Polícia apreendeu fuzis e explosivos e recuperou dinheiro roubado por bando em Coremas/PB

Material apreendido pela Polícia foi encaminhado para a Delegacia de Polícia em Patos

Policiais militares do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) da Paraíba, localizaram na tarde de sábado (19), na zona rural da cidade de Catingueira/PB, seis suspeitos de integrar a quadrilha que explodiu o banco do Brasil da cidade de Coremas, na madrugada da última quarta-feira (16) e, houve confronto. No final, todos os indivíduos morreram.

As equipes estavam na caça ao bando desde o dia do fato, ou seja, há mais de 80 horas.

O bando estava em uma área de mata, na zona rural de Catingueira. Ou seja, a pouco mais de 1 hora da cidade assaltada. Os seis ficaram feridos, foram socorridos para o Hospital Regional de Patos e acabaram morrendo. Nenhum policial foi atingido.

Os suspeitos são naturais das cidades de Coremas, Santa Cruz, Patos e Catingueira, na Paraíba, e Caraúbas, no Rio Grande do Norte. Um dos envolvidos respondia pelo crime de receptação na comarca de Patos e outro possuía um mandado de prisão em seu desfavor. Todos seriam integrantes de uma quadrilha que vinha agindo em vários estados do Nordeste.

Os policiais localizaram todo o arsenal da quadrilha e recuperados R$ 28.435 (vinte e oito mil e quatrocentos reais) que foram levados do banco. Entre as armas usadas pelos criminosos, estavam três fuzis calibre 5.56, um fuzil calibre 7.62 e duas espingardas calibre 12. Também foram apreendidos coletes balísticos.

Desde às 2h da madrugada da quarta-feira (16), quando o ataque ao banco foi registrado, a PM da Paraíba montou um grande cerco em várias cidades do sertão, com a atuação do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC), Grupamento de Ações Táticas Especiais (GATE), Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), 12º Batalhão e 13º Batalhão, com o auxílio do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Secretaria de Segurança e Defesa Social. Às 13h deste sábado, com o apoio da Polícia Federal e Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba, os responsáveis pela explosão ao banco foram localizados.

Todo o armamento apreendido e valores recuperados foram levados para a delegacia de Polícia Civil, em Patos. As buscas na região continuarão para prender outros possíveis integrantes da quadrilha ou mesmo suspeitos que deram apoio à quadrilha.


Polícia registra tentativa de assalto ao banco de Jardim do Seridó nesta madrugada

Grampos foram jogados nas estradas para atrasar a PM; populares que viajavam no momento, fizeram foto dos grampos

Na madrugada desta quinta-feira (27), policiais militares da região Seridó foram acionados para atender a uma ocorrência de possível arrombamento ao banco da cidade de Jardim do Seridó.

O comandante do 6º BPM em Caicó, o tenente-coronel, Walmery Costa, confirmou a informação ao Blog Sidney Silva, dizendo que dois carros foram vistos na cidade, sendo uma Hilux de cor branca e um Fiat Toro. Eles estavam nas imediações da Companhia da PM de Jardim.

Parte do banco ainda chegou a espalhar grampos nas estradas, BRs e RNs de acesso à Caicó, Parelhas e Acari. Essa medida atrasaria a chegada de viaturas da polícia no local da ação criminosa. Os grampos foram encontrados na saída de Parelhas para Jardim, próximo à Várzea do Serrote e na saída de Caicó sentido Jardim, próximo ao Caicó Iate Clube. Seis veículos ficaram na estrada com pneus furados.

O que teria atrapalhado os planos do bando, foi a presença de uma viatura com policiais fazendo rondas na cidade de Jardim do Seridó.