Até o início da tarde desta quarta, Mara Costa não tinha 5 assinaturas para criar CPI

A vereadora Mara Costa (PROS) até o início da tarde desta quarta-feira (09), não tinha as cinco assinaturas de vereadores para abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI. Ela confirmou ao Blog Sidney Silva que só conseguiu as assinaturas de Rosângela (PR) e de Andinho (PRP).

Os demais vereadores que disseram que irão assinar, são: Odair Diniz (PSDC) e Rangel (PDT). Mas, está apenas apalavrado o apoio. Na manhã desta quarta, José Rangel viajou e não fez a assinatura enquanto Odair Diniz estava em Natal.

A vereadora Mara Costa espera quando chegarem para a Sessão Ordinária da Câmara que assinem o documento. Com isso, ela poderá dar entrada no requerimento para criar a CPI na próxima segunda-feira (14).



Vereadora Mara Costa não consegue assinaturas para abrir CPI na Câmara de Caicó

Vereadora Mara Costa não consegue assinaturas para abrir CPI na Câmara

A vereadora Mara Costa (PROS) disse em entrevista na Rádio Caicó no início da tarde desta quarta-feira (09), que não conseguiu as 5 assinaturas dos vereadores para abrir a Comissão Especial de Inquérito para apurar de forma paralela o que o Ministério Público investiga na Operação Blackout.

Ela disse que só conseguiu as assinaturas dos vereadores, Anderson Duarte (PRP) e de Rosângela Queiroz (PR). O prazo regimental para dar entrada na comissão com pelo menos cinco assinaturas para ser levada ao plenário da Câmara na sessão desta quarta-feira (09), seria até o meio dia.

O vereador Rangel  (PDT) que disse ao Blog Sidney Silva que assinaria a CPI, mas, se fosse para investigar desde a gestão de Bibi Costa. Diante disso, Mara Costa, acrescentou um artigo no seu pedido para assim fosse feito, mas, o Edil não assinou o documento.

O vereador Odair Diniz, presidente da Câmara disse a Mara que ela terá a sua assinatura, porém, ele não estava em Caicó por causa de compromissos com a Fecam.

Os vereadores do Pros, mesmo partido de Mara Costa, Ivanildo do Hospital e Alisson Jackson, não assinaram. Com relação a Alisson, ele estava na Casa até o meio dia, mas, não assinou e Ivanildo disse que não o faria por questões pessoais.

O vereador Lobão Filho (PMDB), teria dito a Mara que não assinaria e diria na Tribuna da Câmara na sessão desta quarta-feira, os seus motivos.

Os demais vereadores, não atenderam ligações ou não foram localizados por Mara Costa, que disse que vai novamente tentar viabilizar a CPI para dar entrada na sessão da próxima segunda-feira (14).



Rangel diz assina CPI se for pra investigar gestões de Batata, Roberto e Bibi

Vereador Rangel diz que assina CPI se for pra apurar últimas três gestões

O vereador José Rangel de Araújo (PDT), disse nesta terça-feira (08) em entrevista na Rádio Caicó, que assina o pedido de instauração de Comissão de Investigação na Câmara que está sendo proposta pela sua colega, Mara Costa (PROS), porém, diz que quer que seja instaurada a Comissão para apurar as gestões de Batata, de Robert Germano e parte da de Bibi Costa.

Eu sou a favor da investigação, só que que, quero para investigar tudo, ou seja, os 7 meses de Batata, os 4 anos de Roberto e pelo menos 1 ano ou 2 do senhor Bibi Costa. Vamos botar os seis anos e vamos ver o que é que tem. Quem não tem culpa no cartório, não tem problema. Eu sou favorável se vier, agora, se for pra investigar tudo. Se for pra investigar um e não investigar outro, eu não assino“, disse Rangel.



De volta ao CPI, Coronel Arcanjo participou do sepultamento do Sargento Cândido

Coronel Wellington Arcanjo de volta ao comando do CPI participou do sepultamento do sargento Cândido – (Foto: Sidney Silva)

Quem também esteve no velório e sepultamento do Sargento Cândido na tarde desta terça-feira (06), foi o coronel Welington Arcanjo, novo titular do Comando de Policiamento do Interior. Em entrevista ao Blog Sidney Silva, Arcanjo disse que ainda não esteve no prédio do CPI depois da designação para o cargo, porque tudo aconteceu muito rápido. Antes, o cargo de comando do CPI era do Coronel Eliauze.

Nós perguntamos ao coronel Arcanjo o que o motivou a voltar para o CPI e ele disse que isso estava nos planos de Deus. “Eu acho que foi um plano de Deus. Eu tinha saído e coma chegada da nova secretária, ela já conhece meu trabalho, nos convidou e eu gosto muito do interior. Tenho 33 anos de polícia e minha vida foi no interior. Eu acho que a união de esforços e companheirismo vai fazer com quem nós façamos um bom trabalho“, disse.

Perguntamos também se o comando-geral da PM/RN, vai mudar e o coronel Arcanjo disse que não sabia de nada, mas, já tinha ouvido comentários. “Eu estou aqui completamente offline e não sei, embora, já tenha escutado alguns cometários, mas, eu não sei de nada“, comentou.

Entre às ações que pretende implementar em sua gestão no CPI, o coronel Arcanjo disse que vai reforçar a operação divisa segura e madrugada segura. “Infelizmente, nós tivemos uma parada, mas, retomamos esse plano nas últimas semanas”, afirmou. Ele ainda disse que o grande problema enfrentado na Polícia Militar, é a falta de efetivo. “Muito mais que viaturas, nosso grande problema é a falta de efetivo, mas, com a realização do concurso público que está em vias de ser realizado, teremos uma melhora significativa nessa questão, mas, existem licitações em andamento para a compra viaturas e armamentos“, afirma.