STF abre nesta segunda, 27, debate sobre tabelamento do preço do frete

O Supremo Tribunal Federal (STF) realiza nesta segunda-feira, 27, audiência pública para discutir a política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas. A reunião foi convocada pelo ministro Luiz Fux, relator de três ações diretas de inconstitucionalidade (ADIs) que questionam o tabelamento do frete. Ele só deve tomar uma decisão sobre as ações após ouvir os interessados.

Os preços mínimos foram definidos pela Medida Provisória 832/2018 (convertida na Lei 13.703/2018) e pela Resolução 5820/2018, da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), que regulamentou a medida.

As ADIs foram ajuizadas pela Associação do Transporte Rodoviário do Brasil (ATR Brasil), que representa empresas transportadoras, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).



Falta de acordo adia decisão sobre sobre tabelamento do frete

Falta de acordo adia decisão sobre sobre tabelamento do frete

Caminhoneiros e empresários seguem sem acordo sobre o tabelamento do preço do frete. Após reunião realizada na última semana, nenhum consenso foi decidido entre as partes. Organizador do encontro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux marcou uma nova reunião para esta quinta-feira (28).

Na última semana, o magistrado suspendeu, de forma provisória, os processos nas instâncias inferiores que tratavam da Medida Provisória 832/2018, que dispõe sobre o tabelamento do preço mínimo dos fretes rodoviários. A MP foi publicada em 27 de maio deste ano.

Ao fim da reunião, Fux afirmou que “o Brasil não pode mais passar pelo que passou”. O ministro ressaltou ainda que “cada um vai dar uma cota de colaboração para o país” e que “será preciso entrar em uma solução consensual para tentar evitar que o país paralise a sua economia”.

O tabelamento foi um dos pontos do acordo entre o governo e os caminhoneiros para dar fim à greve da categoria, que durou 11 dias. A ideia de padronizar o preço do frete dos transportes rodoviários de carga, porém, não é bem vista pelos principais setores produtivos do país. O agronegócio é o que mais se preocupa.



Caminhoneiros encerram protesto em Caicó; “Conseguimos o nosso objetivo”, disse um deles

Mailson Brito confirmou a paralisação em Caicó -(Foto: Sidney Silva)

A BR-427 em Caicó, foi desobstruída na ainda na noite de terça-feira (29), pelos caminhoneiros que faziam protesto desde a quarta-feira (23).

Um dos organizadores do movimento em Caicó, o caminhoneiro, Mailson Brito, disse ao Blog Sidney Silva, que a falta de apoio por parte da maioria da população, foi um dos fatores que os levou a desistir, além do cansaço.

Por volta das 22hs horas, a Polícia Rodoviária Federal esteve no local do protesto e falou que por volta da meia noite, nós teríamos que desobstruir a BR para passar quem quisesse e de 06hs da manhã poderíamos voltar ao protesto. Assim nós fizemos, mas, hoje nós decidimos parar totalmente, porque, nós não estamos tendo apoio da população, principalmente de quem abastece com gasolina. Então, nós já conseguimos o nosso objetivo. Já baixou R$ 0,46 centavos no diesel, o eixo erguido não vai pagar mais, outras reivindicações também, então decidimos parar. Teve também o cansaço“, disse.



BR-226 é desobstruída pelos caminhoneiros nesta quarta (30)

A BR-226, na cidade de Jucurutu, foi completamente desobstruída na manhã desta quarta-feira (30). Os próprios caminhoneiros decidiram sair do local alegando que não querem mais dar continuidade ao protesto.

Na mesma cidade, a RN-118, está sem nenhuma obstrução desde a tarde de ontem, terça-feira, quando a Polícia Militar precisou agir para parar a ação dos manifestantes.



Carreata reuniu centenas de caminhoneiros e apoiadores em Caicó

Os caminhoneiros que estão ocupando parte da BR-427 em Caicó, saíram na tarde desta segunda-feira (28), em carreata pelas ruas da cidade. Se juntaram a elas, muitos populares em carros e motos.

