinto de Medeiros para o descanso eterno.

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte
Palácio José Augusto



Vivaldo encaminha pedido para que seja recuperado trecho asfáltico entre Tangará e Sítio Novo

Vivaldo encaminha pedido para que seja recuperado trecho asfáltico entre Tangará e Sítio Novo

Ouvindo diversas reclamações de lideranças do Trairi, o deputado Vivaldo Costa (PROS) deu entrada na Assembleia Legislativa a requerimento pedindo a recuperação asfáltica da rodovia 093. O trecho em debate é o que interliga os municípios de Tangará e Sítio Novo, com uma distância média de 18,5 quilômetros.

O pedido do deputado Vivaldo foi encaminhado para o diretor do DER, Jorge Ernesto Pinto, bem como ao governador do estado Robinson Faria (PSD). “Espero que a solicitação seja atendida de forma urgente tendo em vista a precariedade do trecho. Além de tudo isso a onda de violência que assombra o estado tem deixado a população de Sítio Novo temerosa pois a estrada está com muitos buracos e os automóveis transitam em baixa velocidade”, defendeu.