PF alerta para possíveis ataques de facção dentro e fora dos presídios do RN

O Sistema Prisional e de Segurança do Rio Grande do Norte terá reforço nos próximos dias. O motivo é um alerta feito pela inteligência da Polícia Federal sobre um possível “salve” dentro e fora dos presídios, articulado por uma facção criminosa com atuação no estado. A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte confirmou que está tomando medidas para prevenir possíveis ações do crime organizado.

O secretário de Segurança do Estado, Coronel Francisco Araújo, confirmou que a Sesed está apurando a situação e atuando para evitar ações dentro e fora dos presídios. De acordo com o documento encaminhado pela Polícia Federal, o foco da facção seria “atingir a ordem pública do Estado”.

Pelo que foi apurado pela Polícia Federal e encaminhado à Sesed em relatório, a facção criminosa estava articulando para realizar as ações conjuntas dentro e fora dos presídios entre os dias 4 e 5 de junho. Segundo o relatório, a ordem seria “quebrar tudo” e já havia articulações também para ações dos bandidos em Pau dos Ferros, Mossoró, Umarizal, Apodi e Macaíba, além de Natal.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, os bandidos teriam informado que conseguiram uma forma para abrir celas no presídio de Alcaçuz utilizando parte do próprio concreto. Além disso, também haveria a articulação e determinação para que pessoas fossem feitas reféns dentro e fora das unidades prisionais.

Segundo Coronel Araújo, a Sesed e a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) já estão tomando as medidas conjuntas para coibir possível ação dos criminosos, mas não detalhou o que está sendo feito.



Polícia Civil prende suspeito de chefiar facção criminosa

Gutemberg foi preso pela Polícia

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), prenderam Gutemberg Simplício da Silva, vulgo “Guto”, 29 anos, nesta quinta-feira (11). Ele é investigado por chefiar uma facção criminosa e integrar uma organização criminosa especializada em roubo a bancos. Também é investigado pela prática de homicídios. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão expedido em seu desfavor, em Natal.

Investigações da Deicor revelaram que, após a morte do seu primo Cleudson Webster (“Choquito”), fato ocorrido em Pernambuco em 2018, durante confronto com a polícia, Gutemberg Simplício assumiu o comando na organização.

“Guto”, que já foi alvo de um atentado, no qual dispararam 12 tiros de pistola contra ele, sobreviveu aos tiros e estava sendo procurado pela polícia.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando, de forma anônima, informações sobre investigações para o Disque Denúncia 181.



Polícia Civil realiza operação em evento de facção criminosa e apreende drogas e munições

Material apreendido pela Polícia na operação

Policiais da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim realizaram, na noite de quarta-feira (27), uma operação policial em um evento de uma facção criminosa. Durante a ação, que aconteceu na Comunidade Toca da Raposa, no bairro de Nova Parnamirim, foram apreendidas porções de maconha e cocaína, balança de precisão, fogos de artifício e munições calibre 12. Na ocasião, houve confronto e os suspeitos conseguiram fugir.

A polícia solicita a ajuda da população para envio de informações que possam auxiliar nas investigações. Qualquer informação poderá ser comunicada através do disque denúncia anônimo, número 181.



MPRN denuncia “caixa” de facção criminosa por lavagem de dinheiro

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou Wellington Vieira Marques por lavagem de dinheiro e por integrar uma organização criminosa. Segundo as investigações do MPRN, Paulista, como é conhecido, é o “sintonia do caixa” de uma facção criada dentro de presídios potiguares. Nesta segunda-feira (10), um novo mandado de prisão foi cumprido contra ele, que já estava detido na Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta. A conta bancária de Paulista foi bloqueada pela Justiça.

Continue lendo



Polícia e MP deflagram operação contra facção criminosa em 14 estados

A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo deflagraram Operação Echelon, no início da manhã de hoje (14), contra as ramificações interestaduais da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). São cumpridos 59 mandados de busca e apreensão em 14 Estados, além de 75 prisões preventivas de integrantes da facção.

Continue lendo



Adolescentes que assaltaram usando carroça em Natal são punidos por facção

Adolescentes foram punidos por facção em Natal após roubo com carroça

NovoNotícia – Em Natal, até carroça já foi usada para assaltar. Imagens captadas pelas câmeras de segurança da Escola de Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn) flagraram um assalto praticado por três suspeitos a uma mulher que caminhava na Rua Promotor Manoel Alves Pessoa Neto, no bairro de Candelária, Zona Sul da cidade. O crime teria acontecido no sábado passado. As imagens viralizaram nas redes sociais. Dias depois, contudo, rapidamente o trio da carroça foi encontrado. O problema, principalmente para eles, é que não foram identificados pela polícia ou tiveram um julgamento convencional.

Da quarta-feira (5) para quinta-feira (6), vídeos de adolescentes sendo punidos por membros do Sindicato do RN começaram a ser compartilhados, sobretudo no Whatsapp. Nas imagens, supostos membros da facção potiguar dizem que pegaram os jovens roubando em uma carroça e que eles pagariam pelo crime. “Mais um aí, oh. Tava roubando de carroça aí… Agora tá sendo cobrado. Ninguém rouba pai de família não”, diz um homem que grava o vídeo de três adolescentes sendo castigados.

A cobrança aplicada pela facção vem em forma de disparo de arma de fogo a poucos centímetros da palma da mão. Um dos adolescentes chega a gritar de dor após o disparo. Insistentemente ele clama pela mãe:“Mainha! Ai, mainha!”. Não há confirmação por parte da polícia, mas a suspeita é de que se tratam das mesmas pessoas: os três punidos em vídeo e os três assaltantes que aparecem nas câmeras da Esmarn. Ofato é que o vídeo é autêntico.



Polícia do RN prende grupo ligado a facção criminosa com armas e munições

Polícia prende integrantes de facção com armas e munições

Uma operação conjunta da 1ª Delegacia de Polícia de Parnamirim e da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas da Polícia Militar (ROCAM) prendeu em flagrante, na terça-feira (21), Wendel Tales Nascimento Barros, conhecido por Nito e um dos líderes do Sindicato do RN, José Jonathan Costa Damasceno, Keila da Silva Machado e João Paulo Alves de Freitas, pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, posse e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, falsidade ideológica e uso de documento falso. As prisões ocorreram no bairro Nova Descoberta em Natal e no centro de Parnamirim.

A polícia encontrou com Wendel Tales uma pistola roubada de um policial militar e apreendeu durante a operação uma grande quantidade de cocaína e crack, uma arma de fogo de uso restrito calibre .40, uma espingarda calibre 12 e diversas munições de vários calibres, além de apetrechos para uso no tráfico das drogas.