Um carro de som era usado para a execução do Hino Nacional Brasileiro e foi assim durante todo o percurso da carreata. Eles continuam protestando contra o aumento do preço dos combustíveis e mesmo com os anúncios feitos pelo Governo Federal, não arredaram pé da manifestação, pois querem que o preço, não só do Diesel, mas, também da gasolina e do álcool, seja revisto.

Veja vídeo da carreata:



Caminhoneiros seguem parados em Caicó e realizam carreata nesta segunda (28)

Caminhoneiros continuam parados na BR-427 em Caicó: (Foto: Sidney Silva)

Os caminhoneiros continuam paralisados na cidade de Caicó, na BR-427, nas imediações do Posto do Moinho, saída para Serra Negra do Norte. Em contato com o Blog, eles reafirmaram que não aceitam as propostas feitas pelo presidente Michel Temer e continuam com o movimento.

O caminhoneiro, caicoense, Raniere, fez um chamado para a população participar na tarde desta segunda-feira (28), de uma carreata de apoio aos manifestantes pelas ruas da cidade.

O caminhoneiro do Rio Grande do Sul, que está em Caicó desde a quarta-feira, dia 23 de maio, também convocou a população para participar da movimentação.

Assista ao vídeo:



Vídeo: Caminhoneiros dizem que não sairão da BR 427 em Caicó

Caminhões parados na margem da BR 427 -(Foto: Sidney Silva)

Os caminhoneiros seguem com o protesto na BR 427 em Caicó. O caicoense, Mailson Brito da Nóbrega, disse ao Blog que o movimento não deve parar e que na próxima segunda-feira (28), avaliarão as propostas do Governo Federal.

Ele ainda disse que o movimento é pacífico e que não estão obstruindo a estrada. Os motoristas de diversos tipos de carro, passam normalmente no local.

O caminhoneiro, Mailson Brito, que é um dos responsáveis pelo protesto em Caicó, confirmou que outro grupo de manifestantes está bloqueando a estrada de terra que dá acesso a comunidade rural Baixa Verde. Ele disse que motoristas com cargas estavam passando por lá, como forma de desviar da BR em direção a São Fernando, de onde seguem para outras cidades e até o estado da Paraíba.

Assista ao bate-papo que tivemos com Mailson Brito:



Sábado (26): Manifestantes seguem com protesto na BR 427 em Caicó

Caminhoneiros permanecem parados em Caicó – Foto: Sidney Silva)

O protesto dos caminhoneiros continua na manhã deste sábado (26), na BR 427, saída de Caicó para Serra Negra do Norte, no quarto dia consecutivo. Eles estão passando o tempo todo no local se revezando. Alguns passam a noite e madrugada e outros ficam durante o dia.

Caminhoneiros de estados como Rio Grande do Sul, estão sem poder passar pelo bloqueio.

Nesta manhã apenas 6 caminhões estavam estacionados no acostamento da rodovia federal que corta a cidade de Caicó.

Os manifestantes permitem que carros de pequeno porte, além de ônibus, cargas vivas e ambulâncias e carros de funerárias, passem.

“Nós só vamos sair daqui quando as mudanças nos preços prometidas forem publicadas no Diário Oficial e quando estiverem nas bombas dos postos de combustíveis”, disse um dos manifestantes que não quis se identificar.

O grupo planeja se mobilizar para fazer bloqueio na RN 118 entre Caicó e São João do Sabugi. Eles contam que ficaram sabendo da passagem de cargas pelo referido trecho.

Caminhoneiros seguem parados em Caicó – (Foto: Sidney-Silva)


Nesta sexta-feira, caminhoneiros continuam com protesto na BR 427 em Caicó

Interdição da BR 427 em Caicó continua nesta sexta – (FOTO: Irinaldo Medeiros)

Os caminhoneiros continuam interditando a BR 427 em Caicó, na altura do posto do Moinho, saída para Serra Negra do Norte. Eles passaram a noite no local.

