De São Fernando para Cracóvia, “Sonho de Oiticica” é selecionado para o Festival de Cinema Off Camera

Pelo segundo ano consecutivo, a Referência Comunicação terá um filme exibido no Festival Off Camera, na Cracóvia. Na edição de 2017, “Domerina” foi um dos filmes escolhidos para participar do festival de cinema independente, realizado anualmente na Europa.

Nesse ano, “Sonho de Oiticica” participou da competição Curta 1 Minuto, do 8º Festival internacional de Baía Formosa, realizado nos dias 01 e 02 de dezembro, sendo selecionado para o Festival off Camera, em 2018. O filme tem direção e roteiro de Raildon Lucena e filmagem e edição de Jefferson Dutra.

“Sonho de Oiticica” conta a história do pescador Inácio Pereira, que herdou a vocação da pesca do seu pai. Em meio a escassez hídrica que assola a região Seridó do Rio Grande do Norte, Inácio sonha em ainda estar vivo para ver a conclusão da Barragem das Oiticicas, que poderá solucionar o problema de falta de água na região.

O júri selecionou os seguintes filmes para participar do Off Camera: “A Espera” (Leandro Solari), vencedor geral; “Entre o Mar” (Adriele Dantas do Nascimento), vencedora IFRN; “Um Mar de Saudade” (Marcos Diniz); “Flor do Rio” (Airasana Busato e Geraldo Pessoa); “Amar Aberto” (Mariland Brito); “Essência de Pescador” (Thawan Tárcio); “Sonho de Oiticica” (Raildon Lucena); “Pescadores” (Anelly Costa, Gustavo Pereira e Isabele da Silva); “Meu Pescador” (Breno Edson) e “Palavras” (Ricardo Peres).

Sonho de Oiticica:



15ª edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) estreia em Natal dia 2 de novembro no Cinemark Midway Mall

15ª edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) estreia em Natal

O mundo dos sonhos do cinema exclusivo para crianças está de volta a Natal. O Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI), que chega à sua 15ª edição como o único festival do gênero no país, estará na capital de 02 a 12 de novembro, Cinemark Midway Mall. Este ano, a programação reunirá 120 filmes de 25 países, concentrando mais que o triplo de lançamentos do gênero no Brasil em um só evento. O ingresso meia-entrada para todos custa apenas R$ 12,00.

Com patrocínio do Ministério da Cultura, BNDES, Petrobras, Cinemark, Prefeitura do Natal, Lei Djalma Maranhão de Incentivo à Cultura, Unimed Natalapoio institucional da UFRN, apoio do Telecine, Globo Filmes, TV Brasil, Afinal Filmes, o FICI exibirá curtas, médias e longas-metragens, brasileiros e internacionais, mostras especiais, além de oficinas e debates.

O festival abre espaço, estimula, conta e reconta a produção audiovisual brasileira direcionada ao público infanto-juvenil através dos debates do Fórum Pensar a Infânciaque acontece de 6 a 9 de novembro, na UFRN, em Natal.



Caicó: Premiado espetáculo “P´S” ganhará adaptação cinematográfica

Jornalista Raildon Lucena esteve vendo locações pra o filme junto com Lourival Andrade e Alexandre Muniz

Inspirado no livro “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão”, o espetáculo “P’S”, da Trapiá Cia Teatral, será adaptado para o cinema, através da produção de um curta-metragem. A ideia de realizar essa adaptação surgiu a partir de conversas, entre o diretor do espetáculo, Lourival Andrade Júnior, o ator Alexandre Muniz e o jornalista Raildon Lucena, diretor da Referência Comunicação, em que avaliaram o potencial cinematográfico da peça.

Nesta sexta-feira (25), a equipe de produção visitou locações na zona rural de Caicó e definiu o cronograma de gravações. A ideia da adaptação surgiu da possibilidade de mostrar o espetáculo sob outra ótica, trabalhando a linguagem cinematográfica. De acordo com o jornalista Raildon Lucena, a adaptação de P´S será importante no fomento ao audiovisual em Caicó e na região do Seridó.

“P’S” é uma adaptação de Gregory Haertel que descreve e analisa um caso real de parricídio acontecido na primeira metade do século XIX. A peça traz para uma vila do sertão nordestino a história de P, jovem que assassina brutalmente alguns de seus familiares.

“É um desafio adaptar o espetáculo P´S para uma nova linguagem, que é a do cinema. Mas, estamos acreditando no projeto e nossa meta é apresentar o curta nos festivais”, afirmou o professor Lourival Andrade. O personagem P será novamente interpretado pelo ator Alexandre Muniz, que está entusiasmado com o projeto. Para ele, a realização do curta-metragem será importante e irá apresentar a história a novos públicos. A adaptação cinematográfica de “P’S” terá direção do professor Lourival Andrade, com roteiro do jornalista Raildon Lucena. A produção é da agência Referência Comunicação.