TRE-RN indefere dois registros de candidaturas

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) indeferiu os dois primeiros  pedidos de  registros de candidaturas referentes às Eleições Gerais deste ano. O relator dos processos foi o juiz Wlademir Capistrano. O voto dele foi seguido pelos demais membros da Corte.

A primeira impugnação  foi referente à candidatura de Mary Regina dos Santos, a Sargento Regina, que pretendia se candidatar ao cargo de Deputado Estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), na coligação “Do Lado Certo”. O registro foi indeferido em virtude da ausência de quitação eleitoral por parte da pretensa candidata.

O outro caso refere-se a Nerivaldo Monteiro, que teve seu registro de candidatura indeferido devido à ausência de filiação partidária, bem como a ausência de quitação eleitoral. Nerivaldo pretendia se candidatar a Deputado Estadual pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), também na coligação “Do Lado Certo”.

Durante a sessão, outros processos de registros de candidaturas foram analisados pela corte eleitoral e, com exceção dos dois casos citados anteriormente, todos foram deferidos.

A próxima sessão plenária do TRE-RN está prevista para acontecer nesta quarta-feira (05), a partir das 14h.



TSE indefere pedido de registro de candidatura de Lula à Presidência da República

Lula teve registro de candidatura negado pelo TSE

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu, por maioria de votos (6 a 1), o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar as eleições à Presidência da República em outubro. A decisão seguiu o entendimento do relator do pedido na Corte, ministro Luís Roberto Barroso, que declarou a inelegibilidade de Lula com base na Lei da Ficha Limpa.

Também por maioria (5 a 2), o colegiado decidiu facultar à Coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdo B/Pros) a substituição de seu candidato a presidente no prazo de 10 dias. Os ministros proibiram a Lula a prática de atos de campanha, incluindo a veiculação de propaganda eleitoral no rádio, na televisão e em outros meios de difusão de informação, como internet e redes sociais, até que ocorra sua eventual substituição. Os ministros também determinaram a retirada do nome do ex-presidente da República da programação da urna eletrônica de votação.

Continue lendo



Em nova cartada, PT mobiliza militantes para tentar garantir candidatura de Lula

Em mais um ato para tentar lançar o ex-presidente Lula como candidato à presidência da República, o PT vai convocar um jejum nacional para sábado, 4 de agosto. A data marca a convenção da legenda, que, mesmo sabendo da provável barração do TSE, tenta oficializar o petista como candidato ao Planalto.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o partido vai pedir, ainda, que os militantes levem alimentos a famílias das periferias do país, dizendo que “foi Lula quem mandou entregar”.

No dia 15 de agosto, o PT acredita que pode reunir de 30 a 40 mil pessoas em Brasília para o ato de registro da candidatura de Lula no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para divulgar a mobilização, a legenda produziu 1 milhão de folhetos a serem distribuídos em todo o país.

Na última semana, a Justiça Eleitoral afirmou que as candidaturas, depois de serem oficializadas, serão analisadas pelo TSE. Dessa forma, mesmo que o PT consiga registrar o ex-presidente preso como postulante à presidência, ainda poderá sofrer com julgamento do Tribunal.

O ex-presidente Lula cumpre pena pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção, desde o dia 7 de abril, em Curitiba. Ele foi condenado a 12 anos e um mês de prisão em segunda instância, no episódio que ficou conhecido como “tríplex do Guarujá”.



Em Minas, PT lança pré-candidatura de Lula à Presidência da República

ABr – O Partido dos Trabalhadores (PT) lançou na noite desta  sexta-feira (8) a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. O ato foi realizado em um hotel de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Durante o evento, a ex-presidente Dilma Rousseff leu uma carta escrita por Lula chamada de Manifesto ao Povo Brasileiro. Preso há dois meses, após condenação em segunda instância, Lula pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que inviabilizaria sua candidatura à presidência. Mesmo assim, ele aparece como o melhor posicionado nas pesquisas de intenção de voto.

Continue lendo



TSE confirma verba de R$ 2,5 bi para partidos financiarem candidatos

TSE confirma verba bilionária para partidos financiarem candidatos – (Foto: Roberto Jayme/Ascom /TSE)

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou nesta quinta-feira (3) que os partidos terão, ao menos, R$ 2,5 bilhões para o financiamento de campanhas nas eleições deste ano. Isso porque os recursos do Fundo Eleitoral poderão ser utilizados por candidatos nas campanhas eleitorais juntamente com recursos acumulados do Fundo Partidário.

Os valores previstos do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário para este ano são, respectivamente, de R$ 888,7 milhões e R$ 1,7 bilhão. Juntos, os dois fundos totalizam cerca de R$ 2,5 bilhões.

