DEICOR prende assaltantes de carros-fortes, bancos e Correios com atuação interestadual

Material apreendido pela Deicor com os ladrões

Ele foi filmado, roubando com sua quadrilha, em pelo menos 04 agências dos Correios no Estado da Paraíba, sendo em ÁGUA BRANCA, no dia 2 de maio de 2019; por duas vezes na agência dos Correiros da UFPB em João Pessoa, (nos dias 28/06/19 e 04/02/20), bem como foi flagrado, também, roubando malotes de um carro-forte, na cidade de João Pessoa/PB, no dia 17 de fevereiro deste ano. Na ação um segurança um dos seus comparsas foram alvejados com tiros.

“A quadrilha age com violência e vinha sendo investigada, haja vista estarem cogitando explodir uma agência bancária no Oeste Potiguar e roubar mais um carro-forte, dessa vez no Rio Grande do Norte. Ocorre que nos antecipamos e frustramos os planos criminosos”, disse o delegado que coordenou a ação que culminou com a prisão dos dois homens.

Em ação recente, no dia 28 de abril, na cidade de TAPERUÁ/PB, o grupo criminoso roubou um supermercado e trocou tiros com a polícia militar, onde um militar foi alvejado.

A polícia civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do disque denúncia 181, disque DEICOR (84) 3232-2862 ou ZAP DEICOR (84) 98135-6796.


Grupo que planejava atacar carros-fortes e bancos no Sertão da Paraíba é preso na BR-230

Humberto Vital (Catolé News)- Seis suspeitos de planejar ataques a carros-fortes e bancos, foram presos em uma operação realizada nesta quinta-feira (16), em Aparecida, Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, o grupo foi preso com armas escondidas embaixo da carroceira de um carro.

Segundo a polícia, os seis suspeitos estavam com uma metralhadora, quatro fuzis, uma pistola, explosivos e munições. O grupo estava dividido em dois veículos, com placas de Minas Gerais, e em um deles estavam as armas escondidas.

Ainda de acordo com informações da Polícia Militar, a apreensão do grupo foi feita após um trabalho integrado entre a Polícia Militar da Paraíba, Polícia Federal do Rio Grande do Norte, Polícia Federal da Paraíba e Polícia Civil da Paraíba.

Os suspeitos são dos estados do Maranhão, Ceará, Pernambuco e Bahia, e foram levados para a sede da Polícia Federal em Patos.

Segundo a polícia, operação irá continuar até chegar em outros integrantes da quadrilha.


Segundo Polícia, caicoense “Rambo” é líder de grupo que assalta bancos e carros-fortes

Rivanildo Pereira de Medeiros, o “Rambo”, é apontado pela Polícia como líder de grupo que assalta bancos e carros-fortes

O Jornal Tribuna do Norte deste domingo (09), trouxe matéria falando sobre os roubos aos carros-fortes registrados este ano no Rio Grande do Norte e cita o nome de um caicoense como sendo um dos líderes de pelo menos 4 grupos criminosos que agem com essa prática no estado. Trata-se de Rivanildo Pereira de Medeiros, o “Rambo”, que é foragido do sistema penitenciário potiguar, pela enésima vez.

As informações divulgadas na Tribuna foram repassadas pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – Deicor, inclusive, ele (Rambo), e outro foragido identificado como Wênio Rodrigues de Melo, o “Bilu”, são suspeitos de assaltos às agências bancárias de Monte Alegre/RN, recentemente.

Os dois, segundo informa a reportagem, fazem parte de grupo criminoso com alto poder bélico e articulados com assaltantes de outros estados.

A Polícia Civil, de acordo com o jornal, informa que existem pelo menos 4 grupos agindo contra carros-fortes no estado. Os ladrões usam armas de grosso calibre como fuzil de calibre ponto 50 que é forte o bastante para neutralizar aeronaves e destruir carros blindados. A arma, para chegar ao Rio Grande do Norte, percorre um longo caminho. Sai do Paraguai, passa por São Paulo e, de lá, sobe para o estado potiguar camuflada em cargas. Do Paraguai ao Rio Grande do Norte, segundo apuração da Deicor/RN, a operação custa cerca de R$ 250 mil.

*Leia a notícia da Tribuna do Norte aqui