Please enter banners and links.


Nova Barra de Santana: Secretário confirma distrato com empresa e obra será retomada nos próximos dias

Nova Barra de Santana terá obra retomada, garante secretário

Em resposta à população que pede urgência quanto ao prosseguimento das obras da Nova Barra de Santana, localidade que está sendo construída para abrigar a comunidade, o secretário João Maria (Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Semarh), informou que o principal entrave para a retomada das obras , já foi solucionado.

Agora o governo vai replanejar. O distrato com a empresa foi feito com apoio da PGE, sob a orientação da governadora. Após o distrato, a PGE se comprometeu a encaminhar a solução quanto à contratação da nova empresa que vai retomar a construção da Nova Barra. Asseguramos que dentro de poucos dias os trabalhos serão reiniciados“, garantiu.



Barragem de Oiticica: Governo assegura retomada da obra de Nova Barra de Santana

Governadora Fátima Bezerra garantiu retomada da obra de Nova Barra de Santana

A governadora Fátima Bezerra participou no sábado (14), de reunião com a comunidade de Barra de Santana, município de Jucurutu, que deverá ser realocada para um local próximo ao atual distrito quando a área em que a população reside for alagada, conforme projeto original do Complexo Barragem de Oiticica. O encontro ocorreu na igreja local, onde a chefe do Executivo estadual e sua equipe foram recebidos por cerca de 200 famílias, representadas pelo Movimento dos Atingidos pela Barragem. “Eu quero parabenizar o grau de organização de vocês. Estou nessa luta desde o início. Não estou em falta com a comunidade de Barra de Santana e estou aqui para trazer respostas e resolver aquilo que está na alçada do Governo“, disse Fátima.

Inicialmente, a moradora Érica Gomes, uma das líderes do movimento, apresentou a pauta da reunião, que tratou da construção da Nova Barra de Santana e Cemitério e outras reivindicações como: implantação de agrovilas para família de agricultores sem terra; indenizações da atual Barra de Santana; construção da estrada de contorno; e supressão de 6 mil hectares de vegetação na bacia hidrográfica hidráulica da barragem de Oiticica.

A governadora enfatizou que todas as reivindicações do movimento dos atingidos pela barragem foram tratadas com muito respeito. “A presença da nossa equipe mostra por si só o zelo com que a nossa gestão trata as necessidades da população. No entanto, existem propostas apresentadas hoje que precisarão ser analisadas do ponto de vista técnico e jurídico. Garanto todo o empenho para solucionarmos tudo isso que foi exposto, porque eu sei o que é passar por dificuldades devido à seca. De ouvir da mãe que não se podia repetir o prato porque não iria sobrar para o irmão“, afirmou.



Linha de investigação aponta que Henrique de Barra foi morto com armas de calibres diferentes

A investigação em torno da morte do empresário e agropecuarista, Henrique José Torres Lopes, ocorrida no Distrito de Barra de Santana, na zona rural da cidade de Jucurutu, na manhã de sábado (12), está sendo conduzida pela Polícia Civil.

Uma fonte do Blog Sidney Silva, próxima da investigação, contou que a vítima sofreu disparos de arma de fogo de mais de um calibre. Inclusive, que o laudo pericial aponta que o corpo tinha três lesões na lateral esquerda (considerando que ela estava sentado no banco do motorista) e uma no tórax, todas de arma de cano longo, provavelmente de calibre 12.

Também foi confirmado que sete tiros atingiram o para-brisa dianteiro. Nesse caso, a arma usada era compatível com uma de calibre 38. No local do crime, os peritos encontraram 6 capsulas de munição do referido calibre.

A fonte diz que considerando as informações, existe a possibilidade de o assassino ter usado duas armas e efetuado os tiros de posições diferentes e, também, que o crime tenha sido cometido por mais de uma pessoa.



Crime pode ter sido cometido por mais de uma pessoa

Carro bateu com a traseira na frente da casa – (Foto: Sidney Silva)

A Polícia não descarta a possibilidade de Odair José Alves, o Barata, ter assassinado o empresário Henrique José Torres Lopes, na companhia de outras pessoas. Alguns fatos no local do crime chamam a atenção. Mas, somente o trabalho feito pelos peritos do Instituto Técnico-Cientifico de Perícia – ITEP, vai elucidar.

As marcas de tiro na região do peito direito, próximas da axila. São várias, que indicam o uso de outra arma, diferente de um revólver, provavelmente uma escopeta de calibre 12.

No peito direito, uma perfuração com uma circunferência considerável, o que também indica uma arma de cano longo, de calibre maior que um 38.

