Câmara escolheu membros de comissões que conduzirão investigação contra Batata e Lobão

Vereadores instalaram Ceis para apurar denúncias contra Lobão e Batata

Foi aprovado com unanimidade na sessão desta segunda-feira (15), a instauração de duas Comissões Especiais de Inquérito, para apreciar os documentos sigilosos enviados pelo Ministério Público, para Câmara de Caicó que envolve o prefeito Robson Araújo e o vereador Raimundo Inácio Filho, ambos afastados de suas funções.

A mesa diretora seguiu rito de escolha dos seus membros através de sorteio, embasado no Decreto Lei 201/67, que dispõe sobre a responsabilidade de prefeitos e vereadores. Na primeira CEI, que investigará a documentação que envolve Batata terá como presidente a vereadora Maria Cleide (PP) e relatora Ivonete Dantas (MDB). Já a segunda, que analisará o envolvimento do vereador Lobão, será presidida pelo vereador Ivanildo dos Santos e terá como relatora também a vereadora Ivonete Dantas.

Nesta terça-feira (16), haverá a primeira reunião com os membros das duas CEIs. O presidente da Câmara de Caicó, Odair Diniz em entrevista à imprensa destacou que seguiu à risca o regimento interno e espera agora que as Comissões também façam o mesmo para que não exista nenhum atropelo que dê caráter de nulidade as mesmas.



Poucas notas de abastecimento da gestão de Batata foram encontradas na Prefeitura

Somente as notas da foto foram encontradas na Prefeitura e serão encaminhadas para o Ministério Público

O Ministério Público aguarda o repasse de informações sobre o abastecimento dos carros pertencentes a Prefeitura de Caicó. O órgão fez a solicitação depois de receber denúncias de supostas irregularidades e instaurar Inquérito Civil Público.

O Blog soube nesta quinta-feira (11), que a atual gestão tentou localizar, por exemplo, notas de conferência que comprovem o abastecimento dos carros, mas, só foram encontrados papeis referentes ao período de 1 a 14 de agostos deste ano de 2018. Em relação aos meses para trás, não existe nada.

O pouco material encontrado, será encaminhado para análise da promotora Uliana Lemos de Paiva, nas próximas horas.

A representante do Ministério Público em Caicó, está tocando o Inquérito que investiga as denúncias e já realizou a ouvida de diversas pessoas.



Se nada mudar, Batata e Lobão devem voltar aos cargos em fevereiro de 2019

Lobão e Batata estão afastados dos cargos de vereador e prefeito por 6 meses

O Pleno do Tribunal de Justiça do RN determinou, na sessão desta quarta-feira (10), a substituição das prisões preventivas do prefeito de Caicó, Robson de Araújo (o Batata), e do vereador Raimundo Inácio Filho, por medidas cautelares diversas da prisão. Eles haviam sido detidos no dia 14 de agosto durante a operação “Tubérculo”, deflagrada pelo Ministério Público como desdobramento das operações “Cidade Luz” e “Blackout”, e se encontravam detidos desde então no Quartel da Polícia Militar, em Natal. As operações investigam fraudes em contratos para prestação de serviços de iluminação pública.

Os desembargadores determinaram a suspensão do exercício dos cargos de Prefeito do Município de Caicó e de Vereador pelo prazo de 180 dias, contados a partir do início do cumprimento da prisão preventiva. Além disso, ambos estão proibidos de acessar e frequentar a Prefeitura Municipal e a Câmara de Vereadores de Caicó. Também estão proibidos de manterem contato com pessoas envolvidas no processo ou sob investigação. Por fim, devem comparecer bimestral em juízo.

Continue lendo



Pedido de cassação de Batata e Lobão pode não ir ao plenário nesta quarta

O pedido de cassação que foi protocolado pelo caicoense, Francisco da Silva Filho, pode não ser levado ao plenário da Câmara Municipal como era esperado pelos vereadores de oposição. É que o pedido foi direcionado para o presidente da Casa, Odair Diniz, e ele não estaria na cidade hoje. Se não for levado para discussão hoje, somente na próxima segunda-feira.



Protocolado na Câmara de Caicó pedido de cassação de Batata e Lobão

Foi protocolado nesta quarta-feira (10), na secretaria da Câmara Municipal de Caicó, um pedido de cassação do Prefeito Robson de Araújo (Batata) e do vereador Raimundo Inácio Filho (Lobão). Um popular fez a denúncia.

