Auxiliar de pedreiro é preso pela PRF com dois quilos de cocaína em Santa Rita/PB

Cocaína apreendida pela PRF na Paraíba

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem suspeito de traficar cocaína, no final da tarde de sexta-feira (23), na BR 230, em Santa Rita, cidade localizada na Região Metropolitana de João Pessoa.

O homem, que é auxiliar de pedreiro e tem 35 anos de idade, foi abordado no quilômetro 60 da BR 230. Ele viajava como passageiro em um VW Gol que vinha de Natal (RN).

Os agentes revistaram o carro e todos os ocupantes. E foi durante a busca feita em uma mochila que estava no colo do suspeito que a PRF encontrou dois tabletes de cocaína e um pacote com 100 gramas de maconha.

O homem falou para os policiais que havia apanhado a droga na capital do Rio Grande do Norte e entregaria o entorpecente no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Ele disse ainda que receberia  mil reais pelo serviço.

O flagrante foi registrado na Delegacia da Polícia Civil da região. Caso seja condenado pelo crime de tráfico de drogas, ele poderá pegar uma pena que varia entre cinco e quinze anos de reclusão.


Cearense é preso pela PRF em Mamanguape/PB com cocaína, maconha e LSD

Cocaína apreendida com cearense em Táxi – (Foto: Divulgação/PRF/PB)

Um home de 24 anos de idade foi preso na noite desta quarta-feira (21), pela Polícia Rodoviária Federal com cocaína, maconha e  LSD. Ele era passageiro de um táxi que trafegava no sentido Natal/RN à João Pessoa/PB. A abordagem ao veículo aconteceu na BR 101, em Mamanguape, Zona da Mata Norte da Paraíba.

Os agentes da PRF abordaram o táxi, com placas de Santa Rita (PB), no quilômetro 38 da rodovia federal. Durante a revista foram encontrados na bolsa de um dos passageiros, seis tabletes de cocaína, totalizando 2,6 Kg; uma trouxa com 80 gramas de maconha e cinco cartelas com 125 “pontos” de ácido lisérgico (LSD), que é uma droga sintética com alto poder alucinógeno.

Os policiais encontraram também três aparelhos celulares, um relógio e a quantia de R$ 676 reais em espécie.

O suspeito, que é trabalhador autônomo e nasceu no estado do Ceará, disse aos PRFs que adquiriu as drogas em Fortaleza/CE. De lá, embarcou em um ônibus até a cidade de Natal, onde pegou o táxi para chegar até João Pessoa.

O flagrante foi registrado na Delegacia Distrital da Polícia Civil da região.

Caso seja condenada pelo crime de tráfico de drogas, ele poderá pegar uma pena que varia entre cinco e quinze anos de reclusão.


PRF apreende cocaína e prende dois na BR 101

Cocaína apreendida pela PRF na BR-101

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens que transportavam cerca de um quilo de substância análoga a cloridrato de cocaína.

O flagrante aconteceu no final da noite de quarta-feira (17), no km 168 da BR-101, em Canguaretama/RN, quando um GM Celta foi abordado e no seu interior foi encontrado o pacote com o entorpecente. Tanto condutor e passageiro informaram que iriam para Campina Grande/PB, mas não disseram a origem do entorpecente.

Os dois homens presos, o condutor de 37 anos e o passageiro de 48 anos, foram encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Civil em Natal para as medidas cabíveis.


Passageira de transporte alternativo é presa pela PRF com crack e cocaína; Droga foi adquirida em Natal/RN

Droga foi apreendida com mulher dentro de ônibus

Uma mulher de 27 anos foi presa por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) com um quilo de crack e meio quilo de cocaína, no final da tarde desta segunda-feira (08), na BR 101, em Mamanguape, Zona da Mata Norte da Paraíba.

Os policiais estavam fazendo uma fiscalização de rotina quando resolveram parar o GM Zafira. O veículo fazia transporte alternativo de passageiros entre a cidade de Natal (RN) e Santa Rita, localizada na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP). Durante a revista aos passageiros e bagagens os PRFs encontraram com a suspeita uma bolsa contendo a droga. Ela disse aos agentes que pegou os entorpecentes com um desconhecido, na capital norte-riograndense, e entregaria a um outro homem, em Santa Rita.

A mulher ouviu voz de prisão e, em seguida, foi encaminhada, juntamente com o crack e a cocaína, para a Delegacia da Polícia Civil de Mamanguape. Caso seja condenada pelo crime de tráfico de drogas ela poderá pagar uma pena de reclusão que varia entre cinco e quinze anos.

REBITES –  Um caminhoneiro foi flagrado por agentes da PRF com 12 comprimidos de “rebites”, em uma abordagem na BR 230, em Bayeux, que fica na RMJP. Ele falou para os policiais que estava levando uma mudança da cidade de Cabedelo, também na Região Metropolitana de João Pessoa, até Brasília (DF). Declarou ainda que consome anfetamina há algum tempo e faz com regularidade. Este tipo de medicamento proibido é usado por caminhoneiros para manterem-se acordados por longas jornadas. Entretanto, quando o efeito do mesmo passa, o usuário costuma ser tomado por um sono incontrolável, o que potencializa os riscos de gravíssimos acidentes de trânsito. Foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para que o motorista responda pelo crime de porte de drogas.


Dono de lava jato no Maranhão é preso pela PRF com um quilo de cocaína; Veja vídeo

Cocaína foi apreendida pela PRF em Mamanguape

Um empresário foi preso pela Polícia Rodoviária Federal com um quilo de cocaína, no início da noite desta quinta-feira (20), em uma fiscalização de rotina na BR 101, em Mamanguape, Zona da Mata Norte da Paraíba. O suspeito viajava como passageiro em um ônibus de linha interestadual.

Policiais do Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF abordaram o ônibus da empresa Progresso que tinha como destino a cidade de São Luis (MA). Além do veículo e motorista, todos os passageiros foram fiscalizados. Durante a revista aos pertences dos ocupantes, os agentes encontraram um pacote contendo um quilo de cocaína com um deles. O homem que portava a droga tem 33 anos de idade e é proprietário de um lava jato em São Luis.

Os policiais descobriram ainda que ele responde na Justiça pelo crime de assalto a mão armada. O suspeito disse que pegou a droga em Natal (RN) e entregaria a uma pessoa na capital maranhense. Pelo “trabalho” receberia R$ 1 mil.

O flagrante foi registrado na Delegacia da polícia Civil em Mamanguape. Caso condenado pelo crime de tráfico de drogas, poderá pagar uma pena de reclusão que varia entre cinco e quinze anos.