Volume de chuva registrado nas últimas 24hs é maior que média de dezembro

Nesses últimos dias está sendo observada a ocorrência de chuvas de forma isoladas nas diversas regiões do Estado, resultado da atuação do sistema meteorológico transiente, típico para a época, conhecido como Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCAS). Esse sistema, teve origem com a presença de uma frente fria sobre o sul da região Nordeste, forçando o ar a ter uma configuração ciclônica, o que causa instabilidades na borda esquerda do sistema, favorecendo a ocorrência de chuvas.

Com a expansão da umidade da região amazônica em direção ao Nordeste, com as águas do oceano Atlântico mais aquecidas próximo do litoral nordestino e a Zona de Convergência Intertropical mais próxima da região, as chuvas têm ocorrido em praticamente toda a região Nordeste e deverão continuar durante a próxima semana. Para o Rio Grande do Norte, destaca-se nessas últimas 24 horas os volumes de chuva nos municípios de Pedro Avelino (60mm, no mês de dezembro inteiro a média de chuva é de 15mm), Luiz Gomes (40mm), Major Sales (24mm).

Lembrando que para o mês de dezembro as médias pluviométricas são: Região Oeste=22,0mm; Região Central=18,3mm; Região Agreste=14,7mm; região Leste=26,3mm.

De acordo com os modelos de previsão do tempo para os próximos dias as chuvas deverão continuar ocorrendo em todas as regiões do Estado, principalmente nas regiões Oeste e Central.

O boletim completo vai estar disponível no fim da manhã, no site da EMPARN (www.emparn.rn.gov.br), e só acessar Chuvas Diárias.



Meteorologista Luiz Molion discorda de previsão que aponta El Niño em 2018/2019

O meteorologista e professor universitário, Luiz Carlos Molion, disse em entrevista ao Sistema Rural de Comunicação, que o inverno de 2019, no Seridó do Rio Grande do Norte, deve ficar ligeiramente a baixo do normal, algo em torno de 100 milímetros à menos. Não deve ser igual ao mesmo período de 2012 a 2017, quando tivemos uma estiagem muito forte. Ele afirma que sua previsão aponta para um inverno abundante em 2020, com chuvas a cima da normalidade.

Perguntado sobre previsão de meteorologistas que apontaram o surgimento do fenômeno Al Niño no final de 2018 e início de 2019, ele disse que discorda. “No fundo, o que o pessoal faz é simplesmente copiar o que sai nos Estados Unidos“, disse. De acordo com Molion, dois institutos norte-americanos anunciaram a probabilidade de 80% de chance de ocorrer um novo El Niño. “Nesse caso, eles usam 18 modelos de clima que usam equações matemáticas e cada um dá um resultado diferente. Então, eles pegam uma média de tudo e fazem uma previsão por consenso. Eu não gosto desse tipo de previsão. Eu uso mais uma previsão chamada ‘por similaridade’. Posso dizer que esse ano de 2019, está muito parecido com o ano de 2001, que foi depois do violento El Niño que ocorreu em 1997 e 98. Diante disso, a minha previsão é que não vai haver El Niño, e que as águas do Oceano Pacífico, elas fiquem a cima da média, com meio grau centígrado pra cima e meio grau centígrado pra baixo, ou seja, fica numa situação de neutralidade e se tiver, vai ser um fenômeno fraco“, revela.

Voltando a falar da similaridade, Luiz Carlos Molion, frisa que se olharmos para os anos passados, pode-se constatar que somente em 2034, é que teremos um novo evento de estiagem tão forte quando foi registrado nos últimos anos que afetou o Brasil de forma geral.

Nós teremos nos próximos 10 anos, chuvas regulares com algumas variações, mas, nada tão grave quanto o que foi registrado nos últimos anos“, disse.



Segundo Emparn, mês de abril de 2018 foi o mais chuvoso dos últimos 7 anos

Chuvas-de-abril-foram-muito-boas
Chuvas de abril foram muito boas

O Rio Grande do Norte registra um mês de abril dos mais chuvosos da década, de acordo com a análise pluviométrica da Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), em abril deste ano a média de chuva no Estado foi de 208 milímetros, 45,5% acima da média para o mês que é de 143mm.

Nas regiões Central e Oeste, essa média foi ainda maior. Na região Central a média para o mês de abril é de 127mm, este ano choveu 224,7mm, 76,1% acima da média. Já na região Oeste, a média esperada para abril é de 165,5mm, em 2018 choveu 266,7mm, 61,2% acima da média.

