Patrício e Francisco Garcia fugiram antes da Operação Derrame ser deflagrada

Francisco das Chagas (de amarelo) e Patrício Garcia foram presos em Gravatá – (FOTO: Divulgação Polícia Civil)

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR – em conjunto com a Delegacia de Polícia Civil de Gravata/PE, prenderam na tarde de domingo (28), PATRÍCIO HENRIQUE GARCIA DA SILVA NERES e FRANCISCO DAS CHAGAS GARCIA DA SILVA, ambos foragidos da operação “DERRAME”, deflagrada pela DEICOR, no dia 24, passado, onde foram cumpridos 04 mandados de prisão e mandados de busca e apreensão nas cidades de Janduis, Caicó, Jucurutu, Timbaúba dos Batista, São Gonçalo e Natal.

No dia da operação os dois estavam morando em Gravata/PE, não sendo possível às prisões.

PATRÍCIO GARCIA chegou a dar entrevista na Rádio Rural FM de Caicó, via ligação telefônica, na qual ele afirmava que a polícia não conseguiria prendê-lo, e não se entregaria.

Após diligências das equipes, ambos foram localizados e presos, com a ajuda da Delegacia de Polícia Civil de Gravatá/PE. Na casa de PATRÍCIO foi encontrado um revólver calibre 38, sendo autuado por posse ilegal de arma de fogo.

Nesse momento às equipes da DEICOR estão recambiando os dois para o Estado do Rio grande do Norte onde deverão permanecer à disposição da justiça e responder por seus crimes.

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do disque denúncia 181, disque DEICOR (84) 3232-2862 ou ZAP da DEICOR (84) 98135-6796.


Preso em operação do Deicor participou de assalto em queijeira na zona rural de Jardim de Piranhas

Um dos homens presos na Operação Derrame deflagrada nesta quarta-feira (24) pela Divisão de Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – Deicor, foi Karlúcio Garcia Silva. Ele está detido na Penitenciária Estadual do Seridó acusado de ter participado do roubo a uma queijeira na zona rural de Jardim de Piranhas, no dia 22 de maio deste ano. Outros 8 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão foram cumpridos.

Também foi cumprido mandado no Estado do Piauí. Além disso, em cumprimento a mandados de prisão preventiva, foram presos: Francisco Caçula Garcia, Marcelino da Silva Filho e José Cláudio Alves Garcia, sendo este último capturado no município de São Gonçalo/RN, enquanto os outros três investigados já estavam presos pela prática de outros crimes. Ao total, foram presas seis pessoas e cinco suspeitos estão foragidos.

A operação contou com o apoio da Delegacia Regional de Caicó, das Delegacias Municipais de Jucurutu, Caraúbas e Campo Grande, além da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV).

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do disque denúncia 181, e dos números da DEICOR: (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796 (Whatsapp).


Deicor cumpriu mandados de prisão em cidades do Seridó e do Oeste na “Operação Derrame”

Policiais do Deicor cumpriram mandados em Caicó e várias cidades do Seridó e Oeste do estado

A Divisão Especial de Investigação e Combate ao Crime Organizado – Deicor da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, deflagrou na manhã desta quarta-feira (24), a Operação Derrame para cumprir 9 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão nas cidades de Caicó, Timbaúba dos Batistas, Jucurutu e São Gonçalo do Amarante.

O objetivo foi dar combate aos crimes de morte registrados ao longos dos últimos anos entre famílias das cidades de Messias Targino, Campo Grande e Janduís.

Os assassinatos em questão, ocorrem entre membros de determinadas famílias na região oeste do Rio Grande do Norte. Esses crimes recomençaram em 2017, quando o Henrique Garcia, foi assassinado na zona rural de Campo Grande. Seu corpo foi encontrado com sinais de tortura e com os olhos arrancados.

Na operação Derrame, em Caicó, foi cumprido mandado de busca na casa do empresário Dário Alencar Guedes, que comercializa armas e munições. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil, aonde foi ouvido pelo Delegado Luciano Augusto Pereira e depois liberado. Também foram ouvidos, presos que estão na Penitenciária Estadual do Seridó.

Ouça entrevista com o delegado da Deicor, Luciano Augusto:

Notícias relacionadas:


DEICOR descobre galpão subterrâneo e prende vereador suspeito de distribuir cigarros contrabandeados do RN

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR, deflagrou ação nesta quinta-feira (14), após denúncia anônima e prenderam MARCIO PEREIRA DE AQUINO, vulgo “Pato Choco”, natural de Martins/RN, de 38 anos de idade, acusado de ser um dos maiores contrabandista de cigarros importados do Estado do Rio Grande do Norte.

