Polícia encontra corpo de agricultor de Janduís com orelha decepada e tiro na cabeça

Henrique Garcia foi encontrado morto na zona rural de Janduis

Policiais militares encontraram na tarde desta quarta-feira (06), na divisa dos municípios de Janduis e Campo Grande, na zona rural, o corpo do agricultor, Henrique Garcia, de 47 anos, que estava desaparecido desde domingo (03). Ele saiu de casa ainda na noite do sábado com destino ao sítio Serra Vermelha, aonde trabalhava como gerente. Obrigatoriamente, tinha que passar pelo sítio Grossos, onde aconteceu o confronto da Polícia com a quadrilha que estourou uma agência bancária em Brejo do Cruz/PB.

O sobrinho de Henrique Garcia, que o ajudava sempre, se deslocou de Janduis para o sítio no domingo pela manhã. Ao passar pela casa do sítio Grossos, o jovem foi interceptado e levado para a casa onde estava o bando criminoso.

No depoimento que prestou a Polícia Civil, ele disse que visualizou cerca de 11 homens. Enquanto ainda estava com o grupo, um outro homem que é da cidade de Janduis e que faz parte do bando, entrou na casa e quado o viu mandou que o rapaz fosse liberado, pois, ele era um agricultor e conhecido. Logo, os assaltantes o deixaram seguir. O rapaz então foi ao encontro do tio. Na fazenda Serra Vermelha, os dois se encontram com os policiais que estão a procura do bando. Os policiais perguntaram sobre alguma movimentação estranha no setor. O Henrique Garcia disse que tinha “um movimento” na fazenda Grossos. Dito isto, os policiais seguiram para a referida localidade e o sobrinho foi mandado pra casa e desde então, Garcia não foi mais visto.

Os policiais que encontraram o corpo de Henrique Garcia, disseram que ele estava vestido com um blusão do Exército, calça jeans e botas. O relato é que ele foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça e teve uma das orelhas cortadas.

O corpo estava no início de processo de decomposição.

A Polícia Civil acredita que ele estava em poder dos assaltantes.