Por causa do Coronavírus, CDL, Assisc e Sindvajero, recomendam o fechamento do comércio de Caicó

A Câmara de Dirigentes Lojistas, Associação Comercial, Industrial e Serviços e Sindicato do Comércio Varejista de Caicó, emitiram neste sábado (21), de forma excepcional e com o objetivo de resguardar o interesse da coletividade na prevenção do contágio e no combate da propagação do Coronavírus (COVID-19), RECOMENDAM O FECHAMENTO DO COMÉRCIO DE CAICÓ, COM O OBJETIVO DE GARANTIR O ISOLAMENTO SOCIAL.

Para as empresas que não conseguirem fechar o estabelecimento, foi sugeridas algumas medidas, como:

▪ redução de regime de jornada de trabalho, com possibilidade de turnos alternados de revezamento ou “expediente corrido”;

▪ adoção de trabalho remoto, com prestação de serviços “home office” e “delivery”;

▪ os colaboradores que pertencerem ao grupo de risco (pessoas maiores de 60 anos e portadores de doenças crônicas como diabéticos, hipertensos, insuficiência renal e doenças respiratórias, gestantes e lactantes) devem, preferencialmente, ficar em isolamento domiciliar;

▪ os colaboradores que apresentarem sintomas de doenças respiratórias devem, preferencialmente, ficar em isolamento domiciliar;

▪ melhor distribuição física da força de trabalho presencial com o objetivo de evitar concentração de pessoas no ambiente de trabalho.

Como medidas de proteção aos clientes:

▪ cumprimento de medidas previstas pela OMS e Ministério da Saúde;

▪ cumprimento das medidas previstas no Decreto Estadual n°29.541 de 20 de março de 2020;

▪ mesmos os estabelecimentos empresariais não contemplados no Decreto Estadual n°29.541/2020 devem adotar as medidas de prevenção ao COVID-19.

Todas as medidas sugeridas são motivadas pela confirmação, nesta sexta-feira (20), por parte do Ministério da Saúde, de que todo o território nacional está em status de transmissão comunitária do coronavírus.

Para a publicação de tal recomendação, consideramos também a existência de casos suspeitos de coronavírus em nossa região e a fragilidade do nosso sistema de saúde.

As entidades empresariais de Caicó, colocam-se à disposição do Poder Público e de demais instituições locais para empreender novas ações de enfrentamento ao COVID-19 (coronavírus).



Petrobras aumenta em 5,3% preço do gás usado na indústria e no comércio

A Petrobras decidiu reajustar em 5,3%, na média, os preços do gás liquefeito de petróleo, o GLP, destinado ao uso industrial e comercial. O aumento entra em vigor neste sábado (2).

De acordo com a estatal, o reajuste é resultado da nova política da empresa que acompanha as oscilações dos preços no mercado internacional. A alteração que entra em vigor, neste sábado, foi necessária, segundo a empresa, por conta do aumento das cotações internacionais de GLP, que acompanharam a alta do petróleo do tipo Brent, comercializado na Bolsa de Londres e que tem referência óleo extraído no Mar do Norte e no Oriente Médio.

A Petrobras ressaltou, porém, que esse reajuste não se aplica aos preços de GLP destinado ao uso residencial, comercializado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos conhecido por gás de cozinha.



Comercio de Caicó funciona normalmente nesta sexta-feira

Comercio de Caicó funciona normalmente nesta sexta-feira

Através de nota, as entidades de classe do Comércio de Caicó, que compõem a Casa do Empresário, anunciaram que o expediente nas empresas, será normal nesta sexta-feira (28).

Respeitamos as manifestações planejadas para esta data e esperamos que, democráticas, as mesmas sejam realizadas de forma pacífica e respeitosa, preservando os direitos individuais, coletivos e a ordem pública. Repudiamos atos de vandalismo e desrespeito de toda e qualquer forma, individual ou conjunta, em estabelecimentos públicos ou privados, e esperamos que os organizadores e participantes das reivindicações desta sexta compartilhem do mesmo pensamento“, diz a nota.