Professora é acusada de amarrar e colocar crianças em cesto de lixo no interior paulista

Uma semana depois de um vigia atear fogo em uma creche em Minas Gerais, mais um episódio envolvendo crianças volta à tona nos noticiários. Uma professora de Restinga, no interior de São Paulo, é suspeita de colocar alunos de três e quatro anos dentro de cestos de lixo. Além disso, ela teria amarrado as crianças como forma de punir casos de indisciplina.

Em nota, o advogado Rui Engracia Garcia, que representa a professora, disse que as acusações são falsas e teriam a intenção de prejudicá-la. Ele diz ainda que as mães dos alunos estariam por trás da queixa, depois que foram chamadas ao colégio e tomaram conhecimento da indisciplina dos filhos.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar as denúncias, mas o delegado Eduardo Lopes Bonfim, responsável pelo caso, adiantou que as imagens das câmeras de segurança da sala de aula não registraram nenhum tipo de agressão por parte da docente.

A Prefeitura de Restinga também instaurou uma sindicância para apurar o suposto castigo e informou que a educadora foi afastada do cargo, inicialmente por 30 dias. Caso a apuração seja estendida, o afastamento pode ser prorrogado por mais um mês.



Crianças da creche Gente Inocente voltam às aulas na próxima segunda-feira (16)

A partir da próxima segunda-feira (16), os alunos da creche Gente Inocente de Janaúba, Minas Gerais, vão estudar em uma nova escola, até que a unidade que foi incendiada seja reconstruída.

Nesta sexta-feira (13), um grupo de arquitetos entregou ao prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes, o projeto arquitetônico para a reconstrução da creche, onde empresários da cidade e de Montes Claros serão os responsáveis pela nova escola. A previsão, é que a obra seja concluída em 80 dias.

O incêndio ocorreu no dia 5 de Outubro, matou 11 pessoas e 18 continuam internadas.



Polícia Civil do RN realiza projeto voltado para crianças no Parque das Dunas

Polícia Civil do RN realiza projeto voltado para crianças no Parque das Dunas

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, através da Academia de Polícia Civil (Acadepol), com o apoio da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM) e do Movimento Saúde promoveu, no domingo (08), diversas atividades temáticas para crianças de seis a dez anos de idade, no Parque das Dunas.

As atividades iniciaram às 08 horas da manhã, com a trilha ecológica “Perobinha” e continuou às 09 horas com a Oficina de Defesa Pessoal para crianças e uma palestra sobre ética e cidadania. Participaram do projeto, o diretor da Acadepol, Adson Kepler, o diretor da DPGRAN, Júlio Costa, além de policiais civis que colaboraram como instrutores.

O diretor da Acadepol Adson Kleper informou que a “oficina de defesa pessoal que foi realizada no Parque das Dunas é uma atividade que é precursora do projeto investigador mirim e também do projeto papo responsa. Trata-se de um projeto da polícia civil que está sendo desenvolvido através da Academia de Polícia Civil (Acadepol) e é voltado pra crianças na faixa etária de 6 a 10 anos de idade. A partir dessa experiência no parque das dunas iremos implementar futuramente um projeto contínuo com atividades mensais das ações já realizadas pela Acadepol à crianças”.

Na ação investigador mirim as crianças vão à Acadepol receber instruções enquanto que no papo responsa a Polícia vai até as escola oferecendo um momento com palestra e oficina de defesa pessoal, como também informou o Diretor da Acadepol.



Morre mais uma criança vítima do ataque à creche em Janaúba

Mais uma criança vítima do ataque à creche Gente Inocente, em Janaúba (MG), morreu na madrugada de hoje (9) em um hospital de Belo Horizonte – Mateus Felipe Rocha Santos, de 5 anos.  Agora são 11 mortos – nove crianças, a professora e o autor do ataque.

A professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que ajudou no resgate das crianças que sobreviveram à tragédia, recebeu, por seu ato de heroísmo, a  Ordem Nacional do Mérito. A decisão foi do presidente Michel Temer. Em nota, a Presidência da República informou que a honraria é concedida a pessoas que deram exemplos de dedicação ao país.

Duas crianças que sobreviveram ao ataque receberam alta médica nesse domingo (8) – Ludmila Cristine Ferreira Silva, de 6 anos, e Arthur Gabriel Soares, 4 anos, estavam internados em hospitais de Montes Claros. Ainda há 24 vítimas internadas em hospitais de Janaúba, Montes Claros e Belo Horizonte.

Na  manhã da última quinta-feira (5), um vigia que trabalhava na creche Gente Inocente e estava de licença médica entrou no local e ateou fogo em crianças, professoras e nele mesmo.

*Da Agência Brasil



Vivaldo prestigia desfile cívico das escolas infantis de Caicó

Deputado Vivaldo Costa participou do desfile cívico das crianças em Caicó

Dentro das comemorações ao mês de setembro, dedicada a pátria, o deputado Vivaldo Costa (PROS) prestigiou na manhã deste domingo (3) o desfile das escolas infantis na cidade de Caicó. Vivaldo que também é médico pediatra tem uma forte identificação com as crianças.