A DEICOR estava investigando uma ação criminosa perpetrada contra agências bancárias no interior do Estado, quando receberam denúncia informando que, parte do bando poderia está escondido na fazenda de “Pato Choco”, localizada na zona rural de Serrinha dos Pintos/RN, distante 380 km de Natal.

Continue lendo

Deicor prende em Caicó, ex-secretário de saúde de Crateús-CE

ANTONIO DIEGO LIMA RODRIGUES já tinha sido preso pela Polícia Federal por suspeita de fraude no ENEM

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, nesta quarta-feira (19), Antônio Diego Lima Rodrigues, 37 anos. Ele foi preso na cidade de Caicó, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva.

O suspeito foi gestor na área de saúde por 11 anos e responde a dez processos por fraude em licitação e desvio de verba pública. Ele estava foragido há 02 meses, residindo em Caicó, onde cursava Medicina na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Após informações repassadas pela Polícia Civil cearense, no sentido de que Antônio Diego estaria residindo no Estado do Rio Grande do Norte, os policiais civis realizaram investigação para identificar a localização, que culminou na prisão do suspeito.

*A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do disque denúncia 181, e dos números de denúncia da DEICOR: (84) 3232-2862 ou (84) 98135-6796 (WhatsApp).


Polícia Civil prende empresária e integrantes de organização criminosa

Arthur Mendes e Flávio Dino foram presos pela Deicor

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), prenderam em flagrante, na tarde desta terça-feira (24), a empresária Maria Lázara de Souza, 55 anos, e dois homens: Arthur Mendes Nunes, 22 anos, e Flávio Willime Dino Andrade da Silva, 33 anos.

As diligências foram empreendidas após o recebimento de denúncias anônimas informando que, em uma loja situada na Av. IV, no bairro do Alecrim, Zona Leste de Natal, estaria sendo descarregada uma carga de baterias industriais de telecomunicações, furtadas de uma Estação de Telefonia da Empresa OI, instalada no bairro de Emaús, no município de Parnamirim.

*Leia a notícia completa aqui


Deicor apreende cerca de 50 kg de drogas e prende suspeito na Grande Natal

Droga foi apreendida em ação da Deicor

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) apreenderam cerca de 51 quilos de drogas e prenderam um homem de 29 anos na tarde deste sábado (3), em Parnamirim, na Grande Natal. Segundo os investigadores, o homem é suspeito de integrar uma organização criminosa voltada para prática de homicídios e tráfico de drogas.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a organização criminosa há 3 meses vinha sendo investigada há três meses. Neste sábado (03), após ser confirmado que havia drogas no imóvel usado pelo grupo, as equipes se deslocaram até o local e deram cumprimento a um mandado de busca.

Continue lendo


Operação da Polícia Civil prende 108 no RN

Uma operação da Polícia Civil resultou na prisão de 108 pessoas no Rio Grande do Norte, entre a quinta-feira (25) e a sexta-feira (26). Três criminosos da facção Família do Norte (FDN), apontados como mandantes do massacre que vitimou 55 apenados em Manaus, estão entre os presos e foram detidos na manhã desta sexta-feira, em Natal. De acordo com o delegado Erick Gomes, que comanda a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (DEICOR), os dois homens e uma mulher estavam hospedados em um flat de luxo, em Ponta Negra.

Os presos, sem as identidades relevadas, são considerados, segundo a polícia, líderes da facção FDN, historicamente aliada da carioca Comando Vermelho. “Desde o massacre eles são procurados. Presos perigosos e que segundo investigações são também responsáveis por encomendar o massacre que deixou mais de 50 presos mortos em cadeias de Manaus”, contou o delegado.

Foram presos Andreza Rodrigues Lobo, 34 anos e natural de Manaus; Rômulo Raphael dos Santos Morais, 27 anos, natural de Teresina; e Leandro dos Santos Chaves, 25 anos, nascido em Manau.

Além dessas prisões, a Polícia Civil prendeu mais 105 pessoas em todo o Rio Grande do Norte, em operações simultâneas. Os criminosos são acusados de homicídio, tráfico de drogas, estupro, roubo e crimes contra o patrimônio. Em volume de prisão, essa é uma das maiores realizadas pela Polícia Civil, segundo o delegado adjunto da Degepol, Odilon Teodosio.

*Tribuna do Norte


Polícia Civil prende empresário suspeito de envolvimento em roubos a bancos

Arma de fogo apreendida pela Deicor

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) cumpriram, na manhã desta terça-feira (09), um mandado de prisão preventiva contra o empresário Robson Soares da Hora, conhecido como “Robinho”, de 40 anos. O suspeito, natural de Jaboatão dos Guararapes/PE, foi preso na cidade de Parnamirim e é apontado como integrante de uma organização criminosa especializada em roubos a bancos e cargas de valor.

