Defur prende trio suspeito por roubo a uma empresa de eventos

Entre os mostrados nas imagens apenas um conseguiu fugir

Policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) de Natal prenderam, nesta terça-feira (05), Magnos Kelly da Cunha Valentim, 23 anos, Wallace Lima da Silva, 23 anos, e Francisco Fabiano Silva de Melo. Eles são suspeitos de envolvimento em um roubo contra uma empresa de eventos, localizada no bairro Candelária, ocorrido no dia 09 de setembro.

Segundo as investigações, Magnos teria passado informações privilegiadas para a realização do roubo. A investigação revelou também a participação de Francisco Leandro Lopes Da Silva, que teria atuado como motorista dos criminosos durante o roubo e de Felipe Martins De Sousa, que teria fornecido o veículo utilizado no crime.

Francisco Leandro já havia sido preso em flagrante, no dia 29 de setembro, pela Polícia Militar após a realização de um arrastão no bairro de Capim Macio. O outro envolvido, Felipe Martins, está foragido, ele empreendeu fuga após a prisão de Francisco Leandro.

Os presos foram reconhecidos pelas vítimas do roubo sendo encaminhados ao Sistema Prisional onde aguardarão a decisão da Justiça. A Polícia Civil divulga uma imagem do Felipe Martins e solicita apoio da população para obter informações sobre o seu paradeiro de, qualquer informação pode ser repassada através do Disque-Denúncia 181.



Divpoe e Defur de Mossoró prendem três homens com armas, munições e drogas

Material apreendido pela Polícia em Mossoró

Uma ação em conjunto da Divisão de Polícia do Oeste (Divpoe) e da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) de Mossoró prenderam, nesta sexta-feira (19), Francisco de Assis da Silva Filho, Jerônimo Alves Pereira e Geraldo Francisco da Penha Filho, que estavam em posse de drogas, armas e munições, numa residência do bairro Barrocas, município de Mossoró.

No local foi apreendido uma escopeta calibre 12, uma pistola calibre 380, 71 munições de fuzil calibre 762, 100 munições de pistola calibre 380, 15 munições de calibre 38, nove cartuchos de calibre 12, três carregadores de pistola, 5 Kg de Crack, 2 kg de maconha, balança de precisão, e celulares.

Francisco, Jerônimo e Geraldo foram presos e autuados pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, e associação criminosa, sendo encaminhados ao sistema prisional onde ficarão à disposição da Justiça.



Polícia Civil prende dupla suspeita de matar cinco pessoas em festa ocorrida em Mossoró

Felipe Martins dos Santos a esquerda e Francisco Josenilson da Silva à direita

Uma equipe de polícia civil da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Mossoró, com o apoio da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) e da Divisão de Polícia do Oeste (DIVPOE), prendeu Felipe Martins dos Santos, 22 anos, e Francisco Josenilson da Silva, suspeitos de terem matado cinco pessoas no dia 11 de março deste ano, em Mossoró. No crime, ocorrido no bairro Boa Vista, vários homens armados invadiram uma festa e dispararam contra as pessoas que estavam no local, provocando cinco mortes e feridos.

As prisões, ocorridas no bairro Santo Antônio, foram realizadas em cumprimento de mandado de prisão preventiva contra a dupla, que afirmou que a motivação teria sido “matar membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital, pois a festa seria somente para tais integrantes”. Josenilson foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (22) com um revólver calibre 38 e um quilo de maconha, sendo o homem foragido da Penitenciária Mário Negócio. Em uma residência indicada por ele, a polícia encontrou uma escopeta calibre 12, um carro roubado, dez quilos de maconha e três coletes balísticos.

Através de investigações e denúncias anônimas, Felipe foi preso nesta sexta-feira (24) com um revólver calibre 38, e afirmou que todo o material apreendido na residência indicada por Francisco Josenilson, pertencia à ele, o qual responde criminalmente por um roubo em Parnamirim. Os homens presos são integrantes da facção criminosa Sindicato do RN e foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. A Polícia Civil prosseguirá nas investigações para identificar os demais autores do crime.



Natal: Defur prende foragido que participou de assalto onde morreu policial em joalheria

Francisco Danilo Nunes Aquino, conhecido como “Moleque” ou “Dandan”, foi o idealizador do assalto – (FOTO: Divulgação: Degepol/RN)

Policiais civis da Delegacia Especializada em Furtos e Roubo (DEFUR) prenderam na noite de ontem (12), no Bairro de Cajupiranga na cidade de Parnamirim, Francisco Danilo Nunes Aquino, conhecido como “Moleque” ou “Dandan”, ele foi o idealizador do assalto a uma joalheria no dia 31 de janeiro de 2017, em um shopping da Zona Norte de Natal que tirou a vida do policial militar Daniel de Oliveira Pessoa.

No momento da prisão, Francisco Danilo, correu para a cozinha da casa e ficou escondido dentro de uma geladeira.

Durante o assalto é Danilo quem rende o segurança e começa a praticar o assalto quando o policial entra e atingido pelos tiros efetuados por Edivaldo Moura do Nascimento Neto, vulgo “Neto Verme”, depois dos disparos é ele quem pega a arma do Policial e sai correndo em fuga.

Durante o interrogatório Dandan confessou que é foragido do pavilhão cinco da penitenciária de Alcaçuz e que participo do latrocínio que vitimou o soldado Pessoa.

A delegada, Danielle Filgueira, detalhou como foi a prisão do foragido. Assista:



DEFUR vai apurar assalto à jornalista

Por determinação do delegado geral da Polícia Civil, Claiton Pinho, o assalto que ocorreu na madrugada do último domingo (05), em Nova Parnamirim, região metropolitana de Natal, em que foi vitimada uma jornalista, será investigado por atribuição pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur).

Os procedimentos iniciais que auxiliarão a Defur na investigação do crime foram realizados pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (NIP).