Ciro Gomes passa por procedimento na próstata no Hospital Sírio-Libanês, em SP

O candidato do PDT à presidência da República Ciro Gomes deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde desta terça-feira (25), para fazer exames e precisou passar por um procedimento de cauterização de vasos na próstata, segundo informou a assessoria de imprensa do político.

Ciro fez campanha na Baixada Fluminense pela manhã e, em seguida foi para São Paulo. A assessoria do candidato disse que Ciro sentiu um leve desconforto e, após exame, passou por um procedimento para retirar um coágulo na próstata.

Veja a nota da campanha do candidato: “Ciro Gomes deu entrada no fim da tarde desta terça-feira (25/09) no hospital Sirio Libanês. Após exames passou por um procedimento de cauterização de vasos da próstata. O procedimento foi realizado com sucesso pelo médico urologista Miguel Srougi. Por ser um procedimento simples, Ciro Gomes poderá retornar às suas atividades o mais breve possível”.

Ciro passou a noite no hospital.

A assessoria do Sírio Libanês ainda não divulgou boletim médico.

*Do G1



PDT confirma Ciro Gomes como candidato à presidência

Ciro tem o nome lançado por seu partido para disputar a presidência

O PDT confirmou, nesta sexta-feira (20), Ciro Gomes como candidato do partido à presidência da República. O anúncio foi feito durante a convenção nacional do partido em Brasília e o nome de Ciro foi eleito por aclamação dos filiados da legenda durante o evento.

Ciro anunciou que sua primeira e mais urgente tarefa, caso seja eleito, é gerar empregos em todo o país. O candidato do PDT à presidência também defendeu que é necessário combater com dureza a corrupção. Ciro também revelou alguns planos para a área de segurança em seu discurso. “Coordenar os esforços dos estados para conter o crime, direcionar as polícias federais para o combate às organizações criminosas violentas, controlar o tráfico de armas e drogas, criar uma polícia de fronteiras, hoje completamente abandonadas, e organizar os esforços da repressão e prevenção ao homicídio”.

Continue lendo