Os vereadores devem votar o pedido ainda na sessão ordinária desta quarta, que começa às 17hs30min.

Na mesma Câmara, já existe um processo de cassação contra Batata, mas, está paralisado por decisão judicial.



TJ concede liberdade a Batata e Lobão

Marcos Dantas informa em seu Blog que na sessão desta quarta-feira (10) o Tribunal de Justiça transformou em medidas cautelares, as prisões do prefeito afastado de Caicó, Batata Araújo e do vereador, também afastado de seu mandato, Lobão Filho.

Eles foram presos no dia 13 de agosto de 2018, durante a deflagração da Operação Tubérculo na cidade de Caicó. Batata é acusado de participar de um esquema de desvios de recursos públicos, nos contratos de energia na Prefeitura de Caicó. Já Lobão, de agir nos bastidores da Câmara Municipal, para evitar que Batata seja cassado em uma Comissão de Investigação.

Os desembargadores também determinaram um prazo de 180 dias para que Batata e Lobão cumpram todas as medidas cautelares, dentre elas a de permanecerem afastados de seus respectivos mandatos.



MP representa contra partido, dois candidatos e Batata Araújo por propagandas irregulares

O Ministério Público Eleitoral ingressou junto ao TRE/RN com representações por propaganda vedada contra o Partido Social Liberal (PSL) e por propaganda antecipada contra os candidatos a governador Carlos Eduardo Alves (PDT) e a senador Geraldo Melo (PSDB), além do prefeito afastado de Caicó, Robson Batata, e do vereador de Natal, Luiz Almir.

A representação que envolve Carlos Eduardo Alves inclui o prefeito afastado de Caicó, Robson de Araújo Batata que, em 14 de julho (mais de um mês antes do início oficial da campanha), declarou oficialmente seu apoio ao então pré-candidato, em um evento no auditório do Hotel Porto Bello. Robson Batata chegou a pedir: “Quem é amigo de Batata, quando começar a campanha, vai de casa em casa trabalhar pela vitória de Carlos Eduardo, o melhor dos nomes postos para governador”.

Continue lendo



Vereadores devem apreciar esta semana pedido de instalação de CEI para cassar Batata

A Câmara de Vereadores de Caicó, deve apreciar na próxima quarta-feira (26), o pedido de instalação da Comissão Especial de Investigação para cassar o prefeito afastado, Robson de Araújo (Batata), que está preso.

O Ministério Público denunciou o gestor afastado por crimes de corrupção passiva (duas vezes), dispensa indevida de licitação, corrupção ativa (duas vezes) e associação criminosa.

De acordo com informações de fontes do Blog, para criar a CEI, os votos estão garantidos.



Marcos do Manhoso denuncia falta de assinaturas em documentos na gestão de Batata

Marcos do Manhoso denunciou situação de falta de assinaturas

O Prefeito Marcos José de Araújo, procurou a imprensa nesta quinta-feira (13), para denunciar que vários contratos que foram firmados na gestão de Robson Araújo Batata, estão sem assinatura e com diversas pendências.

Uma das situações salta aos olhos a falta de assinatura dos aditivos da obra do asfalto de dezenas de ruas de Caicó. Em pelo menos dois deles, não existe assinatura, mas, um dos documentos foi assinado no dia 16 de agosto, dois dias depois de Batata ter sido preso.

O prefeito Marcos do Manhoso comentou ainda que estranhou a existência de documento com seu nome e aguardando assinatura e na mesma data do anterior.

Confira o trecho da entrevista:



Lobão e Batata teriam oferecido cargos e dinheiro

O Blog Sidney Silva, conseguiu informações de fontes dando conta de detalhes que levaram a decretação da operação Tubérculo. Uma delas envolve a última eleição para mesa diretora da Câmara Municipal de Caicó. O vereador, Raimundo Inácio Filho (MDB), teria oferecido dinheiro aos colegas de Câmara, Zaqueu Fernandes e Rosângela Maria, na última eleição para a presidência da casa ocorrida no ano passado.

Zaqueu teria gravado a conversa aonde Lobão fez a oferta.

