Please enter banners and links.


RN: Diário Oficial trouxe hoje mudanças em Delegacias de Polícia Civil; Confira

A Delegacia Geral de Polícia Civil do Rio Grande do Norte, está fazendo mudanças nas titularidades de delegacias em várias cidades do estado. As informações estão na edição desta quinta-feira (31), do Diário Oficial do Estado.

Na região Seridó, o delegado Alex Wagner Alves Freire, foi removido da DP de Parelhas com responsabilidade, ainda, nas cidades de Equador, Santana do Seridó, Jardim do Seridó e Ouro Branco e designado para a Denarc de Mossoró. Ele vai responder, também, pela delegacia de Serra do Mel/RN.

Outra portaria informa que o delegado Bruno Nogueira Ferraz, foi removido da Delegacia Municipal de Acari e de Carnaúba dos Dantas, e designado para a atuar na DP de Parelhas, com atribuição, também, em Equador, Santana do Seridó, Jardim do Seridó e Ouro Branco.

O novo delegado da cidade de Acari, é Bruno Barcellos Cavalcante. Ele foi removido da 4ª Equipe de Plantão da 3ª DRP de Caicó. A portaria informa que sua atuação será ainda na cidade de Carnaúba dos Dantas.

No Oeste Potiguar, também ocorreram mudanças na comando de delegacias. O novo titular da DP Municipal de Patu, é Verilton Carlos Barbosa Pereira. Ele que foi removido da PD de Upanema, vai atuar, também, nas delegacias de Olho D’Água dos Borges, Messias Targino e Janduís.

A titularidade da 7ª Delegacia Regional de Patu, também mudou. O delegado Sandro Reges Souza Soares, deixa o cargo. Para substituí-lo, foi designado o delegado, Paulo Petronilo da Silva Nilo, que foi removido das DPs Municipais de Patu, Olho D’Água dos Borges, Campo Grande, Triunfo Potiguar, Paraú e Messias Targino. O delegado ainda vai atuar nas cidades de Umarizal e Almino Afonso.

O delegado Sandro Reges, foi designado para ser titular da 5ª Regional de Macau com atuação ainda na cidade de Guamaré.

A titularidade da Delegacia de Capturas – DECAP, também, mudou. O delegado Marcio Delgado Varandas, vai assumir o cargo.

*Confira aqui as demais mudanças nas Delegacias



Cerca de 85% das delegacias brasileiras não possuem servidores suficientes

Segundo levantamento do Conselho Nacional do Ministério Público, divulgado pelo canal de TV por assinatura Globonews, 84,8% das delegacias de todo o país não possuem servidores suficientes para realizar suas atividades.

O Piauí possui o pior índice. Segundo o estudo, 98,9% das unidades policiais do estado estão com o quadro de pessoal insuficiente. Em seguida aparece o Espírito Santo, com 96,2%, seguido de Minas Gerais, com 95,4%, e Amazonas, com 95,2%.

Ainda de acordo com o Conselho Nacional do Ministério Público, 72% dos distritos policiais, em todo o país, estão com inquéritos em andamento a mais de dois anos. No Rio de Janeiro, 95% dos processos estão nessa situação. No Mato Grosso, o índice é de 93,4%. Em seguida aparecem Rondônia, com 92,1%, Pernambuco, com 91,7% e o Distrito Federal, com 89,8%.

O prazo para conclusão de um inquérito geralmente leva 30 dias, e nesses casos estão há pelo menos 720 dias sob análise.



Policiais civis participarão de capacitação para procedimentos eletrônicos em delegacias

Aproximadamente 35 policiais civis, incluindo delegados, agentes e escrivães, participarão de uma capacitação na Academia de Polícia (Acadepol) que visa a preparação de equipes, de delegacias pilotos, para a confecção de boletins de ocorrência em uma plataforma eletrônica nacional. As aulas começam a partir da próxima segunda-feira (03) e seguem até o dia 17 de julho, durante todo o dia. Os policiais civis que participarão do treinamento, neste primeiro momento, foram convocados pela Acadepol e agirão como multiplicadores do treinamento em suas unidades policiais.

Os policiais civis serão treinados para incluírem os dados dentro do Procedimento de Polícia Judiciária Eletrônico, do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e Sobre Drogas (SINESP). Nesta primeira etapa participarão as equipes do expediente do Complexo de Delegacias Especializadas; do expediente e plantão da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP); da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov); da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) Zona Norte; da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR); da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc); da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (Decap) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Mossoró.



Major Costa e Dr. Ricardo Brito pensam em complexo policial na Zona Leste

A área seria mais ou menos aonde está demarcado com linhas vermelhas – (Imagem: Google Maps)

Em duas entrevistas realizadas no programa “Segurança em Ação”, levado ao ar, todos os sábados das 09hs às 10hs na Rádio Caicó AM, duas autoridades policiais locais, já falaram na ideia de se construir um complexo policial na Zona Leste de Caicó.

O primeiro deles, foi o Major Walmery Costa, comandante do 6º BPM, e, o segundo, foi o titular da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil, Ricardo Brito. Ambos, pensam que o local aonde está localizada a 3ª DRP, a DP Municipal e a Cavalaria da PM, poderia ser ampliado para a construção da estrutura das duas polícias.

O Major Costa, pensou na possibilidade de o 6º BPM ter um prédio novo no terreno (que é grande) onde está atualmente a Cavalaria. De acordo com ele, tem espaço suficiente para construir no local a nova sede do Batalhão.

O delegado, Ricardo Brito, pensa que outros prédios poderiam ser construídos também no terreno para abrigar a Delegacia da Mulher e do Menor. Deste modo, seria erguido no referido terreno um grande complexo policial que ficaria também próximo da Cidade Judiciária, haja vista, a proximidade.

Em relação ao Batalhão da PM, o atual prédio, sediaria, a Primeira Companhia do 6º, que hoje ocupa um espaço dentro do Quartel, localizado no Bairro Paraíba.