Cuscuz é declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco

Cuscuz é um alimento usado em vários países

Na última quarta-feira (16), não apenas o prato, mas os saberes e práticas da produção e consumo em torno do cuscuz foram declarados Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco.

O Comitê de Patrimônio da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura, se reuniu por videoconferência e aprovou a patente do cuscuz, por requisição feita conjuntamente entre Argélia, Marrocos, Mauritânia e Tunísia. A Unesco declarou: “Essa inscrição conjunta de um patrimônio compartilhado ilustra até que ponto o patrimônio cultural imaterial pode ser um assunto sobre o qual os Estados se reúnem e cooperam (…) aproximando-os por meio das práticas e saberes que têm em comum”.

O cuscuz é muito mais que um prato, é um momento, memórias, tradições, gestos que se transmitem de geração em geração”, argumentaram os países sobre o prato. Consumido por homens, mulheres, jovens, imigrantes e até em populações nômades, a iguaria faz parte da vida inteira de pessoas.

Continue lendo