Tabela com volume de chuva em abril/2018

Messorregião

Chuva Observada em Abril/18

(mm)

Chuva Esperada para Abril

(mm)

Acima da média Abril/18

(%)

Oeste

266,7

165,5

+61,2

Central

224,7

127,6

+76,1

Agreste

131,6

107,9

+21,9

Leste

209,0

171,0

+22,2

Estado

208,0

143,0

+45,5

Acumulado Anual (janeiro a abril de 2018)

Na análise da chuva acumulada no ano de 2018, até o mês de abril, quando comparada como valor climatológico para o período de janeiro a abril, apresenta um desvio positivo climatológico de 33,5%, ou seja, choveu 33,5% acima da média esperada, conforme as previsões divulgadas pelo Núcleo de Meteorologia do Nordeste, em fevereiro deste ano.

Tabela com volume acumulado de janeiro a abril de 2018

Messorregião

Chuva Observada (Jan-Abr) /18

(mm)

Chuva Esperada (jan-Abr)

(mm)

Acima da média (Jan-Abr/18)

(%)

Oeste

610,5

496,0

+23,1

Central

478,1

387,1

+23,5

Agreste

406,6

270,2

+50,5

Leste

629,8

438,7

+43,6

Estado

531,3

398,0

+33,5

Previsão para maio de 2018

De acordo com o setor de meteorologia da EMPARN, maio deverá ter chuvas acima da média, que é de 84mm para o mês inteiro. Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, as condições oceânicas e atmosféricas continuam favoráveis a ocorrência de um bom volume de chuva, mesmo o mês tendo começado com um bloqueio, mas que não deve ser tão intenso como o que ocorreu em março, quando ficou 2 semanas sem chuva no Estado.

No primeiro dia de maio já houve registro de boas chuvas na região Oeste potiguar. Desde a manhã de segunda-feira (30), até a manhã de hoje, 02 de maio, a Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), registrou chuvas em 84 postos pluviométricos monitorados diariamente, em todas as regiões do Estado.

O acumulado de chuvas mais significativo ocorreu em Portalegre, com 74,1 milímetros (mm); Messias Targino, 68,5mm; Frutuoso Gomes, 64,0mm; Lucrecia, 58,0mm, entre outros municípios da mesorregião Oeste. O boletim completo está disponível em nossa página:www.emparn.rn.gov.br



Chuva banhou cidades e sítios na região de Caicó entre o domingo e esta segunda

O Blog Sidney Silva divulga informações dos registros de chuvas na região entre o domingo (23) e esta segunda-feira (24). Os dados foram divulgados, inicialmente, no grupo de Whatsapp (Canal das Chuvas).

Confira:

Sítio Manhoso – 25mm; Bairro Serrote Branco II (Caicó) – 12mm; Jucurutu (Centro) – 30mm; Santana Seridó – 18mm; Caicó (Presídio) – 12mm; Serra Negra do Norte – 42mm; Em abril choveu – 389mm e em 2018 – 708mm; Sítio Carrapateira – 80mm; Sítio Cachos(São João) – 85mm; Sítio Saquinho (Caicó) – 95mm; Sitio Solidão(Palma) – 81mm; Distrito Palma – 53mm; Fazenda Feitosa (São João do Sabugi) – 78mm; Sítio Salgado – 51mm (São João); Fazenda Suécia (São José de Espinharas/PB) – 61mm; Sítio Sabugi (Caicó) – 42mm; Sítio Mulunguzinho (Caicó) – 43mm.





Emparn registrou chuva em 20 localidades do RN

Chuvas foram registrada em 20 localidades do estado

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte – Emparn, registrou chuva em 20 pontos de captação entre às 07hs da manhã de segunda (19) e esta terça (20).

Confira:

REGIÃO OESTE
Tenente Ananias (Emater-St Mororó) – 65mm
Grossos – 44,6mm
José da Penha (Emater) – 31mm
Major Sales (Prefeitura) – 23,5mm
Riacho de Santana (Emater) – 23mm
Dr. Severiano (Emater) – 19mm
Paraná (Emater) – 18mm
Pau dos Ferros (Particular) – 18mm
Água Nova (Prefeitura) – 13,2mm
São Francisco do Oeste (Prefeitura) – 12,4mm
Portalegre (Particular) – 11,4mm
Tibau (Prefeitura) – 11,3mm
São Miguel (Emater) – 11mm
João Dias (Emater) – 8mm
Martins (Particular) – 7,4mm
Areia Branca (Emater) – 3,8mm
Porto do Mangue (Prefeitura) – 2,2mm
Ipanguaçu (Emater) – 1,7mm
Baraúna (Emater) – 1,1mm
Serrinha dos Pintos (Prefeitura) – 0,8mm





Confira os registros de chuvas de sexta-feira (09) em Caicó e região

Chuva banhou Caicó e região nesta sexta-feira

As chuvas registradas na noite de sábado (09), em Caicó e região animaram o homem do campo e da cidade. As precipitações foram muito boas.

