Ministério Público pede informações em 24hs sobre fechamento de UTI para casos não Covid-19 em Caicó

Promotor ainda pediu informações às direções do Hospital do Seridó e do Thiago Dias

O promotor de Justiça, Vicente Elísio de Oliveira Neto, instaurou um procedimento para averiguar a não disponibilização de leitos de UTI e UCI aos pacientes acometidos por patologias distintas do Covid-19 pela Sesap/RN no Município de Caicó/RN, durante a pandemia do coronavírus.

No dia 09 de abril, o promotor recebeu a notícia de que o Governo do Estado do RN planejava, como medida de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19), reorganizar os hospitais da região do Seridó, especialmente a transferência das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e os pacientes internados atualmente no Hospital Regional Telecila Freitas Fontes (HRTFF), localizado no Município de Caicó/RN, para o Hospital Regional Dr. Mariano Coelho (HRMC), localizado no Município de Currais Novos/RN, a fim de transformar a unidade hospitalar local em referência exclusiva no tratamento de pacientes relacionados à pandemia mundial.

No mesmo documento, o representante ministerial em Caicó, pede no prazo de 24 horas, que às direções do Hospital do Seridó e da instituição privada Hospital Tiago Dias, digam, diante da urgência que o caso requer, se as suas respectivas sedes/prédios possuem a viabilidade estrutural necessária para a implantação provisória de leitos de UTI e UCI para pacientes com patologias distintas do Covid-19 durante o enfrentamento da pandemia.

Baixe e veja o DESPACHO do Ministério Público: