Gás de cozinha tem novo aumento a partir de segunda-feira (17) no Rio Grande do Norte

Mais um aumento no gás de cozinha é registrado

Os preços do Gás Liquefeito do Petróleo (GLP), mais usado nas residências em botijões de 13 quilos, terá um aumento médio de 5% a partir desta segunda-feira (17), no Rio Grande do Norte. Além disso, o preço do gás terá um aumento de R$ 0,25 referente ao Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF).

De acordo com o Sindicato dos Revendedores Autorizados de Gás Liquefeito de Petróleo (Singás-RN), o aumento no Rio Grande do Norte vai ser de, em média, R$ 3. O preço do botijão de gás vai passar a custar entre R$ 73 e R$ 75 reais.

Comento:

Esse preço já é praticado em várias cidades da Região Seridó do Rio Grande do Norte. Em Caicó, por exemplo, o botijão de gás de cozinha é comercializado pelo valor de R$ 75,00.

Na verdade, aqui pelo interior, os revendedores praticam os aumentos antes de eles acontecerem.

G1/RN


Sindicato denuncia falta de gás de cozinha no RN; Caicó estaria 80% desabastecida

O presidente do Sindicato Patronal dos Revendedores de GLP, Francisco Alessandro Correia dos Santos, assinou nota denunciando a falta de gás de cozinha em pelo menos 95% das revendas do Rio Grande do Norte. A maioria estará a partir desta terça-feira (19), sem gás para comercializar.

De acordo com Francisco Correia, em contato com o Blog Sidney Silva, na manhã de hoje, os donos de revenda estarão em Natal para fazer uma carreata pelas ruas da cidade em protesto pela queda na produção de gás, pela Petrobrás, no RN, que segundo o SinGás, não existe explicação clara sobre a questão.

Em Caicó, o presidente do Sindicato, afirma que pelo menos 80% das revendas está sem o produto para revender.