“Operação Sombra” da Polícia Federal resultou na prisão de caicoenses na Paraíba; ENTENDA

A investigação da Polícia Federal do Rio Grande do Norte, que leva o nome de “Operação Sombra”, que tenta prender quadrilha envolvido com assaltos à bancos e carros-fortes e tráfico de drogas, levou a prisão de três pessoas em uma ação conjunta com a Polícia Militar da Paraíba, no final da manhã desta quarta-feira (03), nas imediações da cidade Santa Luzia/PB.

Os detidos, que foram autuados por tráfico de drogas interestadual e associação para o tráfico, são: Huender Regis de Medeiros, de 44 anos, natural de Caicó/RN, Flabson Tairone Gomes, de 23 anos, natural da cidade de Caicó/RN e Mauro Félix Ramalho Júnior, de 26 anos, natural da cidade de São Bento/PB.

A Polícia Militar, através do Comando Regional II, sediado na cidade de Patos, recebeu a informação que nesta quarta-feira, dia 03, passariam pela região, dois carros, possivelmente, carregados com drogas. Com a informação, foram montadas barreiras entre Patos e Teixeira, e entre Junco do Seridó e Santa Luzia. Nesse último trecho, foi aonde aconteceu a abordagem.

Os dois carros, seguiam com destino à Caicó/RN, sendo que o VW SAVEIRO, ano 2016, de cor branca e placas QGD7A13, que era ocupado por Flabson e Mauro, estava a frente e servia como espécie de batedor para o segundo, um FORD KA, ano 2018, de cor branca e placas QGV0H01, que era ocupado por Huender Regis.

No porta-malas do carro de Hender, os policiais encontraram 22.330 vinte e dois quilos e trezentos e trinta gramas de maconha, acondicionada em 23 pacotes feitos com sacos plásticos pretos e fita adesiva, além de 7.000,00 (sete mil reais) em notas de cem e de cinquenta.

Um dos policiais que participou da ação, disse em depoimento na Delegacia da Polícia Federal em Patos, que Huender Regis, confirmou no momento da abordagem que o produto em seu carro era maconha e assumiu a propriedade da droga. Disse ainda que adquiriu o entorpecente em ARCO VERDE/PE.

No veículo aonde estavam, FLABSTON TAIRONE e MAURO FÉLIX, foram encontrados R$ 2.000,00 em notas de cem.

Ainda foram aprendidos 4 aparelhos de telefone celular, pertencentes aos presos.

O Blog Sidney Silva, entrou em contato com o advogado Ariolan Fernandes, que confirmou ter sido constituído para fazer a defesa de Huender Regis. Ele não quis dar mais detalhes de como está atuando, mas, confirmou que acompanhou o depoimento do mesmo em Patos e que seu cliente é inocente.

Em Caicó, enquanto os policiais realizavam os procedimentos em Patos, outra equipe da Polícia Federal cumpria mandado de busca e apreensão na residência e no Sítio de Huender Regis. Um segundo sítio de pessoas ligadas ao preso, ainda foi alvo de mandado de busca pelos federais.