Continue lendo



PT reafirma candidatura de Lula para presidente da República

ABr – O Diretório Nacional do PT se reuniu hoje (23), em Curitiba (PR), para definir as próximas ações do partido. Em nota, reiterou a inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o registro oficial da candidatura dele em 15 de agosto. Antes, o PT indicará, em 28 de julho, o nome de Lula como o candidato da legenda para as eleições presidenciais de outubro.

O ex-presidente está detido, na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, desde o último dia 7. Ele foi condenado a 12 anos e um mês por corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com o PT, mesmo preso, Lula será candidato. O partido pretende conclamar várias frentes em defesa da candidatura do ex-presidente. Paralelamente, serão lançadas ações nas redes sociais e nas ruas. Também serão mantidos o acampamento e a vigília, na capital paranaense, denominados Lula Livre em Curitiba.



Vivaldo quer ouvir o povo sobre apoio em 2018; “Eu não quero cometer o mesmo erro”, disse

Na mesma entrevista, o deputado afirma que a suposta candidatura de Adjuto Neto só acontece se Álvaro Dias assumir a Prefeitura de Natal

O deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) voltou a dizer que é candidato a reeleição no pleito eleitoral de 2018. O Papa Jerimum foi entrevistado pelo Blog Sidney Silva quando reafirmou que vai pra disputa.

Como parlamentar, atualmente ele defende os projetos do governo de Robinson Faria (PSD), inclusive anunciou em praça pública em Caicó, que vai votar e pedir votos para ele. Lembrando que no pleito passado, o Papa apoio o candidato Henrique Eduardo Alves, o que parece não ter agrado seus eleitores.

Deputado Vivaldo Costa reafirma candidatura de deputado estadual

Eu serei candidato. Sobre se vou ser candidato pelo Pros, eu digo que eu tenho um sistema formidável que me apóia em Caicó, no Trairi, na Grande Natal, no Agreste e em outras regiões. Então, eu não posso dizer “Eu vou permanecer no Pros”. Eu tenho que ouvir todas essas pessoas que me apóiam, no caso, os prefeitos, os ex-prefeitos, vereadores, pessoas que foram candidatos a Prefeito e tiveram bom desempenho, suplentes de vereadores, lideranças dos bairros e das cidades. Eu tenho que ouvir, porque, homem nenhum é uma ilha, e sobre tudo, tem que ouvir a população. A única vez que eu não ouvi o povo, levei chumbo que foi na eleição que fui levado pelo meu partido para apoiar Henrique Alves. Eu não quero cometer o mesmo erro“, disse.

Perguntado sobre a possibilidade de o povo preferir votar em nomes novos ao invés dos tradicionais que estão fazendo política há muitos anos como é o seu caso, ele disse que em Caicó, nas três últimas eleições teve praticamente o mesmo percentual de votação, 32% do eleitorado. “Isso prova que o povo gosta do Papa. Temos feito pesquisas eleitorais e graças a Deus, o nome do Papa é um nome bom, não só em Caicó, mas, também em outras regiões. Nós temos que evoluir, acompanhar a marcha. Temos que fazer política sempre no sentido de renovar”, destaca.

Alguns nomes foram citados na mesma pergunta como os de Dr. Thiago de Parelhas e de Adjuto Neto, de Caicó, este, filho do vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias. O deputado afirma que o sol nasceu para todos e que no caso de Thiago, é legítima a candidatura, mas, se fosse seu marqueteiro, sugeriria que ele esperasse para disputar novamente a campanha de prefeito, porém, ele tem todo o direito de disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

Em relação ao nome de Adjuto, o deputado disse achar que a candidatura só acontecerá se Álvaro Dias assumir o comando da Prefeitura. “A candidatura de Adjuto Neto só existirá se Álvaro Dias assumir a Prefeitura de Natal e pra isso acontecer, precisa que Carlos Eduardo saia para ser candidato, ou a Governador, ou a Senador, ou a deputado federal, se não, Álvaro será candidato a deputado estadual “, afirmou e assunto de outros nomes/candidatos, ele encerrou falando sobre Gustavo Carvalho do PSDB que em Caicó é apoiado pelo prefeito Robson Araújo “Batata”. “Gustavo é meu amigo, gente muito boa, mas, Caicó não é a praia dele. Batata não está bem avaliado e mais ainda pra dar voto a um candidato que não tem nada haver com Caicó, fica difícil, não acredito que terá uma votação expressiva“, destaca.



Prefeito de Jucurutu, Valdir “O Liso”, defende que Solidariedade tenha candidato próprio ao Senado

Em encontro do Solidariedade, prefeito de Jucurutu defende que partido tenha candidato próprio ao Senado em 2018

O preito Valdir Medeiros, conhecido como “O Liso”, de Jucurutu, esteve em Mossoró no sábado, dia 10 de maio, aonde participou da executiva estadual do partido Solidariedade e reforçou que a legenda deve ter, sim, candidato próprio a Senador em 2018, no Rio Grande do Norte.