Robson Soares estava com o bando preso pela DEICOR na última quinta-feira (4), após uma abordagem no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em São José de Mipibu/RN. Segundo as investigações, o grupo criminoso tinha ido até o Estado de Pernambuco para “levantar” os bancos existentes na cidade de Carpina-PE, planejar um roubo de uma carga de frios e esconder um veículo roubado que seria usado nas ações criminosas. Por algum motivo, Robinho não retornou com o grupo para o Rio Grande do Norte. No dia, foram presos Wellington Silva de Miranda Dias, Osivaldo Costa Ambrósio, Marcos Felipe Alves Gomes, Emerson Silva Sousa, além de um adolescente apreendido.

No momento em que eles foram interrogados, todos confirmaram que “Robinho” faz parte da organização criminosa, atuando no financiamento e suporte logístico. Com Robson Soares foram apreendidos uma motocicleta Titan, um veículo Cobalt (usado para ir até a Cidade de Carpina-PE), uma pistola calibre .38, dois carregadores e trinta munições intactas.

A Polícia Civil solicita a ajuda da população para envio de informações que possam auxiliar nas investigações. Qualquer informação poderá ser comunicada por meio do disque denúncia anônimo, número 181.


RN: Investigação da Polícia Civil resulta em condenação de integrantes de organização criminosa

Uma investigação realizada pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) resultou na condenação de oito pessoas integrantes de uma organização criminosa de atuação interestadual especializada em crimes contra instituições financeiras. A Operação “Marco Zero” foi deflagrada em 22 de novembro de 2017, com a prisão de 09 pessoas investigadas por ataques a agências bancárias na modalidade explosão, conduta também conhecida “novo cangaço”. O julgamento do processo pela Justiça Federal da 5ª Região, que condenou todos os envolvidos, aconteceu no início deste ano, ratificando o trabalho realizado pela Polícia Civil.

A organização criminosa, caracterizada pelo uso de extrema violência contra as forças de segurança e utilização de armas de grosso calibre, era chefiada por Roberto Menezes de Queiroz, que foi preso pela Polícia Civil logo após a deflagração da Operação. A investigação que prendeu o grupo criminoso durou 05 meses e resultou no encaminhamento do inquérito policial para a Justiça Federal do Rio Grande do Norte. Durante as investigações, quatro criminosos integrantes da organização criminosa: Eduardo Ferreira Martins, Osmarindo Saraiva do Nascimento, Cleudson Whebster da Silva, conhecido como “Choquito”, e Messias Araújo da Silva faleceram em confrontos policiais.

Os outros envolvidos foram condenados: Roberto Menezes de Queiroz, reclusão de 70 anos e 01 mês e o pagamento de 1.514 dias-multa; John Breno Rosendo da Silva, reclusão de 16 anos e o pagamento de 242 dias-multa; André Marques de Albuquerque, conhecido como “André Cabeça”, reclusão de 16 anos e o pagamento de 242 dias-multa; Arthur Kennedy Martins, reclusão de 16 anos e o pagamento de 242 dias-multa.

Paulo Alana Neves Souza dos Santos, conhecido como “Paulinho”, reclusão de 16 anos e o pagamento de 242 dias-multa; Jeydson Bezerra Pegado, conhecido como “Gordo” e/ou “Barrão”, reclusão de 59 anos e 03 meses e o pagamento de 1.302 dias-multa; Suênio Mafra Bassani Valle, conhecido como “Cocão”, reclusão de 59 anos e 03 meses e o pagamento de 1.302 dias-multa e Cleanto Franco da Silva, conhecido como “Irmão”, reclusão de 13 anos e 07 meses e pagamento de 72 dias-multa.

Caso

O grupo inicialmente estava sendo investigado por explodir as agências no município de Touros/RN, crimes ocorridos em 03 de julho de 2017. O aprofundamento das investigações indicou que a organização criminosa também praticou o mesmo tipo de crime contra agências bancárias em João Câmara, em 05 de abril de 2017; Sítio Novo, em 04 de maio de 2017; São Miguel 01 de junho 2017; Goianinha 09 de junho de 2017; Canguaretama, em 30 de junho de 2017; Novo Lino/AL, em 02 de julho de 2017 e Belém e Malta/PB, em 29 de julho de 2017.

Logo após a operação, evidenciou-se uma redução de aproximadamente 40% dos crimes desta natureza no Estado do Rio Grande do Norte.


DEICOR apreende armas e munições depois de trocar tiros com quadrilha de assaltantes de bancos

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR, entraram em confronto nesta segunda-feira (11), na zona rural de Taipu/RN, com uma quadrilha especializada em roubos a bancos e carros-fortes.