Confira alguns dos registros divulgados na manha deste sábado no Programa Violeiros do Seridó, apresentado por Djalma Mota, na Rádio Rural AM.

Sítio Carrapateira (Caicó) – 64mm

Sítio Várzea Alegre (São José de Brejo do Cruz) – 70mm

Sítio Cachoeira (Serra Neggra do Norte – 50mm

Fazenda Feitosa (São João do Sabugi) – 65mm

IV Ursap (Caicó) 90mm

Conjunto IPE (Caicó) – 87mm

Bairro Maynard (Caicó) – 95mm

Sítio Toco (Timbaúba dos Batistas) – 40mm

Sítio Barra do Câimbra (Serra Negra do Norte) – 70mm

Barra Nova Rua Eustáquio José Nogueira (Caicó) – 70mm

Sítio Quartinhos (São João do Sabugi) – 60mm

Granja Santa Izabel (Caicó) – 65mm

Bairro Paraíba (Brasilgás) – 97mm

Sítio Manhoso (Caicó) – 85mm

São João do Sabugi – 29mm

Sítio Várzea Redonda (Caicó) – 60mm

Sítio Umari (Caicó) – 60mm

Sítio Saudade (Serra Negra do Norte) – 30mm

Sítio Miguel (Caicó) – 60mm

Sítio Saquinho (Caicó) – 70mm

Distrito Palma (Caicó) – 40mm

Sítio Timbaubinha (Jardim de Piranhas) – 70mm

Logradouro dos Enéas (Timbaúba dos Batistas) – 65mm

Sítio Carrapateira (Caicó) 60mm

São José do Seridó – 30mm

Sítio Pitombeira (Caicó) – 75mm

Sítio Bom Jesus (Caicó) – 50mm

Sítio Jeruzalém (São João do Sabugi) – 46mm

Bairro Paraíba (Dimas Mota) – 81mm

Bairro Barra Nova II (Caicó) – 105mm

Bairro Barra Nova (Sgt Sobrinh0) – 85mm

Rua dos Ciganos (Bairro Boa Passagem) – 60mm

Bairro João XXIII (Caicó) – 88mm

Bairro Canutos e Filhos (Caicó) – 85mm



Antônio Martins/RN registra maior chuva das últimas 24hs

Chuvas no Oeste do estado foram as maiores das últimas horas

Choveu no Rio Grande do Norte, entre às 07hs da manhã de terça-feira (23) e esta quarta-feira (24). A Emparn registrou chuva em 41 cidades.

Confira:

Região Oeste

Antonio Martins (Emater) 92mm
Paraú (Prefeitura) 76mm
Serrinha dos Pintos (Prefeitura) 70mm
Rafael Fernandes (Emater) 62,6mm
Pilões (Prefeitura) 56,9mm
São Francisco do Oeste (Prefeitura) 50mm
João Dias (Emater) 45mm
Antonio Martins (St. Areias (ex-corredor)) 38mm
Francisco Dantas (Emater) 35mm
Marcelino Vieira (Emater) 35mm
Dr. Severiano (Emater) 34,5mm
Água Nova (Prefeitura) 33mm
Pau dos Ferros (Particular) 29mm
Portalegre (Particular) 28,7mm
Martins (Particular) 24mm
Riacho de Santana (Emater) 22mm
Campo Grande (Particular 2) 15,3mm
Frutuoso Gomes (Emater) 15mm
Lucrécia (Emater) 15mm
Areia Branca (Emater) 14,4mm
Upanema (Prefeitura) 11,5mm
Grossos 9,6mm
Tenente Ananias (Emater-st Mororo) 9,5mm
São Miguel (Emater) 7mm
Coronel João Pessoa (Emater) 6,8mm
Alexandria (Emater) 5mm
Paraná (Emater) 4,7mm
Major Sales (Prefeitura) 4,3
Luis Gomes(Delegacia) 4mm
Venha Ver (Emater) 4mm
Ipanguaçu (Emater) 3,9mm
Jucurutu (Emater) 3,7mm
Viçosa (Prefeitura) 3mm
Apodi (Base Física Emparn) 2,4mm
Olho D’Água dos Borges (Particular) 1,7mm
Felipe Guerra (Prefeitura) 0,3mm

REGIÃO CENTRAL

Guamaré (Lagoa Doce) 4,9mm
Timbaúba dos Batistas (Emater-fz. Timbauba) 1,5mm

REGIÃO LESTE

Natal 3,1mm
Montanhas (Prefeitura) 1,1mm
Ceará Mirim (Prefeitura) 0,3mm