Na região da cabeça, do lado esquerdo, próximo do queixo, outra perfuração de tamanho considerável, indicando o uso de uma arma maior.

Mas, somente o Barata foi visto deixando o local e dizendo a todos detalhes do crime que tinha praticado contra o empresário Henrique Lopes.

Cápsulas de calibre 38 foram encontradas no local do crime – (Foto: Sidney Silva)

As capsulas de calibre 38, 6 ao todo, foram encontradas muito próximas do local aonde o carro ficou parado, exatamente, em baixo de uma árvore, na frente da casa, o que indica que provavelmente, o atirador recarregou a arma.

As perfurações no para-brisas do carro indicam que esses tiros foram dados de posições diferentes, estando o atirador à esquerda da frente do carro e depois à direita da frente do carro.

Carro bateu na frente de residência – (Foto: Sidney Silva)



Suspeito de matar Henrique Lopes, também responde pelo assassinato de Isaac Torres

Barata disse aos moradores de Barra de Santana que tinha matado Henrique

O ex-presidiário, Odair José Alves, também conhecido como Barata, de 42 anos, está sendo procurado pela polícia por ser o principal suspeito de ter assassinado o empresário Henrique José Torres Lopes, no Distrito de Barra de Santana, na manhã deste sábado, dia 12.

De acordo com moradores do referido Distrito, o Barata, antes de fugir, disse a várias pessoas que tinha matado o empresário a tiros. Ele estava em liberdade há alguns meses.

No dia 16 de agosto de 2016, Barata foi preso em Caicó, por ser um dos suspeitos de ter participado da morte do também caicoense, Isaac Soares de Oliveira Torres, este, assassinado no dia 19 de maio de 2013, na zona rural de São Fernando. Inclusive, um dos irmãos de Henrique, Jorge Lopes, responde pelo mesmo crime.



Empresário Henrique Lopes é emboscado e morto no Distrito de Barra de Santana em Jucurutu

Tentando fugir, Henrique de Barra colidiu o carro com uma casa – (Foto: Sidney Silva)

O empresário caicoense, Henrique José Torres Lopes, também conhecido como “Henrique de Barra”, foi assassinado a tiros na manhã deste sábado, (12), por volta das 06hs30min.

O Sargento Joílo Bezerra, comandante da Guarnição da PM de Jucurutu que atendeu a ocorrência, disse ao Blog Sidney Silva, que foram acionados por volta das 07hs e que ao chegarem no local receberam a informação de populares de que o acusado, identificado como “Barata”, saiu dizendo aos moradores que tinha matado “Henrique de Barra”. Ele fugiu do local.

O empresário voltava do sítio de sua propriedade quando na entrada do Distrito foi emboscado pelo assassino que abriu fogo contra o carro da vítima uma Pick Up Strada de cor branca e placas PGN9728/Natal-RN. No para-brisas do carro foram identificadas 7 perfurações.

Os tiros atingiram a vítima no tórax e face, inclusive, um dos tiros foi a baixo de um dos olhos e outro na região do coração.

Quando percebeu que o suspeito abriu fogo, Henrique de Barra, engatou marcha à ré e o carro foi de encontro a fachada de uma casa que ficou bastante danificada com a colisão.

Uma equipe de peritos do ITEP de Caicó e uma equipe de plantão da Polícia Civil, estiveram no local para a coleta de evidências que possam embasar o Inquérito que vai apurar o crime.

O corpo foi removido do local para ser necropsiado em Caicó.



Oiticica: Em audiência de conciliação empresa se compromete em entregar cemitério em novembro

Cemitério novo de Barra de Santana deve ser entregue em novembro
Cemitério novo de Barra de Santana deve ser entregue em novembro

O juiz José Herval Sampaio Júnior, da Comarca de Jucurutu, intermediou reunião envolvendo membros do Poder Público e membros do movimento dos atingidos pela construção da Barragem de Oiticica, realizada na tarde dessa segunda-feira, (17), no Plenário da Câmara de Vereadores daquele Município.

Da reunião, alguns encaminhamentos foram feitos como o acordo da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) remeter para o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), até esta quarta-feira, (18), já com o auxílio da KL, empresa agora efetivamente contratada, um plano de trabalho para a execução da obra, sendo que a Semarh, apreciará no prazo de 20 dias úteis, o pedido de replanilhamento para fins de aditivo contratual apresentado pelo Consórcio Solo, submetendo sua decisão ao Dnocs para apreciação no prazo subsequente de dez dias úteis.

Também ficou acordado que a empresa Consórcio Solo compromete-se a entregar, de maneira improrrogável, o cemitério no dia 27 de novembro de 2017, ficando o Município de Jucurutu e a empresa Consórcio Solo comprometidos em se reunirem para fins de resolução das pendências para a entrega do cemitério.

