Currais Novos recebe o VII Encontro de Bonecos e Bonequeiros do Teatro de João Redondo

Patrimônio Cultural Brasileiro que atravessa e encanta gerações em diferentes regiões do país, o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste é tema do VII Encontro de Bonecos e Bonequeiros do Teatro de João Redondo, que acontece em Currais Novos (RN), entre os dias 22 e 24 de agosto. O evento é uma ação de salvaguarda promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Rio Grande do Norte (Iphan-RN) em parceria com a Associação Potiguar de Teatros de Bonecos (APOTB).

Tradicionais, os bonecos fazem parte da cultura nordestina

Realizado desde 2011, o encontro tem como objetivo divulgar o Teatro de João Redondo e garantir a continuidade da manifestação cultural. A programação gratuita inclui oficinas, exposição e rodas de prosa com a participação de mestres da tradição e da contemporaneidade, pesquisadores, representantes do poder público e a comunidade em geral.

Nesta edição, o evento homenageará a bonequeira de Carnaúba dos Dantas (RN), Maria Ieda Silva Medeiros, 81 anos, a Dadi. A potiguar é calungueira e fazedora de bonecos. Com suas marionetes de fios e de vara e bonecos de grande porte, a artista extrapola os habituais bonecos de luvas, encontrados na maioria dos brincantes do Rio Grande do Norte. Seu estilo representa uma singularidade em um universo marcado pela genealogia masculina.

Teatro de Bonecos Popular do Nordeste

Inscrito como Patrimônio Cultural Brasileiro em 2015, o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste abrange as manifestações culturais nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, além do Distrito Federal.

Tradicional brincadeira, a prática tem origens no hibridismo cultural durante o período de colonização do Brasil. Assim, pela representatividade que possui, é uma expressão teatral genuína da cultura brasileira e muito peculiar do Nordeste, rica da genialidade de seus criadores e da empatia que estabelece com seu público.