Os investigadores da DEICOR, há meses, vinham investigando essa Organização Criminosa e, há poucos dias, tomaram conhecimento de que os seus componentes estavam planejando uma grande ação delituosa.

Após a localização do esconderijo, uma granja às margens da BR 406, no município de Taipu/RN, os policiais se deslocaram até o local e ao se aproximarem, foram recebidos a tiros de fuzis, dando início ao intenso confronto armado com os assaltantes.

Durante o embate os bandidos foram aos poucos entrando no matagal e enquanto trocavam tiros com os policiais se aproximaram da citada rodovia, quando tomaram um veículo de assalto e conseguiram se evadir do local.

Na granja foram apreendidos 05 fuzis, 03 escopetas de calibre 12, 04 pistolas de diversos calibres, centenas de munições, explosivos, coletes balísticos e táticos, veículos preparados para as ações criminosas, grampos, além de rádios comunicadores na frequência da PM local.


Deicor prende mulher suspeita de integrar organização criminosa

JAQUELINE, a GALEGA DO CRIME, foi presa pela Deicor

Após uma investigação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), uma suspeita por ser integrante de uma organização criminosa que pratica roubos a agências bancárias foi presa nesta segunda-feira (21), no bairro de Igapó, na Zona Norte de Natal.

A investigação por parte da Deicor teve início a partir de uma tentativa de roubo a banco na cidade de Montanhas/RN, no dia 29 de julho de 2017. Na ocasião, os criminosos pretendiam explodir caixas eletrônicos quando foram interrompidos com a ação policial. O grupo, formado por oito pessoas, fugiu do local após troca de tiros com a Polícia Militar, deixando para trás um veículo roubado, explosivos e um fuzil.

Continue lendo


Deicor investiga série de assassinatos na região Oeste do estado

Armas apreendidas na ação do Deicor

Policiais civis da Divisão Especial de Investigação e de Combate ao Crime Organizado – Deicor, realizaram ação na última quarta-feira (19), nas cidades de Caicó, Jucurutu, e sítios no Sertão da Paraíba e Oeste do Rio Grande do Norte. O objetivo foi dar cumprimento a mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça de Campo Grande/RN, na tentativa de fazer cessar mais de uma dezena de mortes registradas na região oeste.

A investigação é presidida por uma comissão de delegados, tendo a frente o diretor da Deicor, Odilon Teodósio. A comissão foi criada depois da morte do homem identificado como Chico Boi, no dia 10 de julho de 2018, em Janduis.

Na ação desta quarta, os policiais apreenderam três espingardas e dois revólveres, além de munições.

Duas espingardas foram apreendidas

Foi preso, no sítio Salgado, zona rural de Belém de Brejo do Cruz/PB, Francisco das Chagas Garcia da Silva. Ele estava na posse de um revólver de calibre 38. No mesmo sítio, foi apreendido outro revólver de calibre 38, um rifle de calibre 38.

Um adolescente também foi apreendido. Ele assumiu ser dono de uma das armas apreendidas na ação.

Continue lendo


Deicor prende estelionatária que possui mais de 50 processos criminais

Material apreendido com estelionatária

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam, no final da tarde desta quinta-feira (05), Adriana Maria de Oliveira Furtado Machado, 51 anos de idade. A mulher que é de Joinville, Santa Catarina, foi presa em flagrante após ter efetuado compras com cartões de terceiros, em Natal. A equipe de investigação da Deicor revelou que Adriana Maria é considerada uma das maiores estelionatárias do país, respondendo a mais de 50 processos pela prática do crime de estelionato nos Estados de São Paulo e Santa Catarina. Em uma agência bancária do sul do país, ela conseguiu dar um prejuízo de R$ 1 milhão e 51 mil. A atuação dela também já estava acontecendo no Nordeste.

Continue lendo


Natal: Durante operação, polícia encontra, armas, drogas e estatuto de facção criminosa

Material apreendido no Mosquito

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em conjunto com policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e policiais da Força Nacional deflagraram na manhã desta terça-feira (26), a Operação Integrada Pente Fino I na comunidade do Mosquito, Zona Oeste de Natal, com o objetivo de prender foragidos da Justiça e integrantes de uma facção criminosa que possui atuação nacional. Durante a ação, foi preso um casal e aprendidas armas, munições, um “estatuto” da organização e material utilizado para cadastramento de membros da facção. Foram apreendidas fichas de integrantes, detalhando informações minuciosas tais como: data de “batismo”, “padrinho”, “matrícula” e vulgo a ser adotado pelos membros.

Continue lendo