MPRN investiga contrato de iluminação pública entre Enertec e Prefeitura de Macaíba

MPRN deflagra operação que investiga contrato de iluminação pública em Macaíba

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta quarta-feira (1º) a operação Alta Voltagem, que investiga um Contrato de Iluminação Pública celebrado pela Prefeitura de Macaíba e a empresa Enertec Construções e Serviços Ltda no valor atual de R$ 4.100.432,14. A ação é mais um desdobramento da operação Cidade Luz, deflagrada em 24 de julho passado pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Natal. A coletiva de imprensa foi realizada no final da manhã, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Candelária.

A investigação evidenciou a existência de um ajuste empresarial vocacionado a monopolizar os contratos do Município de Macaíba na área de iluminação pública, em conluio com os agentes públicos encarregados das contratações. Há indícios de superfaturamento e pagamento de propina a agentes públicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Macaíba e da Secretaria Municipal de Administração e Finanças.

A empresa Enertec vem se sagrando vencedora em todos os certames de iluminação realizados no Município de Macaíba desde o ano de 2007 e o valor da soma desses contratos firmados nos últimos dez anos é de R$ 6.802.648,77.

Continue lendo



MP descortinou cartel, pressões e pagamentos de propinas na Prefeitura de Caicó

As investigações do Ministério Público que culminaram com a operação Blackout nesta sexta-feira (04) em Caicó com a prisão de diversas pessoas envolvidas em esquema de pagamento de propinas em licitações públicas tem prosseguimento com a análise do material que foi apreendido nos locais/alvo da ação.

Na denúncia feita pelo Ministério Público para embasar os pedidos de prisão e de busca e apreensão, os promotores detalharam como agiam os agentes envolvidos.

Foi encontrado clara participação do que os promotores chamaram que Cartel, formado por empresas para fraudar licitações. Veja:

Os promotores ainda encontraram fortes indícios do pagamento de propina para agentes públicos da cidade de Caicó, tendo alguns deles sido presos na operação Blackout. Veja:

As escutas ainda revelaram que Jorge Araújo fez pressão junto ao Cartel para receber a suposta propina antes combinada. Um dos envolvidos, identificado como Allan fala claramente que Jorge está querendo dinheiro e que não irá pagar a propina. Veja:



Empresa Enertec investigada pelo MPRN mantém sede em Caicó

Um dos donos das empresas que estão sendo investigadas na Operação Cidade Luz, deflagrada nesta segunda-feira (24), pelo Ministério Público do RN, é Maurício Ricardo de Morais Guerra. A ele pertence a Enertec Construções e Serviços LTDA.

A empresa, no dias atuais, também mantém uma sede em Caicó, que é localizada na Avenida Coronel Martiniano, no centro da cidade. Ela prestou, segundo o prefeito Robson Araújo “Batata”, serviços ao Município, nos três primeiros meses de sua gestão. A licitação que a contratou teria sido emergencial.

Empresa Enertec ainda mantém sede em Caicó – (Foto: Sidney Silva)

O prefeito ainda disse ao Blog Sidney Silva que, o serviço prestado pela Enertec durou até o mês de maio. Foi feita nova licitação que teve como vencedora a empresa do Ceará, GREEN X INDUSTRIA, SERVIÇOS, IMPORTAÇÕES E EXPORTAÇÕES EIRELI – ME.

A empresa Enertec prestava serviços para a Prefeitura de Caicó desde a gestão de Roberto Germano.