Ipueira: Candidatura de Galego Paiva é autorizada pela Justiça Eleitoral

O juiz da 26ª Zona Eleitoral, Wilson Neves de Medeiros Júnior, deferiu nesta sexta-feira (16), o pedido de registro de candidatura de José Morgânio Paixa (Galego Paiva), que tenta a reeleição para prefeito na cidade de Ipueira.

O magistrado diz na sentença que foram preenchidas todas as condições legais para o registro pleiteado e não houve impugnação.

O pedido veio instruído com a documentação exigida pela legislação pertinente e, publicado o edital, transcorreu o prazo sem impugnação. As condições de elegibilidade foram preenchidas, não havendo informação de causa de inelegibilidade“, diz a sentença.


Auxílio Emergencial: Prefeito de Ipueira diz em nota ao Blog que seus filhos tem vida independente

Galego Paiva diz que seus filhos tem vida financeira independente

O prefeito da cidade de Ipueira, José Morganio Paiva, o Galego Paiva, procurou o Blog Sidney Silva para que divulgássemos nota feita por ele respondendo notícia veiculada no site de que seus filhos receberam o auxílio emergencial do Governo Federal.

Confir:

Ocupo hoje um cargo e acredito que por estar nessa situação e em meio ao que se tem passado nas “vidas públicas” aqui e por aí a fora muitos tendem, naturalmente, a ligar uma pessoa à outra, medindo pessoas e situações diferentes com a mesma régua. Eu entendo também que é até natural que algumas pessoas busquem isso ou aquilo para usar como arma política para tentar me diminuir ou me sujar. A minha vida particular e pública é transparente e eu tenho muito orgulho disso.

Venho aqui fazer umas breves pontuações porque tentaram criar polêmica envolvendo meu nome e de meus filhos, e isso, quando não damos espaço pra ouvir o outro lado gera inúmeros julgamentos por parte de quem não conhece a realidade.

Primeiro, ao adentrar na vida pública fiz isso para buscar fazer o melhor, ajudar à população e ao próximo. Não fiz isso para proporcionar riqueza, conforto e luxo para minha família nem muito menos para mim. Meu filho Cesar escolheu por não seguir nos estudos. Assim dei a opção a ele para cuidar da vida com as atividades rurais no sítio. Lá de tudo ele faz, o dia todo, tem uma rotina como qualquer outro trabalhador. Mora na sua casinha lá com sua esposa e seu filho vivendo do próprio trabalho. Ele não vive às minhas custas nem tem uma vida glamurosa de status, luxos e viagens. Graças a Deus tem sua vida independente. Quem o conhece sabe e quem nao conhece basta ir lá no sítio e ver como é.

Neto, meu filho do meio, estuda fora e está próximo de concluir seu curso. Além de estudar, desde o início procurou fazer seus trabalhos como forma de sustento próprio e atualmente tem concentrado seu trabalho em vendas de roupas. E mesmo assim eu o apoio e dou todo o suporte necessário aos estudos dele.

Minha filha mais velha, Izabela, esta que formou ano passado e se dedicou durante seu curso integralmente aos estudos e à pesquisa, tanto que ao terminar o curso, já segue na pesquisa ao ser aprovada no mestrado. Ela tem também todo meu apoio.

Meus filhos foram criados com pés no chão, cada um sempre sabendo fazer sua caminhada. Não são pessoas perfeitas assim como não sou e ninguém é. Mas não admito que quem não conhece nossa realidade venha apontar e fazer julgamentos dos mais diversos.

Tenho uma vida pública e sei que estou exposto a tudo isso mesmo. Mas venho aqui apenas trazer a verdade e a realidade dos fatos.

Se Neto e Cesinha se viram no direito, diante das atividades que eles exercem, de solicitarem esse auxílio, a mim não consultaram, claro que em momentos de maiores dificuldades não negaria apoio. Mas uma coisa é certa. Eles têm suas vidas independentes e não vivem às custas de poder ou vida boa que eu poderia, se fosse como muitos aí, proporcionar. Muito menos usufruem daquilo que é público.

Eu não queria vir aqui fazer desabafo, mas acontece que quando tocam na nossa família pelos motivos mais esdrúxulos existentes, isso nos toca profundamente.

Que Deus possa abençoar a todos e que transforme todo esse ódio e mal em coisas boas, frutíferas e promissoras ao próximo.

Abraço a todos e tenham uma boa noite!

Galego Paiva