A Polícia Rodoviária Federal, confirmou que o Seridó amanheceu com apenas um ponto de interdição, mas, havia a informação de que outros trechos, em Jucurutu, Jardim do Seridó, Parelhas, Currais Novos e Santa Cruz, teriam protestos ao longo do dia.



Governo e caminhoneiros fecham acordo; protesto é suspenso por 15 dias

Governo e representantes de caminhoneiros chegaram a um acordo e a paralisação será suspensa por 15 dias. Em troca, a Petrobras mantém a redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 30 dias enquanto o governo costura formas de reduzir os preços. A Petrobras mantém o compromisso de custear esse desconto, estimado em R$ 350 milhões, nos primeiros 15 dias. Os próximos 15 dias serão patrocinados pela União.

O governo também prometeu uma previsibilidade mensal nos preços do diesel até o final do ano sem mexer na política de preços da Petrobras e irá subsidiar a diferença do preço em relação aos valores estipulados pela estatal a cada mês. “Nos momentos em que o preço do diesel na refinaria cair e ficar abaixo do fixado, a Petrobras passa a ter um crédito que vai reduzindo o custo do Tesouro”, disse o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia.



Caminhoneiros seguem com interdição da BR 427 em Caicó

Caminhoneiros parados na BR 427 em Caicó – (Foto: Sidney Silva)

Os caminhoneiros continuam com a paralisação também em Caicó. O local é no mesmo do primeiro de movimento, nas imediações do Posto do Moinho, saída para Serra Negra do Norte.

Na manhã desta quinta-feira, o grupo se reuniu e fechou o trecho da rodovia impedindo que outros caminhoneiros passassem. Somente, carros de pequeno porte tem permissão para seguir viagem. Com isso, os manifestantes estão infringindo a determinação da Justiça que os obriga a não proibiram de os caminhoneiros passarem no local.



Caminhoneiros interditaram BR 427 em Caicó em protesto por causa de aumento do diesel

Caminhoneiros interditaram na tarde desta quarta-feira (23), a BR 427, nas imediações do Posto do Moinho, localizado na saída de Caicó para Jardim de Piranhas. O protesto teve início por volta das 15hs e não tem horário previsto para acabar.

Os manifestantes querem a redução do preço do óleo diesel e de outros combustíveis, como a gasolina, que tem sofrido aumentos constantes pela Petrobrás.

Outros pontos da BR que corta a região Seridó, em Currais Novos e na entrada do acesso para as cidades de Parelhas e Carnaúba dos Dantas, também existe interdição.

O blog conversou com dois dos manifestantes. Eles se identificaram como Roniere e Zé Neto e disseram que não tem mais condição alguma de seguirem fazendo viagens com o preço dos combustíveis em alta.

Assista o vídeo feito no local do protesto:



PRF apreende rebites e detém dois caminhoneiros no Sertão da Paraíba

Caminhoneiro preso foi conduzido para Delegacia para prestar depoimento

Dois caminhoneiros foram detidos pela Polícia Rodoviária Federal da Paraíba de posse de rebites, na BR 230, em Cajazeiras. A substância é usada por caminhoneiros para permanecerem acordados por longas jornadas. As cartelas com 31 comprimidos da anfetamina foram encontradas nas cabines dos caminhões durante trabalhos de fiscalização na tarde desta quarta-feira (26).

Os motoristas de autocargas foram abordados por agentes do Núcleo de Operações Especiais (NOE), que estão realizando ações de combate ao crime naquela região. Um dos veículos, vinha do Piauí e tinha como destino final o Rio Grande do Norte.

Os policiais encontraram a droga na cabine do caminhão que estava carregado com grãos. O segundo veículo foi abordado algum tempo depois pela mesma equipe, no quilômetro 512 da BR 230. Assim como no primeiro caso, os agentes encontraram as cartelas na cabine. Os motoristas disseram que costumeiramente fazem usos da droga para manterem-se acordados por muitas horas, mesmo sabendo que é uma prática proibida e perigosa.

Medicamentos apreendidos pela PRF