O encontro aconteceu no Hotel Thermas, em Mossoró, e teve como cicerone o presidente municipal do partido, ex-vereador Soldado Jadson, e coordenação do presidente estadual da legenda, deputado Kelps Lima.



Joaquim Barbosa admite possibilidade de candidatura em 2018

Joaqui Barbosa admite que poderia ser candidato a Presidência da República – (Foto: Reprodução STF)

O Diário de Pernambuco destaca em sua edição nesta quinta-feira (08) que o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa admitiu nesta quarta-feira, 7, a possibilidade de se candidatar à presidência da República, embora tenha ressaltado que “ainda hesita” em relação a isso. Após solenidade, à tarde, no Supremo, quando foi descortinado o retrato dele na galeria de ex-presidentes da Corte, Barbosa disse que está refletindo sobre o assunto, não ignora as pesquisas eleitorais, já conversou com Marina Silva, da Rede, e com o PSB, mas disse não saber “se decidiria dar este passo”.

Eu sou um cidadão brasileiro, um cidadão pleno, há três anos livre das amarras de cargos públicos, mas sou um observador atento da vida brasileira. Portanto, a decisão de me candidatar ou não está na minha esfera de deliberação. Só que eu sou muito hesitante em relação a isso. Não sei se decidirei positivamente neste sentido“, disse o ex-ministro do Supremo.

Barbosa admitiu conversas sobre uma possível candidatura, mas negou ter assumido compromisso com algum partido.

Já conversei com líderes de partidos políticos, dois ou três. Até mesmo quando estava no Supremo fui sondado, sondagens superficiais. Ano passado, tive conversas com Marina Silva. Mais recentemente, tive conversas, troca de impressões, com a direção do PSB“, disse. “Mas nada de concreto em termos de oferta de legenda para candidatura, mesmo porque eu não sei se eu decidiria dar este passo. Eu hesito“, disse o ex-ministro.



Estudante de Direito de Jucurutu poderá concorrer vaga na Assembleia Legislativa

Estudante de Direito de Jucurutu poderá concorrer vaga na Assembleia Legislativa

O estudante de Direito Jordão Bezerra, natural da cidade de Jucurutu, foi entrevistado nesta segunda-feira (1º) no Programa do Papa Jerimum, apresentado em numa cadeia de rádio no Seridó e Trairi. Filiado ao partido Solidariedade, o jovem foi indagado sobre o sentimento do povo jucurutuense com relação as próximas eleições. Jordão disse que o povo espera uma nova liderança do município na assembleia legislativa. Indagado se este nome poderia ser o seu, de pronto o jovem disse que a cidade dispõe de várias lideranças, a exemplo do prefeito conhecido como “o Liso”, mas que se este fosse um desejo do povo estaria disposto a encarar o desafio.

Jordão tem se destacado nas lutas estudantis e também nas causas em defesa da sua cidade. É aliado do prefeito Waldir Medeiros, que historicamente derrotou grupos tradicionais na política de Jucurutu. “Sou um militante do partido e estou para somar. Hoje o sentimento de Jucurutu é de uma representação nova na assembleia legislativa que seja do povo, a exemplo do prefeito Waldir que foi eleito no último pleito e tem feito um trabalho importante em defesa da nossa gente”, contou.



Sandro Pimentel defende Salomão como nome do PSOL para governo

Sandro Pimentel defende Salomão como nome do PSOL para governo

O vereador Sandro Pimentel afirmou que irá defender, internamente, o nome de Salomão Gurgel como o candidato do PSOL ao governo do Rio Grande do Norte. “É um nome conhecido e respeitado no estado e é o meu candidato”, sinalizou.

O parlamentar destaca que o partido toma suas decisões baseadas no processo democrático e que essas discussões serão feitas no tempo apropriado, mas destaca que, enquanto representante do partido, como qualquer outro filiado, tem o direito de defender o nome que ele entenda ser o melhor atualmente para cumprir essa tarefa. “E o nome de Salomão é o que melhor pode representar o partido nesse momento”, finalizou.

Sobre o assunto, filiados ao PSOL no Rio Grande do Norte avaliam a possibilidade do partido lançar chapa própria nas eleições do próximo ano. O prefeito de Janduís José Bezerra (PSOL) aponta que vê com bons olhos o nome de Salomão Gurgel, tanto pelo seu histórico ligado à esquerda como pelas boas gestões, quando esteve ocupando cargos públicos. “Esse é o sentimento de muitos integrantes do PSOL. Seria uma alternativa forte para a disputa do governo do RN”, destacou.

Continue lendo