Ficou acertado ainda que o Estado garantirá toda a infraestrutura de água, energia elétrica e saneamento das 41 casas em processo de construção, bem como se comprometeu em viabilizar uma alternativa de se conseguir um terreno para 20 outras famílias que assinaram um abaixo assinado que foi protocolado na Semarh, sendo que o seu representante acenou com a possibilidade da construção de mais 20 casas.

Continue lendo



Funcionamento do novo cemitério da Barra de Santana será apresentado nesta sexta-feira em Jucurutu

Às 9 horas desta sexta-feira (18) haverá uma reunião na Prefeitura de Jucurutu, com a presença de representantes da Secretaria de Recursos Hídricos do RN, IDEMA, Seapac, prefeitura e secretarias, Consórcio Solo Moveterras, Comissão dos Atingidos pela construção do Complexo Barragem de Oiticicas.

O objetivo será apresentar a situação do novo Cemitério da Barra de Santana, que está em fase de acabamento, e será entregue dentro de mais ou menos dois meses, e planejar o seu funcionamento, que ficará a cargo da gestão municipal.

É um cemitério dentro dos novos padrões técnico-ambientais, e a prefeitura terá o conhecimento da funcionalidade desse novo equipamento”, destacou Procópio Lucena, representante do Seapac junto ao Movimento.



Ivan Júnior disse que não existe garantia financeira para bancar a barragem de Oiticica

ainda não existe aprovação do segundo plano de trabalho nem garantia financeira, por parte do Governo Federal

O Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ivan Júnior, se reuniu com o Movimento dos Atingidos e Atingidas Pela Construção da Barragem de Oiticica. O encontro aconteceu na manhã de hoje (11), na igreja de Barra de Santana, em Jucurutu, e foi mediado pelo representante do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos do RN (Seapac), Procópio Lucena.

Participaram do encontro representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RN (Fetarn), Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento (Cehab), sindicatos da região, o prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros, de São Fernando, Polion Maia, de Jardim de Piranhas, Elídio Queiroz, o Procurador Francisco Sales e equipe técnica da Semarh.

A principal pauta do encontro foi a discussão das questões financeiras envolvidas na obra. O Secretário explicou, na ocasião, que ainda não existe aprovação do segundo plano de trabalho nem garantia financeira, por parte do Governo Federal, que banque todo o empreendimento.

O Estado está cumprindo todas as etapas e atendendo as demandas de sua responsabilidade. Todas as ações previstas no acordo extra judicial continuam no nosso planejamento, mas só vamos licitar e executar quando a verba for garantida pelo Ministério da Integração“, falou o titular da Semarh.

O Governo do Estado não tem condições de levar essa obra sozinho, ele é responsável por apenas 6% do empreendimento. É preciso ir à Brasília lutar por esse orçamento“, acrescentou Procópio.

O Prefeito de Jardim de Piranhas também ressaltou a importância de todos os segmentos se unirem e cobrar uma posição do Governo Federal. “Eu vejo a luta do Governador Robinson Faria, em Brasília, solicitando verbas para a obra de Oiticica“, frisou Elídio.

Cumprindo a pauta, também foram repassadas informações sobre o andamento das obras envolvidas em Oiticica como a construção do cemitério, que se encontra com um percentual de execução de 80%, e a Nova Barra de Santana que tem 84 casas com a fundação concluída. As obras das unidades habitacionais, que estão sendo construídas pela Cehab, já estão em fase de conclusão.

Uma equipe de engenheiros da Semarh esclareceu dúvidas técnicas relacionadas à construção das casas e como encaminhamento o Movimento vai solicitar ao Crea/RN uma equipe multidisciplinar para acompanhamento e fiscalização.

Como encaminhamento, o movimento vai preparar um convite para os deputados da bancada estadual e federal, senadores do RN, diretor geral do Dnocs e ao Ministro da Integração para uma reunião em Barra de Santana sobre a necessidade da garantia dos recursos.

O Governo do Estado considera legítimos os pleitos do movimento e tem toda sensibilidade e interesse de buscar alternativas para atende-los. Estamos todos na mesma luta“, frisa Ivan.

O lugar onde o reservatório está sendo construído se localiza sobre o rio Piranhas-Açu entre os municípios de Caicó e Jucurutu. A Barragem beneficiará diretamente 350 mil habitantes em 17 municípios do estado. Indiretamente a obra, com capacidade para 556 milhões de metros cúbicos, atenderá toda a população dos municípios do Seridó, Vale do Açu e região Central do Rio Grande do Norte, beneficiando mais de 500 mil pessoas.