Coronel Azevedo negou pedido para deixar o comando da PM no RN

Coronel Azevedo negou pedido para deixar o comando da PM no RN – (Foto: Sidney Silva)

O coronel André Azevedo, que esteve na tarde desta terça-feira (06), participando o sepultamento do Sargento Antônio Cândido no Distrito de Laginhas, zona rural de Caicó, foi perguntado pelo Blog Sidney Silva, se procedia a informação de que havia pedido exoneração do cargo de comandante-geral da PM/RN. Ele negou, inclusive, com veemência que tenha pedido pra sair.

Isto não procede. Da minha parte, eu não irei pedir pra sair do comando. Não é verdade que eu tenha pedido. Quando assumimos um cargo comissionado, sabemos que é de livre nomeação e exoneração, então compete ao representante do povo, ou seja, o Governador que foi eleito para representar a sociedade. Se ele achar por bem me exonerar, não vai ter nenhum problema. Eu continuarei trabalhando na Polícia Militar, porque, estarei pelo menos até fevereiro de 2018, na ativa, quando completarei meus 30 anos de serviço“, afirmou.

O coronel Azevedo ainda fez um relato sobre reunião que teve com o governador Robinson Faria, quando foi convocado para assumir o cargo. “Eu disse que estava assumindo o comando da PM e não poderia reclamar se algum dia fosse exonerado, porque isso compete a ele (o governador) que te um grande desafio de melhorar a segurança pública. Esta segurança pública é formada por homens. Somos nós, policiais militares que conformamos, mais de 80% desses recursos humanos (os da segurança)“, relatou.