O parlamentar foi saudade pelos pequenos que se preparavam para o desfile. Vivaldo estava acompanho do suplente de vereador Mamá e de assessores.




Crianças do Bairro Frei Damião participam do projeto “Só Risos”, durante a Festa de Sant’Ana

Crianças do Frei Damião participam do projeto “Só Risos”, durante a Festa de Sant’Ana

A Festa de Sant’Ana é um momento de renovação da espiritualidade, de interação entre os caicoenses presentes e ausentes e, também, de entretenimento, com as festas populares e os parques que se instalam na cidade. Todavia, para muitas crianças essa programação se torna algo distante, pois nem todas pertencem a famílias que contam com recursos financeiros para brincar nos parques ou até mesmo fazer um lanche durante a festa.

Com o objetivo de promover uma verdadeira experiência imersiva das crianças caicoenses durante a Festa de Sant’Ana, o Risoterapia e o Rotaract criaram o projeto “Só Risos”, que esse ano chega a sua segunda edição. O “Só Risos” tem como finalidade proporcionar um dia totalmente diferente para essas crianças, que começa com passeio histórico por vários pontos turísticos da cidade e, logo a seguir, uma hora de diversão nos brinquedos dos parques, como carrossel e roda gigante. A noite finaliza com um lanche daqueles no Big Hangus e sobremesa na Dona Bela Doceria.

As trinta crianças selecionadas para o “Só Risos” residem no Bairro Frei Damião. O critério para a escolha das crianças foi o desempenho escolar: foram selecionados os alunos com as melhores notas e os melhores comportamentos. O projeto “Só Risos” é uma realização do RisoTerapia e do Rotaract, com apoio dos parceiros: Referência Comunicação, Rotary, Espaço da Criança, Produtos 2M, Big Hangus, Dona Bela Doceria e Prefeitura Municipal.



Projeto que beneficia crianças e adolescentes é lançado pela Cáritas Diocesana

Projeto que beneficia crianças e adolescentes é lançado pela Cáritas Diocesana

A Cáritas Diocesana de Caicó lançou o projeto “Defendendo os Direitos e Promovendo a Dignidade de Crianças e Adolescentes”, que será desenvolvido com as comunidades dos bairros João XXIII, João Paulo II, Frei Damião e Nova Caicó.

Na ocasião, foi apresentada a proposta de ação às famílias, parceiros, comunidade e às crianças e adolescentes que serão assistidos pelo projeto. A equipe técnica conta com dois educadores sociais, uma assistente social e uma psicóloga, que farão o acompanhamento das famílias cadastras durante a execução do projeto.

Participaram do lançamento: as crianças e suas respectivas famílias; parceiros como: CRAS ZONA NORTE (Eisnu Victor – Coordenador), Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA – (Santigo Júnior – Presidente), Aldeias infantis SOS Brasil (Lidiane Francisca), além de representação das escolas municipais: Mateus Viana (Maria da Luz – Diretora), Maria Fernandes da Silva (Geraldo Raimundo – Vice-Diretor), Frei Damião (Rita de Cássia – Diretora).

Para a realização desse projeto, a Cáritas Diocesana de Caicó conta com o apoio do Banco Itaú, Prefeitura Municipal de Caicó, Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (FIA) e Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SEMTHAS).



Aumenta o número de pessoas pedindo esmolas nas ruas de Caicó; MP busca solução

É grande o número de pessoas pedindo esmolas nas ruas da cidade de Caicó. São adultos e crianças ao mesmo tempo em vários pontos, principalmente no Centro e nas localidades aonde existe aglomeração de pessoas à noite como a Praça de Alimentação, Ilha de Sant’Ana, entre outros.

O promotor Vicente Elísio de Oliveira Neto, preocupado com a situação, reuniu na semana passada, representantes do Conselho Tutelar e do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente para tratar sobre o assunto e, principalmente, definir ações para erradicar o problema.

Ao Ministério Público, chegaram denúncias de que pais estariam enviando as crianças para serem pedintes nas ruas. Noutros casos, os próprios adultos se posicionam na frente de lojas comerciais para pedir esmolas.

O adulto que é flagrado usando menores de idade para pedir esmolas, pode responder por vários crimes. Na lei de contravenções penais, o artigo 60 define que mendigar em companhia de menor de 18 anos é uma contravenção. O artigo 232 do Estatuto da Criança e do Adolescente define para os pais, ou responsáveis que submetem a criança à mendicância, uma pena de 6 meses a dois anos de prisão.

Opinião

Sore a situação dos adultos, os órgãos competentes têm que investigar às causas que os estão levando às ruas para pedir esmolas. Existem alguns casos em que o pedinte é agressivo e insistente. Se a pessoa abordada não oferecer nada, ele é xingado.

No caso das crianças, o Conselho Tutelas precisa agir com mais eficiência, o que não parece estar acontecendo. Se a criança está em situação de vulnerabilidade, e ali na rua ela está, quando deveria estar nos bancos das escolas, tem alguma coisa errada. Como já faz muito tempo que o problema existe, percebe-se a falha na atuação do Conselho Tutelar e até de outros órgãos.