Marcos do Manhoso denuncia falta de assinaturas em documentos na gestão de Batata

Marcos do Manhoso denunciou situação de falta de assinaturas

O Prefeito Marcos José de Araújo, procurou a imprensa nesta quinta-feira (13), para denunciar que vários contratos que foram firmados na gestão de Robson Araújo Batata, estão sem assinatura e com diversas pendências.

Uma das situações salta aos olhos a falta de assinatura dos aditivos da obra do asfalto de dezenas de ruas de Caicó. Em pelo menos dois deles, não existe assinatura, mas, um dos documentos foi assinado no dia 16 de agosto, dois dias depois de Batata ter sido preso.

O prefeito Marcos do Manhoso comentou ainda que estranhou a existência de documento com seu nome e aguardando assinatura e na mesma data do anterior.

Confira o trecho da entrevista:




Cinco mil juízes e promotores pedem ao STF que mantenha prisão em 2ª instância

Juízes e promotores pedem manutenção de prisão em segunda instância – (FOTO: Valter Campanato/ABr)

ABr – Magistrados e membros do Ministério Público que compõem o Fórum Nacional de Juízes Criminais (Fonajuc) entregaram hoje (2) ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma nota técnica contra uma possível mudança na decisão da Corte que autorizou a prisão de condenados após a segunda instância da Justiça, em 2016. O documento obteve 5 mil assinaturas de integrantes do fórum.

O documento foi motivado pelo julgamento, marcado para a próxima quarta-feira (4), do habeas corpus protocolado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para evitar a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato.

No documento, o Fonajuc afirma que a execução provisória da pena não afronta o princípio constitucional da presunção de inocência.



Com cinco assinaturas, vereadora Mara Costa protocola pedido de abertura da CEI

A vereadora Mara Costa (PROS) conseguiu reunir as cinco assinaturas que precisava para dar entrada no requerimento para abrir a Comissão Especial de Investigação – CEI para acompanhar a investigação do Ministério Público na Operação Blackout e para investigar o uso dos recursos da Contribuição Social de Iluminação Pública – Cosip.

Os vereadores que assinaram o requerimento foram: Mara Costa, Anderson Duarte, Diogo Silva, Odair Diniz e Rosângela Queiroz.

A vereadora protocolou o requerimento na Câmara, no final da manhã desta quinta-feira (10) e na próxima segunda-feira, dia 14, durante a sessão ordinária, vai ser deliberado. O prazo para instalação da CEI é de 5 dias.



Até o início da tarde desta quarta, Mara Costa não tinha 5 assinaturas para criar CPI

A vereadora Mara Costa (PROS) até o início da tarde desta quarta-feira (09), não tinha as cinco assinaturas de vereadores para abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI. Ela confirmou ao Blog Sidney Silva que só conseguiu as assinaturas de Rosângela (PR) e de Andinho (PRP).

Os demais vereadores que disseram que irão assinar, são: Odair Diniz (PSDC) e Rangel (PDT). Mas, está apenas apalavrado o apoio. Na manhã desta quarta, José Rangel viajou e não fez a assinatura enquanto Odair Diniz estava em Natal.

A vereadora Mara Costa espera quando chegarem para a Sessão Ordinária da Câmara que assinem o documento. Com isso, ela poderá dar entrada no requerimento para criar a CPI na próxima segunda-feira (14).