Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de recurso extra para combate ao Aedes

Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de recurso extra para combate ao Aedes

O Ministério da Saúde liberou, neste mês de setembro, R$ 30,4 milhões, referente à segunda parcela de recurso adicional para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Ao todo, 3.148 municípios em 20 estados e o Distrito Federal serão beneficiados porque cumpriram critérios para intensificar as medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Em janeiro de 2017, o Ministério da Saúde repassou R$ 91,2 milhões aos municípios de todos os estados, referente à primeira parcela. No total são R$ 152 milhões ao combate ao Aedes. Já o envio da segunda parcela foi condicionado ao cumprimento de alguns critérios, especialmente a realização do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), no caso de cidades com mais de dois mil imóveis. Os municípios com menos de dois mil imóveis devem fazer o Levantamento de Índice Amostral (LIA) e o monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa nas cidades sem infestação do mosquito. Também estão previstas metodologias alternativas, utilizadas pelas vigilâncias locais para monitorar o nível de infestação do mosquito Aedes.

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, destaca a importância desse recurso extra para os municípios. “Não podemos baixar a guarda diante de um vetor responsável por várias enfermidades. Por isso, subsidiamos estados e municípios com um reforço financeiro para a intensificação de ações que visam o controle das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, principalmente, no verão, período de maior circulação desse vetor”, afirmou o ministro.



Entrevista: Escolas da 10ª Dired realizam dia D de combate a violência contra a mulher

As escolas públicas da jurisdição da 10 Direc realizam nesta quarta-feira (07) ação de combate à violência contra a mulher – o Dia “D”. São 32 escolas distribuídas em 11 municípios da circunscrição pertencentes à 10ª Diretoria Regional de Educação.

Numa perspectiva pedagógica dos “Saberes que se encontram por uma escola prazerosa, curiosa e aprendente”, as ações desenvolvidas nas escolas tem como objetivo a conscientização, o combate e o “Enfrentamento à Violência Contra a Mulher”.

Cada unidade escolar desenvolveu ao longo do primeiro semestre atividades voltadas para a temática como pesquisas, palestras, seminários, produções de trabalhos, sensibilização da comunidade, e envolveram parceiros como o Movimento Mulheres do Seridó, UFRN, UERN, IFRN, secretarias municipais de educação e de saúde entre outras.

A culminância no Dia “D” dar-se-á com mostra de produção dos trabalhos desenvolvidos, apresentações culturais e atividades diversas ligadas ao tema. Participarão alunos, professores, gestores e equipes pedagógicas, além de toda a comunidade escolar das unidades de ensino.

Assista entrevista sobre o assunto com o diretor da Dired, Sérgio André:



Vivaldo Costa propõem amplo debate sobre depressão e combate ao suicídio

Deputado Vivaldo Costa propõem debate sobre suicídios e depressão

A depressão, os altos índices de suicídio, assim como a propagação do jogo “Baleia Azul” tem preocupado o deputado Vivaldo Costa (PROS), que usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (2) para anunciar que propôs, através de requerimento, uma audiência pública para debater os temas na Casa. Para ele, é preciso discutir a valorização da vida e o combate à depressão.

Faremos uma reunião para que a gente possa debater exaustivamente este assunto. Combater a depressão, o suicídio e o jogo Baleia Azul é uma necessidade urgente”, justifica o deputado.

A audiência vai acontecer no mês de maio ainda em data a ser definida.