Segundo a fonte, outra negociação teria envolvido o prefeito que ofereceu vantagens para que não votassem a cassação dele na Cei da Cosip, que foi concluída e não teve parecer nesse sentido. O prefeito teria oferecido cargos e ao vereador Diogo Silva, 3 mil reais por mês e cinco cargos na gestão.



Operação do MPRN prende prefeito e vereador de Caicó

Policia na frente do prédio da Câmara de Vereadores – (Foto: Sidney Silva)

Uma operação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) prendeu nesta terça-feira (14) o prefeito de Caicó, um vereador da cidade e ainda um lobista suspeitos de corrupção ativa e passiva, associação criminosa, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e dispensa indevida de licitação.

A operação Tubérculo cumpriu três mandados de prisão, e outros seis mandados de busca e apreensão na cidade seridoense e em Natal. Além de presos preventivamente, o prefeito Robson de Araújo e o vereador Raimundo Inácio Filho foram afastados dos cargos. O lobista Edvaldo Pessoa de Farias teve prisão temporária decretada.

A operação Tubérculo é desdobramento das operações Cidade Luz e Blackout. Ao todo, 12 promotores de Justiça, 22 servidores do MPRN e 28 policiais militares participaram da operação Tubérculo. Os gabinetes do prefeito e do vereador foram alvos dos mandados de busca e apreensão.



Mara Costa acusa vereadores de receberam propina para cassar Batata

Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Caicó, a vereadora, Mara Costa, do Pros, fez denúncia afirmando que vereadores receberam dinheiro do vice-prefeito, Marcos do Manhoso, do PP, para agilizar, votar e aprovar na CEI instalada na Casa, o pedido de cassação do Prefeito Robson Araújo (Batata), do PSDB.

O momento da fala de Mara, foi quando o vereador, pastor Erinaldo Lino, fazia pronunciamento na tribuna da Câmara.

Veja o momento:



Senador Garibaldi garante emenda de 600 mil reais para reforma do açougue público de Caicó

Prefeito e Lobão tiveram reunião com Garibaldi

Em reunião entre o senador Garibaldi Filho (MDB), o prefeito Batata e o vereador Lobão, foi solicitada a destinação de recursos, através de emenda parlamentar, para a reforma do açougue público de Caicó.

Garibaldi, que já havia se comprometido com o vereador Lobão em destinar recursos para o município de Caicó, acatou a solicitação e informou que destinará 600 mil reais para a realização da reforma e modernização do açougue público.

Comento:

Vamos ver se dessa vez a emenda não some no caminho de Brasília para Caicó. Essa mesma notícia já foi anunciada no passado. Mas, até hoje, o Açougue passa por dificuldades. Sua estrutura precisa de uma reforma, ou então, vai cair na cabeça de quem ali trabalha ou faz compras.



Prefeito Batata cumpre agenda administrativa e apresenta novos pleitos para Caicó em Brasília

O prefeito de Caicó, Batata Araújo, cumpre agenda administrativa em Brasília desde segunda-feira (09) e acompanha de perto alguns procedimentos de projetos que foram aprovados e de obras que estão sendo executadas no município. “Estamos visitando ministérios e pedindo agilidade na liberação de recursos, como por exemplo, as praças Dom José Delgado, Soledade e outras obras importantes para a cidade”, disse Batata.

Batata destacou que a pauta consta também de outros pleitos e projetos novos para Caicó. Nesta terça-feira (10), o prefeito Batata agendou uma reunião no Palácio do Planalto com o ministro Carlos Marun (Secretário de Relações Institucionais do Governo Federal).

Continue lendo



Denúncia Popular: Vereadores receberam defesa do prefeito Batata

Câmara recebeu defesa de Batata

Marcos Dantas destaca em seu blog que a Câmara de Vereadores de Caicó recebeu na última quarta-feira (26), data limite para o acolhimento, a defesa por escrito do prefeito Robson Araújo acerca da denúncia popular, apresentada na Casa Legislativa pelo caicoense Filipe Costa.

A Comissão que é presidida pelo vereador Erinaldo Lino e que tem como relator o vereador Alisson Jackson, juntamente com os demais membros do grupo irá analisar a defesa e em seguida e posteriormente se pronunciará sobre os trâmites que serão seguidos de acordo com o regimento interno.