Desembargadores Gilson Barbosa e Claudio Santos são eleitos para dirigir o TRE/RN no biênio 2020-2022

Claudio Santos e Gilson Barbosa, desembargadores do TJRN

O Tribunal de Justiça em sessão extraordinária, nesta quarta-feira (10), elegeu os desembargadores que vão compor o plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) no biênio 2020-2022. Os magistrados de segundo grau escolhidos pela Corte Estadual de Justiça são os desembargador Gilson Barbosa e  Cláudio Santos.

Antes da posse dos desembargadores no Regional Eleitoral, o TRE/RN realizará a eleição para a definir quem será presidente e vice-presidente. Eles substituirão os desembargadores Glauber Rêgo e Cornélio Alves, atuais presidente e vice da Corte Eleitoral potiguar respetivamente, que concluem seus mandatos em 31 de agosto.

Durante a sessão, também foram definidos os desembargadores suplentes. O desembargador Amílcar Maia será suplente do desembargador Gilson Barbosa e o desembargador Ibanez Monteiro será suplente do desembargador Claudio Santos. A eleição, sob a presidência do desembargador João Rebouças, ocorreu à unanimidade.


Desembargador determina que Sesed alugue 50 carros para viaturas sem licitação

Dois outros pontos da decisão do desembargador Cláudio Santos, são para que a Secretária de Segurança, contrate imediatamente o aluguel de 50 veículos, caracterizados ou não, sem a necessidade prévia de licitação, observando o preço de mercado, para o imediato uso no trabalho de patrulhamento das polícias, pelo prazo de 90 dias.

Um das reivindicações da Polícia Militar, é o melhoramento da frota de viaturas. Muitas estão com o tempo de vida útil exaurido, não oferecendo segurança para o trabalho dos policiais. Sem falar que algumas das viaturas estão com o licenciamento e emplacamento, atrasados.


Cláudio Santos manda prender policiais militares e civis que incitem a greve no RN

Do G1/RN – O desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), determinou que os comandantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e o Delegado Geral da Polícia Civil do estado prendam os policiais responsáveis por incitar, defender ou provocar a paralisação iniciada no último dia 19. A decisão foi favorável a um pedido do Governo do RN, que argumentou que os servidores da segurança desobedeceram à primeira decisão da Justiça, no domingo (24), que considerou o movimento ilegal.

De acordo com o desembargador, a determinação é para que todos os policiais e bombeiros que estejam “incitando, defendendo ou provocando em qualquer meio de comunicação o estado de greve” sejam presos em flagrante delito pelo crime de desobediência e, no caso dos policiais militares, motim. “Fato é que a Constituição da República não tolera greve para policiais civis e militares“, afirmou o desembargador em entrevista.

Ainda de acordo com Cláudio Santos, o atraso do pagamento dos salários não pode sobrepor a lei e a greve deve parar para que haja tranquilidade da população e turistas do estado. “É uma medida de força. A Justiça agora age de maneira mais forte para que essa greve termine“, pontuou.

O magistrado ainda decidiu que os policiais tenham transporte gratuito nos transportes públicos e que o estado possa alugar carros (para uso das polícias) sem licitação.

Leia a notícia completa aqui


Bandidos roubam carro do desembargador Cláudio Santos em Natal

Marcos Dantas destaca em seu Blog que a onda de violência continua “sem freio” na capital potiguar. Desta vez, bandidos renderam o motorista do ex-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Santos, que estava estacionado na frente do colégio do filho de Santos, localizado na Avenida Floriano Peixoto, no bairro de Petrópolis.

De acordo com Cláudio, os bandidos chegaram e anunciaram o assalto, obrigando o motorista a dirigir o veículo Ford Ka, com placas final 0706, de propriedade do desembargador. O motorista foi libertado nas proximidades do Conjunto Gramoré.